Jump to content

Portões eletrônicos para contrôle migratório no país


jambock

Recommended Posts

Meus prezados:

Tecnologia PORTUGUESA para maior segurança nos aeroportos do Brasil

 

Nesta terça (26/7), a Polícia Federal iniciou primeira fase do projeto piloto para adoção de portões eletrônicos (e-gates) de controle migratório no país. O sistema, de Reconhecimento Automático de Passageiros Identificados Documentalmente (Rapid), pretende tornar mais rápido o procedimento de entrada e saída pelos aeroportos internacionais brasileiros. Os e-gates já são utilizados em Portugal, na Inglaterra e na Austrália

 

Os equipamentos permitirão um controle migratório mais efetivo e um desembarque mais rápido. O sistema é automatizado e permite a verificação de todos os dados de segurança do viajante O Rapid fará a verificação se a pessoa tem algum antecedente criminal no exterior, se é foragido internacional, se o passaporte está válido.

Após a validação do documento, o passageiro passa para uma cabine na qual é fotografado.

 

A identidade do viajante é confirmada por meio da comparação entre a fotografia armazenada no microprocesssador (chip) do passaporte com a imagem capturada pelo equipamento de segurança. Confirmada a identificação, o passageiro é liberado para prosseguir no embarque ou desembarque.

O projeto é resultado de um acordo de cooperação entre a Polícia Federal e o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras de Portugal

O Brasil pretende implantar essa nova tecnologia nas cidades-sede da Copa do Mundo de 2014.

 

Nessa primeira fase do projeto, apenas brasileiros e portugueses com passaportes diplomáticos ou oficiais com chip instalado poderão passar pelo controle de imigração nos portões eletrônicos. A previsão da Polícia Federal é que, até o fim do ano, os brasileiros que já tiraram o novo passaporte eletrônico (com chip) também possam passar pelos chamados e-gates.

Dois portões de reconhecimento, cedidos pelo governo português, foram instalados no Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília.

A capital federal foi escolhida, por ter poucos voos internacionais e muitos passageiros com passaportes diplomáticos ou oficiais.

Com informes da Agencia Brasil

AE

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade