Jump to content

Anac deve homologar nova Varig na 1ª semana de dezembro


Varig_777

Recommended Posts

Anac deve homologar nova Varig na 1ª semana de dezembro

 

RIO - A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) deverá conceder a homologação da nova Varig como empresa de transporte aéreo (certificado conhecido como Cheta) na primeira semana de dezembro.

 

A estimativa é do secretário-geral da Anac, Henrique Augusto Gabriel, que se reuniu nesta quinta-feira com o juiz Luiz Roberto Ayoub, responsável pela recuperação judicial da Varig, o presidente da Infraero, brigadeiro José Carlos Pereira e representantes da Varig para discutir a certificação.

 

De acordo com Gabriel, a estimativa de concessão do Cheta para a primeira semana de dezembro só é válida se a nova Varig entregar todos os documentos necessários e cumprir com os procedimentos para sua homologação até o dia 24 de novembro, limite estipulado durante a reunião com a Justiça.

 

Caso a nova Varig cumpra com esse prazo, a Anac se comprometeu a analisar toda a documentação em 10 dias para poder homologar a companhia aérea.

 

"Se tudo estiver correto e se todos os documento forem entregues no dia 24, há todas as possibilidades", respondeu o secretário geral da Anac, ao ser questionado se o Cheta poderia ser concedido na primeira semana de dezembro, levando-se em conta os prazos estipulados durante a reunião com o juiz Ayoub.

 

Gabriel ressalta, porém, que o Cheta ainda não foi expedido porque "ainda há pendência de apresentação de uma série de documentos". A Anac também se comprometeu a publicar os contratos de concessão assim que conceder a certificação, já que cada rota precisa de um contrato de concessão.

 

Entre algumas das medidas que a Varig terá de cumprir está a devolução de espaços de check-in ociosos em aeroportos espalhados pelo País, após negociação entre a Varig e a Infraero. "Todas as companhias já concordaram (sobre a devolução). Só falta agora a Varig", diz o presidente da Infraero.

 

A nova Varig também terá de apresentar uma série de contratos, como o de prestação de serviços com a Varig antiga pelo prazo de 120 dias prorrogáveis. A VRG (razão social da nova empresa) também terá de assinar contratos de trabalho antes da concessão do Cheta, o que é possível porque a companhia já tem certificado jurídico de funcionamento e CNPJ.

 

"Esses são documentos que vêm para nós para a gente verificar se a aeronave tem como voar, se tem tripulação suficiente para voar e, o mais importante, se ela tem como atender o serviço público de transporte aéreo de passageiros, conforme se prontificou de acordo com o plano básico de linhas", afirma Gabriel.

Link to comment
Share on other sites

Esse negócio de entregar documentos já encheu o saco. Nesta semana, eliminamos um item do VPY e tive que levar a página do livro com o reporte respondido e executado para mandar via fax para os caras da ANArC, pois entraria na lista de documentos para a emissão do CHETA! Os caras, daqui há pouco, vão exigir comprovante de residência de cada um dos funcionários da empresa!!!

Link to comment
Share on other sites

Esse negócio de entregar documentos já encheu o saco. Nesta semana, eliminamos um item do VPY e tive que levar a página do livro com o reporte respondido e executado para mandar via fax para os caras da ANArC, pois entraria na lista de documentos para a emissão do CHETA! Os caras, daqui há pouco, vão exigir comprovante de residência de cada um dos funcionários da empresa!!!

 

Osmair,

 

No Brasil funciona assim para os amigos tudo, para os inimigos a lei.

 

Ou seja eu estou vendo como inviável a Nova Varig. Pelo simples motivo que o fundo de investimento já gastou mais que tinha previsto.

 

Com a crise da ANAC nos aeroportos a saida do Martlin Patterson agora seria um duríssimo golpe político na administração PTista.

Link to comment
Share on other sites

Nossa!!! Isso já não era sem tempo!!

Espero que essa vez a ANAC tome vergonha na cara e entregue logo o CHETA da nova Varig, ao invés de ficar adiando e adiando, alegando falta de documentos. :thumbsdown_still:

Link to comment
Share on other sites

Mais uma data estipulada para a emissão do CHETA, é esperar até a 1ª semana de dezembro pra ver se a ANAC libera, porque essa história já está se arrastando a meses e já tá começando a enche o chinês, até a hora que ele fica p da vida, joga tudo pro alto e manda a VRG se virar sozinha, aí aparece a nossa eficiente ANAC e fala já estávamos liberando o CHETA ia saí semana que vem, eles que não tiveram paciência.

Link to comment
Share on other sites

Eu fico de cara com uma situação dessas, como que pode um governo falar em desenvolvimento se ele mesmo atrapalha e impede empresas de crescer por razões meramente políticas. E como eu vinha dizendo desde o começo, a ANAC foi criada como forma dessa quadrilha entitulada PT acabar com a VARIG.

Por essas e outras coisas, éramos felizes com o DAC e não sabíamos.

Link to comment
Share on other sites

Eu fico de cara com uma situação dessas, como que pode um governo falar em desenvolvimento se ele mesmo atrapalha e impede empresas de crescer por razões meramente políticas

 

BG, lembre-se que isso pode ter sido programado pela própria Varig já que ela só recentemente anunciou que teria mais aviões prontos para rotas domésticas, mas não tem nada em vias de operar nas internacionais (4 777 já se foram ou estão de saída, todos os 757, praticamente todos os MD11).

 

Até hoje eu não vi ninguém da Varig mostrando protocolo de todos os documentos, citando as datas e horários. Até o momento só vimos jogo de "empurra empurra", a ANAC dizendo que não recebeu (para o qual não precisa prova!) e a VARIG dizendo que entregou (mas não mostrando o que foi entregue).

 

Felipe

Link to comment
Share on other sites

BG, lembre-se que isso pode ter sido programado pela própria Varig já que ela só recentemente anunciou que teria mais aviões prontos para rotas domésticas, mas não tem nada em vias de operar nas internacionais (4 777 já se foram ou estão de saída, todos os 757, praticamente todos os MD11).

 

Até hoje eu não vi ninguém da Varig mostrando protocolo de todos os documentos, citando as datas e horários. Até o momento só vimos jogo de "empurra empurra", a ANAC dizendo que não recebeu (para o qual não precisa prova!) e a VARIG dizendo que entregou (mas não mostrando o que foi entregue).

 

Felipe

Felipe, então que a ANAC não tenha vindo com a promessa de liberar o CHETA 30, 60 dias após o leilão.

 

PeDRo_SaLGaDo Postado Hoje, 02:42 PM

Espero q ela comece a operar GRU-BEL brevemente!

Pedro e se tudo der certo não tenha dúvidas quanto a isso pelo potencial do mercado de BEL. Agora quanto a rota não sei se seria um GRU-BEL.

Link to comment
Share on other sites

Até que enfim!!! :ohyes:

 

Mas tomara que a ANAC não volte atrás com alguma decisão, pois depois de alguns acontecimentos está difícil confiar nela...

 

Pois é. O MPF tá falando em extinção da ANArC

Link to comment
Share on other sites

Felipe, então que a ANAC não tenha vindo com a promessa de liberar o CHETA 30, 60 dias após o leilão.

 

 

Pedro e se tudo der certo não tenha dúvidas quanto a isso pelo potencial do mercado de BEL. Agora quanto a rota não sei se seria um GRU-BEL.

 

 

Liberaria nesse prazo se tivesse toda documentação OK. Agora se entregou tudo ou não são outros 500...

Link to comment
Share on other sites

Em relação à ameaça do chinês de jogar tudo pra cima, não acredito não. Pra que repintar PP-VTA, recuperar aeronaves e outros investimentos para sair em seguida?

 

 

PS: tudo bem que a situação do PP-VQG por aqui parece indefinida...

Link to comment
Share on other sites

Pois é. O MPF tá falando em extinção da ANArC

 

Extinção eu não concordo.Mas por mim já ta mais do que na hora de deixar a ANAC independente sem precisar mandar projetos pra congresso e o ##### a quatro aprovar!!

Ta na hora de tirar a direção que é meramente política(e todos tem relação com turismo?!O FDP de nove dedos tem parar de achar que aviação é turismo)E colocar uma direção técnica.

Mas como estamos no Brasil...isso que eu disse é sonho!

Link to comment
Share on other sites

Liberaria nesse prazo se tivesse toda documentação OK. Agora se entregou tudo ou não são outros 500...

 

Exato, quem está aqui no fim do processo (nós) não sabe de nada do que realmente aconteceu. Daí meu comentário, não é ficar a favor ou contra a Varig, mas tem coisa errada.

 

Felipe

Link to comment
Share on other sites

Em relação à ameaça do chinês de jogar tudo pra cima, não acredito não. Pra que repintar PP-VTA, recuperar aeronaves e outros investimentos para sair em seguida?

 

Não quer dizer nada...remember PP-VOL e PT-MNL esse último foi pintado mas nunca operou um vôo regular em "new colours"

Link to comment
Share on other sites

O investimento feito no VTA não é praticamente nada. Repintaram 2 aviões (VTA e acho que o VTB está a caminho), e fizeram algumas poucas mudaças no interior. O que isso garante sobre a viabilidade e o prazo de um investimento que, no total, deverá passar dos 500 milhões de dólares (ou reais)? Praticamente nada...

Link to comment
Share on other sites

O investimento feito no VTA não é praticamente nada. Repintaram 2 aviões (VTA e acho que o VTB está a caminho), e fizeram algumas poucas mudaças no interior. O que isso garante sobre a viabilidade e o prazo de um investimento que, no total, deverá passar dos 500 milhões de dólares (ou reais)? Praticamente nada...

 

Mas não é só o VTA, como eu disse...o pessoal está dizendo por aí que os R$150 milhões (-ou dólares, ehehe - também estou em dúvida) que o chinês estaria disposto a gastar até a homologação se esgotaram...quais atividades consumiram esse dinheiro? Será que ele colocaria uma quantia dessas a fundo perdido?

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade