Jump to content

Rumores sobre possível falência da American Airlines derrubam o preço de suas ações


alexbez

Recommended Posts

  • Replies 61
  • Created
  • Last Reply

Acho que a AA é uma empresa tão grande, mas tão grande que os EUA vão dar um jeitinho.... Além disso, se ela quebrar mesmo. Leva NO MINIMO Airbus e Boeing para baixo... Fora a quantidade absurda de investidores e empresas que tem negocios com a empresa.

 

Não estou dizendo que as duas fabricantes vão quebrar, só vão ter um prejuizo medonho. Visto o tamanho das encomendas. Como disse o Fantinel

Link to comment
Share on other sites

Notícia péssima para aviação.Tambem não acredito que uma empresa símbolo americana quebre assim.Pelo menos espero que não.

 

 

A PAN AM era a gigante dos USA e quebrou.......

 

Espero q a AAL n quebre e sim entre em concordata asssim muitos empregos serao salvos.

 

CORSARIO 2402

Link to comment
Share on other sites

Mais possível entrar na lei das concordatas ( Chapter 11 ).

De todas as grandes ( US, DL, UA, CO ), foi a única que não usou deste recurso no pós 11 de Setembro.

Senioridade, sindicatos emperrados, "scoupe clause", são alguns dos fatores que pesam contra a empresa.

Quebrar?

Acho difícil, especialmente nestes tempos bicudos de emprego na terra de Tio Sam.

Link to comment
Share on other sites

Solução de mercado ! Estas palavras já foram ditas a mais ou menos 6 anos por vários "especialistas" aqui no nosso Brasil varonil.

Não vai quebrar porque o governo dos EUA não vai deixar, assim como, guardadas as proporções ,uma portuguesa, uma espanhola, uma italiana, uma argentina, e mais algumas possuem governos que pensam estratégicamente.

Link to comment
Share on other sites

Mais possível entrar na lei das concordatas ( Chapter 11 ).

De todas as grandes ( US, DL, UA, CO ), foi a única que não usou deste recurso no pós 11 de Setembro.

Senioridade, sindicatos emperrados, "scoupe clause", são alguns dos fatores que pesam contra a empresa.

Quebrar?

Acho difícil, especialmente nestes tempos bicudos de emprego na terra de Tio Sam.

 

 

Também acho a concordata o caminho mais natural.

 

Além do que você falou, hoje o Obama trava uma luta acirrada contra os republicanos; qualquer atitude que ele tomasse agora poderia ser usada contra ele - independentemente de ser a certa ou não. E como bem sabemos, o jogo desses caras é sujo...

 

Na minha opinião, o Obama vai esperar a concordata e rezar pra ela se safar sozinha, sem precisar de grana do governo.

Link to comment
Share on other sites

Solução de mercado ! Estas palavras já foram ditas a mais ou menos 6 anos por vários "especialistas" aqui no nosso Brasil varonil.

Não vai quebrar porque o governo dos EUA não vai deixar, assim como, guardadas as proporções ,uma portuguesa, uma espanhola, uma italiana, uma argentina, e mais algumas possuem governos que pensam estratégicamente.

 

[mode sarcasmo on]

 

Bom espero que ele não tenha a mesma "visão estratégica" que portugueses que gastaram tubos de dinheiro dos contribuintes para privatizar sua empresa talvez para os Ingleses, talvez para alemães, quiça para Brasileiros, terra das empresas de aviação quebradas pela falta de visão do Governo.

Ou dos espanhóis que chegaram até a comprar a empresa argentina e gastaram tubos de dinheiro do dos contribuntes espanhóis e também dos argentinos pra finalmente terem uma empresa legitimamente Inglesa.

Os italianos tiveram melhor sorte em sua visão estratégica e apesar de gastarem mais dinheiro público, só um quarto da "nova alitália" é Franco-Holandes,

A argentina entaum é o melhor exemplo de visão estratégica definitiva até que mude, já foi estatal, já foi da espanhola que virou inglesa com parte da americana que deve permitir a concordata agora, e finalmente voltou para os braços do povo com toda sua dívida e dinheiro do povo queimados mais rápido que a querosene de aviação nos motores de seus 747.

 

[mode sarcasmo off]

 

Enfim a AA não deve quebrar, mas a concordata parece inevitável.

As vezes é preciso chegar ao fundo do poço para ganhar impulso, e ela acabou bastante criticado por não utilizar deste mecanismo após o 11 de setembro.

Com a modernização da frota, concordata e a perspectiva de perderem os emrpegos, talvez ela consiga renegociações vantajosas. veremos!

 

Abraços

Link to comment
Share on other sites

Notícia péssima para aviação.Tambem não acredito que uma empresa símbolo americana quebre assim.Pelo menos espero que não.

Depois que a empresa Símbolo do Brasil quebrou, acredito em qquer coisa... :(

Link to comment
Share on other sites

A queda nas ações da American foi a mais expressiva, mas Delta, Southwest, United, JetBlue, US Airways e Alaska Air também sofreram uma queda significante!

 

Delta: ​-11.33%

United: -11.71%

US Airways: -15.82%

Southwest: -8.58%

JetBlue: -14.67%

Alaska: -8.83%

 

:rage:

Link to comment
Share on other sites

Era (É) questão de tempo. A American paga um preço por não ter entrado em concordata entre 2001 e 2003, o resultado que UA, DL e US aproveitaram para reduzir seus custos trabalhistas, de aeronaves e com enxugamento de frota. A AA via que a concordata iria afastar seus clientes. Mas se antes ela era hegemônica no internacional, hoje só pode ser orgulhar de ser a poderosa em alguns mercados (GRU, EZE, LHR e NRT), ao mesmo tempo não seguiu a tendência de suas congêneres de investir no mercado de 70-90 assentos ou tentar fazer a cisão da American Eagle.

 

Acho que a AA é uma empresa tão grande, mas tão grande que os EUA vão dar um jeitinho.... Além disso, se ela quebrar mesmo. Leva NO MINIMO Airbus e Boeing para baixo... Fora a quantidade absurda de investidores e empresas que tem negocios com a empresa.

 

Não estou dizendo que as duas fabricantes vão quebrar, só vão ter um prejuizo medonho. Visto o tamanho das encomendas. Como disse o Fantinel

Nem tanto, mbgmotta. Lá nos States o Chapter 11 é visto como uma oportunidade para por a "casa em ordem" sem grandes interferências de fornecedores, credores e sindicatos. Pode ser que acelere a compra dos A320NEO e do B737MAX, ao mesmo tempo que abra caminho para ela operar aeronaves de 70-90 lugares.

 

E outra coisa, a AA é grande mas é a terceira do setor, então o impacto pode ser pontual onde ela tem hub forte (MIA, DFW e ORD), mas como o mercado lá está estagnado, uma eventual quebra da AA é a oportunidade deles crescerem.

 

Outros tempos, outra situação.

A PAN AM quebrou por sua ineficiência.

Isso mesmo Ricardo, a Pan American vinha há 20 anos em crise e só foi pedir concordata 10 meses antes de falir. O orgulho da "empresa que representa o país" de não pedir concordata deixou-a nesta situação, e a mesma coisa ocorre com a AA. Porém a situação da American é diferente da PA. Ela tem como reduzir seus custos trabalhistas e tem a American Eagle na qual pretendem fazer o spin-off.

 

A argentina entaum é o melhor exemplo de visão estratégica definitiva até que mude, já foi estatal, já foi da espanhola que virou inglesa com parte da americana que deve permitir a concordata agora, e finalmente voltou para os braços do povo com toda sua dívida e dinheiro do povo queimados mais rápido que a querosene de aviação nos motores de seus 747.

Benito, a AR que eu lembre nunca teve donos ingleses. A SEPI (que era a holding do Estado espanhol dona tanto da IB quanto da AR) ficou na empresa de 1990 à 2001; vendida depois para o espanhol Grupo Marsans - dono da Air Comet e uma vez também da Spanair, e finalmente voltou para Casa Rosada.

Link to comment
Share on other sites

Depois que a empresa Símbolo do Brasil quebrou, acredito em qquer coisa... :(

 

Acredito que esteja falanado da Varig. Se sim ela quebrou, boa parte por culpa de ingerencia e é claro uma situação economica caotica daqueles anos 80/90

 

Mas um conhecido muito influente na aviação da época me falou uma coisa interessante sobre a estrela, como pode uma empresa sobreviver se em mais de dez

anos não houve sequer uma demissão ? ela estava tão atrelada a sindicato e estabilidade de cargos que perdeu competitividade, ficou velha na sua administração.

Em um mercado dinamico como o da aviação.....

Link to comment
Share on other sites

Já tinha lido sobre isto no A.net. A AA caminha para o Chapter 11 mas antes precisa fazer caixa para suportar o perído de escassez de crédito por que vai passar, como consequência da concordata. Assim espero.

Link to comment
Share on other sites

Acho que a AA é uma empresa tão grande, mas tão grande que os EUA vão dar um jeitinho.... Além disso, se ela quebrar mesmo. Leva NO MINIMO Airbus e Boeing para baixo... Fora a quantidade absurda de investidores e empresas que tem negocios com a empresa.

 

Não estou dizendo que as duas fabricantes vão quebrar, só vão ter um prejuizo medonho. Visto o tamanho das encomendas. Como disse o Fantinel

 

Vide General Motors ! :thumbsup:

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.


×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade