Jump to content

TAM e LAN questionam condições impostas à fusão


DavidNemer

Recommended Posts

 

A TAM informou nesta terça-feira que espera concluir o processo de fusão com a LAN até o final do primeiro trimestre de 2012. As companhias aéreas, entretanto, informaram terem considerado três ressalvas feitas pelo órgão regulador chileno quanto à aprovação da operação como "ilegais e inconstitucionais" em alguns aspectos, levando as empresas a recorrer da decisão junto à Suprema Corte do Chile. O recurso foi registrado na segunda-feira.

 

Por outro lado, as empresas afirmaram que as medidas de mitigação não terão impactos significativos sobre as sinergias estimadas nem no desenvolvimento estratégico futuro da Latam, que será a maior companhia aérea da América Latina.

 

As companhias informaram ainda que a petição não impedirá o andamento das etapas restantes para o processo de fusão, ainda que a decisão da Suprema Corte esteja pendente. "LAN e TAM confirmam, dessa forma, seu compromisso de concretizar a fusão o mais breve possível, o que esperam realizar no fim do primeiro trimestre de 2012", acrescentaram.

Link to comment
Share on other sites

Mas o que tinha de tão especial para questionarem? As concessões do Brasil-Chile ou pretendiam ficar em duas alianças?

 

Mas o que tinha de tão especial para questionarem? As concessões do Brasil-Chile ou pretendiam ficar em duas alianças?

Link to comment
Share on other sites

A345, eu dei uma procurada por mais informações, e achei essa matéria do Brasil Econômico que está mais completa.

 

 

 

Tam e Lan recorrem à Suprema Corte do Chile

Brasil Econômico (redacao@brasileconomico.com.br)

04/10/11 10:10

 

 

A Tam linhas aéreas e a companhia chilena Lan decidiram que vão recorrer à Suprema Corte do Chile contra medidas impostas por órgão de defesa da concorrência do país.

Em comunicado, as empresas disseram que as chamadas medidas de mitigação são "inconstitucionais e desproporcionais", e registraram recurso contra a decisão do Tribunal de Livre Concorrência do Chile na segunda-feira (3/10).

O órgão chileno aprovou a fusão entre as companhias em 22 de setembro, mas impôs 11 condicionantes para a efetivação da operação.

Dentre as medidas que as empresas rejeitam, uma delas propõe o acesso irrestrito do governo chileno a bases de dados, sistemas e instalações do Grupo Latam, o que, segundo as companhias, fere garantias constitucionais.

Além disso, as empresas questionam a exigência de renunciar a quatro direitos de tráfego em Lima, para que sejam concedidas a outras companhias aéreas.

As empresas não questionaram a exigência do tribunal chileno de que deverão renunciar a pelo menos uma das alianças globais das quais participam no momento.

Contudo, as companhias aéreas afirmaram que as medidas de mitigação não terão impactos significativos sobre as sinergias estimadas nem no desenvolvimento estratégico futuro do grupo Latam e prometem fusão no primeiro trimestre de 2012.

De acordo com o comunicado das companhias, o impacto das medidas na sinergia "não seria maior do que US$ 10 milhões por ano". As empresas estimavam sinergias de US$ 400 milhões anuais.

Link to comment
Share on other sites

A345, eu dei uma procurada por mais informações, e achei essa matéria do Brasil Econômico que está mais completa.

 

David, obrigado pela matéria. Eles têm medo que o governo chileno acessem os dados e sistemas da LATAM para ver se não estão praticando cartel ou algo do gênero. E não imaginava que iam reclamar de LIM, achei que seria de GRU. Mas a reclamação deles têm lógica: é o maior hub da LAN, o mais estratégico e que tem uma concorrente louca para abocanhar estes direitos.

Link to comment
Share on other sites

As três medidas questionadas são:

 

1. A sétima condição, que estabelece a obrigação de submeter à consulta obrigatória ex - ante, de forma permanente e em todas as ocasiões, determinados acordos de código compartilhado que a LATAM celebre com companhias aéreas que não sejam membros da aliança escolhida. Isso é desnecessário por existir uma medida alternativa, a de informar à FNE todos os acordos desse tipo para que o órgão analise e determine se há ou não infração da livre concorrência;

 

2. A oitava condição, que estabelece a obrigatoriedade de renunciar a quatro frequências de 5ª liberdade em Lima (Peru). Esta condição contradiz a sentença de 2009 da Suprema Corte, que revogou uma sentença prévia do TDLC tentando impor medidas que produziriam o mesmo efeito;

 

3. A 14ª condição, que confere faculdades intrusivas excessivas à Fiscalía Nacional Econômica e ao consultor que o TDLC exige contratar para colaborar na fiscalização, por considerar que o proposto acesso “irrestrito, total, permanente e contínuo, tanto dentro como fora do Chile” às bases de dados, sistemas, contabilidade, instalações, escritórios, call centers, entre outros, do Grupo LATAM é ilimitado e, diferentemente do que a legislação estabelece, precisa de um controle judicial prévio, o que as torna ilegítimas por afetar garantias constitucionais.

 

Nas petições à Suprema Corte, nota-se que a sétima e a 14ª medidas têm alternativas legais e constitucionais que estão de acordo com o espírito das medidas do TDLC.

 

LAN e TAM confirmam, dessa forma, seu compromisso de concretizar a fusão o mais breve possível, o que esperam realizar no fim do primeiro trimestre de 2012. É importante destacar que existem diversas autorizações regulatórias e corporativas pendentes, que avançarão paralelamente ao trâmite do recurso que LAN e TAM apresentaram à Suprema Corte.

Fonte: Tam

Me parece que não questionaram quanto a alianças. Star Alliance ou Oneworld devem perder parcerias de peso.

Link to comment
Share on other sites

 

David, obrigado pela matéria. Eles têm medo que o governo chileno acessem os dados e sistemas da LATAM para ver se não estão praticando cartel ou algo do gênero. E não imaginava que iam reclamar de LIM, achei que seria de GRU. Mas a reclamação deles têm lógica: é o maior hub da LAN, o mais estratégico e que tem uma concorrente louca para abocanhar estes direitos.

 

A345,

 

De LIM era meio previsto que eles iriam recorrer, até mesmo porque já existe precedente da Suprema Corte do Chile (O TDLC é órgão judicial por lá, no Brasil o Cade é administrativo)

Quanto a GRU, eles não precisariam recorrer, pois sabem que não têm como promover a medida, pelo simples fato que não podem redistribuir os slots condicionados a uma empresa que opere as mesmas rotas para o Chile, pois quem redistribui slots é a ANAC e não as Empresas.

Na prática apenas vão trocar os slots para vôos para outros destinos da própria LATAM (no caso da TAM) e liberarem as frequências do bilateral, para outras empresas que quiserem operar na rota.

 

Abraços!

Link to comment
Share on other sites

Já rola nos bastidores uma AFA sobre mudança de uniformes!

 

Nossa, isso deve ser determinante para se concretizar a fusão. Será que o Tribunal de Livre Concorrência do Chile aprovará isso??

Link to comment
Share on other sites

 

Nossa, isso deve ser determinante para se concretizar a fusão. Será que o Tribunal de Livre Concorrência do Chile aprovará isso??

 

 

parece que se não mudar o uniforme, o processod e fusão continua normal. Mudança de uniforme não influencia para as mesmas.

Link to comment
Share on other sites

A mudança não é mais AFA. Ela ocorrerá durante a fusão.

Me falaram que a LAN considerou pouco seguro, inclusive para as Aeromoças o uso do atual uniforme. Pasmem os senhores e senhoras. Hahaha

A tendência é que o uniforme fique com o estilo mais conservador, que era adotado na época do CMTE.Amaro.

Link to comment
Share on other sites

Já rola nos bastidores uma AFA sobre mudança de uniformes!

 

Vai mudar um monte de coisas,

Os Cuetos já começaram a implatar seu modelo de negocio.

Link to comment
Share on other sites

 

Vai mudar um monte de coisas,

Os Cuetos já começaram a implatar seu modelo de negocio.

Vc poderia nos dar algum exemplo claro do que vai ser mudado?

Link to comment
Share on other sites

Vc poderia nos dar algum exemplo claro do que vai ser mudado?

 

Eu não tenho nenhum tipo de informação, mas vejam:

 

-saída dos A340-500

-Saída da Star

-homogenização da frota

-Cortes de pessoal

 

Vão somando os fatos, apenas isso, não sou insider nem nada, mas é só juntarmos os fatos que já podemos ver os Cuetos movendo os dedos na TAM.

Link to comment
Share on other sites

 

Eu não tenho nenhum tipo de informação, mas vejam:

 

-saída dos A340-500

-Saída da Star

-homogenização da frota

-Cortes de pessoal

 

Vão somando os fatos, apenas isso, não sou insider nem nada, mas é só juntarmos os fatos que já podemos ver os Cuetos movendo os dedos na TAM.

 

 

Eu não tenho nenhum tipo de informação, mas vejam:

 

-saída dos A340-500

-Saída da Star

-homogenização da frota

-Cortes de pessoal

 

Vão somando os fatos, apenas isso, não sou insider nem nada, mas é só juntarmos os fatos que já podemos ver os Cuetos movendo os dedos na TAM.

 

Também acho isso bem claro, recentes cortes no serviço de bordo são amostra disso também.

Link to comment
Share on other sites

Gente,acho importante trocarmos informações mas vamos aos fatos concretos:Já foi extremamente discutido o motivo pelo qual os 340 estão saindo da frota;infelizmente a aeronave não estava neste momento sendo rentável.Quantos aos uniformes,essa afa já acontece a mais de dois anos porque acredita se que os atuais não são tão seguros,quanto a saída da STAR,nada está confirmado e dentro da empresa não existe nenhum indício de que a decisão já foi tomada.Quanto ao corte de pessoal,eu não tenho propriedade para dizer se é por causa disso ou daquilo...enfim galera vamos continuar debatendo com o pé no chão,maturidade,sem achismos e com bom senso.

Link to comment
Share on other sites

Gente,acho importante trocarmos informações mas vamos aos fatos concretos:Já foi extremamente discutido o motivo pelo qual os 340 estão saindo da frota;infelizmente a aeronave não estava neste momento sendo rentável.Quantos aos uniformes,essa afa já acontece a mais de dois anos porque acredita se que os atuais não são tão seguros,quanto a saída da STAR,nada está confirmado e dentro da empresa não existe nenhum indício de que a decisão já foi tomada.Quanto ao corte de pessoal,eu não tenho propriedade para dizer se é por causa disso ou daquilo...enfim galera vamos continuar debatendo com o pé no chão,maturidade,sem achismos e com bom senso.

 

Uniformes não são tão seguros??? "Como assim Bial" ?????

 

Onde reside a "insegurança" dos uniformes?

 

Obrigado.

Link to comment
Share on other sites

Gente,acho importante trocarmos informações mas vamos aos fatos concretos:Já foi extremamente discutido o motivo pelo qual os 340 estão saindo da frota;infelizmente a aeronave não estava neste momento sendo rentável.Quantos aos uniformes,essa afa já acontece a mais de dois anos porque acredita se que os atuais não são tão seguros,quanto a saída da STAR,nada está confirmado e dentro da empresa não existe nenhum indício de que a decisão já foi tomada.Quanto ao corte de pessoal,eu não tenho propriedade para dizer se é por causa disso ou daquilo...enfim galera vamos continuar debatendo com o pé no chão,maturidade,sem achismos e com bom senso.

 

Darkstar, que fique bem claro, não estou postando achismos nem nada por minha parte, apenas leituras de fatos, ok?

Abraço.

Link to comment
Share on other sites

 

Uniformes não são tão seguros??? "Como assim Bial" ?????

 

Onde reside a "insegurança" dos uniformes?

 

Obrigado.

Cara, isso era em relação ao tecido dos uniformes.
.

Darkstar, que fique bem claro, não estou postando achismos nem nada por minha parte, apenas leituras de fatos, ok?

Abraço.

Cara entendi perfeitamente sua decisão,o que quis colocar é a gente precisa averiguar as coisas antes de postar,em momento algum eu discordei do que vc disse,mas devemos ter um pouco de cuidado pois infelizmente o ambiente já está um pouco nebuloso e se nós colocarmos só as nossas impressões sem averiguar os fatos,perde se a credibilidade da discussão.

Link to comment
Share on other sites

 

 

 

Também acho isso bem claro, recentes cortes no serviço de bordo são amostra disso também.

Pois é amigo, mas lembra quando em antigos tópicos aqui sempre desejavam uma Lan Brasil enaltecendo seus serviços, incluindo atendimento e serviço de bordo!!! De mocinha virou bandida???

Link to comment
Share on other sites

 

Darkstar, que fique bem claro, não estou postando achismos nem nada por minha parte, apenas leituras de fatos, ok?

Abraço.

 

Acho que não se deve dizer que tudo que está acontecendo (ou está para acontecer) é por causa da Lan. (minha opinião)

Link to comment
Share on other sites

Pois é amigo, mas lembra quando em antigos tópicos aqui sempre desejavam uma Lan Brasil enaltecendo seus serviços, incluindo atendimento e serviço de bordo!!! De mocinha virou bandida???

 

é isso o que dá avaliar apenas os serviços, priorizando o ponto de vista do consumidor. O cara paga a passagem, entra no avião e se preocupa apenas se o servço foi satisfatório e etc..essas frivolidades (muitos desses infelizes se arrogam o direito de falar "to pagano"..e desse jeito mesmo, sem o "d"). um sujeito desses nem sequer procura conversar com quem os serve, saber suas condições de trabalho, se ELE está satisfeito com seu emprego e seu valor...somente aí, somente naquele momento do voo onde o serviço de bordo para, e que os cms têm o seu pequeno descanso é que vc pode se levantar e, humildemente, pedir para conversar com eles e entender como é realmente aquela cia aérea que vc está voando...

 

as pessoas aqui no forum falam mal da imprensa, mas parece que não são imunes às propagandas enganosas das cias aéreas, quando a ficha cai aí, já é tarde demais...agora aguenta a "Lan Brasil" (pois é isso que a Tam é agora), futuro monopólio aéreo do continente sulamericano...as autoridades chilenas temerem prática de cartel, diante do que está se configurando no deus-livre mercado da economia de latrina américa chega a soar hipócrita...

Link to comment
Share on other sites

Pois é amigo, mas lembra quando em antigos tópicos aqui sempre desejavam uma Lan Brasil enaltecendo seus serviços, incluindo atendimento e serviço de bordo!!! De mocinha virou bandida???

 

Se tudo der certo, no papel será LATAM, mas para o público {usuário], tudo LAN !

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade