Jump to content

Cargo Lux recusa a entrega de 747-8F


Lúcio

Recommended Posts

By Adrian Schofield adrian_schofield@aviationweek.com

 

cargolux7478F_airteamimages.jpg

Cargolux confirms that it has rejected the planned first deliveries of the Boeing 747-8F due to “unresolved contractual issues.”

The first two 747-8Fs were due to be delivered to launch customer Cargolux on Sept. 19 and 21, but the carrier says its board decided on Sept. 16 to reject these deliveries. A financing deal with JP Morgan has been put on hold, and Cargolux says it may have to look to “source alternative capacity” ahead of its high season “in the event that the [contractual] issues cannot be resolved in a timely manner.”

The rejection decision was made at the first meeting of Cargolux’s new-look board, after Qatar recently closed a deal for a 35% equity stake in the company. The board now has three Qatar representatives, including Qatar CEO Akbar Al Baker. At its first meeting, the new board “reviewed the financial and business situation of the company and evaluated potential measures to strengthen its competitive position in the current volatile market climate,” the carrier says in a statement.

Cargolux was full of praise for the 747-8F as recently as Sept. 2, when it announced the first delivery dates. At the time, Cargolux CEO Frank Reimen said that while the program has “hit a few bumps on the journey from order to delivery,” the 747-8F “sets new standards in efficiency” and features “greater fuel economy and the lowest operating cost of any large freighter.” The aircraft will be “the cornerstone of our growth and profitability for the next decades and a genuine industry game changer,” Reimen said. A 747-8F was flown to Luxembourg in June, following its display at the Paris air show.

The carrier became the launch customer of the 747-8F when it signed a contract for 10 aircraft in November 2005. Cargolux placed a follow-on order for three more aircraft in March 2007 and holds two options and 10 purchase rights. First delivery was originally slated for late 2009, but was delayed for almost two years following program setbacks.

Link to comment
Share on other sites

Xiiii. O negócio tá ficando feio...

 

 

 

Atlas Air cancels three 747-8Fs on performance concerns

 

Atlas Air Holdings, the second largest customer for the 747-8F, abandoned three of the jumbo freighters it has on order, reducing its overall order from 12 to nine aircraft.

 

The move, driven by schedule and performance issues on the early aircraft, advances the cargo carrier's fourth through sixth 747-8Fs built to deliveries later this year.

 

The cancellation adds to the program's customer woes which began on September 16 when launch operator Cargolux abruptly cancelled the delivery of its first two aircraft this week.

 

Atlas received compensation for delays associated with it's 747-8F order, which reportedly included operation of the four 747 Large Cargo Freighter Dreamlifters that act as the structural transport for the 787 program. Evergreen International Airlines operated the fleet from August 2007 to September 2010.

 

http://www.flightglobal.com/blogs/flightblogger/2011/09/atlas-air-cancels-three-747-8f.html

Link to comment
Share on other sites

Se esses problemas se repetirem na versão para passageiros, o projeto estaria ameaçado?

Provavelmente vão inventar alguma gambiarra que resolva o problema com menos prejuízo igual fizeram com o MD11... Essa história já aconteceu antes quando da evolução do DC10 pro MD11, que ficou com a performance muito parecida com a do DC10 enquanto prometeram algo bem melhor

Link to comment
Share on other sites

No caso da Cargolux são problemas contratuais.

 

Sim, no contrato foi prometido uma performance. O avião entrega outra.

A Cargolux já tinha dado algumas declarações a respeito disso, o que ninguém esperava é que fossem ficar firmes desse jeito e não aceitar o avião na véspera da cerimônia de entrega, cerimonia essa que teria muita pompa e circunstância.

A ver os próximos capítulos

Link to comment
Share on other sites

Gente,

 

Problema de performance é difícil de resolver. o DC10 derrubou a McDonnel Douglas e ai vai o Md11 e enterrou de vez. Ambos deram problema de performance.

 

2 ou 3% já são suficientes para o cliente executar cláusulas contratuais...

 

A Boeing está com um problema seríssimo nas mãos!

 

Abc,

 

Sydy

Link to comment
Share on other sites

Gente,

 

Problema de performance é difícil de resolver. o DC10 derrubou a McDonnel Douglas e ai vai o Md11 e enterrou de vez. Ambos deram problema de performance.

 

2 ou 3% já são suficientes para o cliente executar cláusulas contratuais...

 

A Boeing está com um problema seríssimo nas mãos!

 

Abc,

 

Sydy

Eu dei uma lida muito rápida numa nota sobre o mesmo problema com a Atlas.

Pelo que entendi são apenas os primeiros construídos que tem esse problema de performance, e que a Atlas está pronta pra aceitar aqueles que estão com entrega prevista pra 2012

Link to comment
Share on other sites

Eu dei uma lida muito rápida numa nota sobre o mesmo problema com a Atlas.

Pelo que entendi são apenas os primeiros construídos que tem esse problema de performance, e que a Atlas está pronta pra aceitar aqueles que estão com entrega prevista pra 2012

 

resumindo: ela ainda está dando um 'voto de confiança', acreditando que estes a receber vão conseguir chegar à performance desejada/prometida. Mas - brincando de advogado do diabo - e se isso não ocorrer?

Link to comment
Share on other sites

Eu dei uma lida muito rápida numa nota sobre o mesmo problema com a Atlas.

Pelo que entendi são apenas os primeiros construídos que tem esse problema de performance, e que a Atlas está pronta pra aceitar aqueles que estão com entrega prevista pra 2012

 

João,

 

Mais ou menos... Sexta-feira a Atlas cancelou 4 das 12 encomendas de 747-8f alegando demora problemas de performance.

 

Isso é muito ruim pra imagem do aviao...

Link to comment
Share on other sites

Anos de desenvolvimento, atrasos, e ainda não conseguem atingir o resultado esperado!! Será que isso vai acontecer só com os 747? Felizmente as equipes de desenvolvimentos dos aviões são diferentes.

Porque senão, haveria empresas desse tipo, que cancelariam até o 787.

Essa é esperar pra ver o que acontece no futuro

Link to comment
Share on other sites

Gente,

 

Problema de performance é difícil de resolver. o DC10 derrubou a McDonnel Douglas e ai vai o Md11 e enterrou de vez. Ambos deram problema de performance.

 

2 ou 3% já são suficientes para o cliente executar cláusulas contratuais...

 

A Boeing está com um problema seríssimo nas mãos!

 

Abc,

 

Sydy

 

E poe seríssimo nisso. A Boeing provavelmente lancará, a pedido da Emirates entre outras, um 77W melhorado, com nova versão do GE90-115 incorporando tecnologias aprendidas nos motores GENX e talvez alongando a fuselagem em algo como 1,6 a 2,0 metros e talvez novas asas ainda mais eficientes. Então a propria Boeing, e não a concorrente européia, enterraria o seu 747-800.

Link to comment
Share on other sites

fico imaginando aqui, o que seria da boeing hj se em vez dela investir no 747-8, tivesse investido 777-8 e -9?

e se em vez de investir no 787 tivesse investido em um subistitudo do 737?

no mínimo o pau que ela tá levando do A320 não teria ocorrido e teria deixado a Airbus de cabelo em pé. No mínimo!

Link to comment
Share on other sites

fico imaginando aqui, o que seria da boeing hj se em vez dela investir no 747-8, tivesse investido 777-8 e -9?

e se em vez de investir no 787 tivesse investido em um subistitudo do 737?

 

Landing,

 

A Boeing cometeu dois erros de avaliação sobre o 320. Primeiro no lançamento eles esperavam máximo umas 700 unidades vendidas e, agora, no Neo que já soma 1200 encomendas. Baita tiro no pé!

 

O 320 se mostra uma baita máquina funcional e suão altura facilita em muito a instalação dos motores Gearded. O Neo vai ser o menino de ouro a ser batido!

 

O erro no 747-8 é igualzinho ao erro no 737. Colocar todas as fichas num update em uma plataforma de 40 anos. Tem hr que tem que partir para o clean sheet. Vide 777 e o 787. Um é sucesso consagrado e outro o será.

 

Vamos ver se aparece algum new Player ou ummgame changer nessa estória!

 

Abração,

 

Sydy

Link to comment
Share on other sites

Se esses problemas se repetirem na versão para passageiros, o projeto estaria ameaçado?

O problema é maior na versão cargueira mesmo... a versão de PAX até agora é um flop, somente a Lufthansa ea Korean fizeram encomendas significantes deste modelo...

Link to comment
Share on other sites

 

Vamos ver se aparece algum new Player ou ummgame changer nessa estória!

 

Sydy

 

Isso seria perfeito !

Antonio

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

Confirmando: ontem foi entregue o primeiro, e hoje deve ser entregue o segundo para a Cargolux.

 

Na semana que vem acho que já terá entrega(s) para a Cathay Pacific Cargo. E logo deve ter também para a ANA Cargo...

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade