Jump to content

Engine surge and Stall


Mistura Rica

Recommended Posts

AVIÃO DA 'GOL', que vinha do RJ para o PI, explode turbina

 

GRITOS DE SOCORRO E PÂNICO GERAL: Passageiros, apavorados, levados para o pouso forçado

 

Um avião da companhia aérea Gol, que fazia o voo de numeração 1570, saindo do Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro (RJ), com destino a Teresina (PI), teve uma pane e uma turbina estourou, na madrugada desta terça-feira (04/10).

O avião partiu por volta da 0h20 da madrugada e tinha previsão de aterrissar no Aeroporto Petrônio Portela, zona Norte da capital do Piauí, às 4h20. No entanto por volta de 2h da madrugada um barulho de uma explosão pôde ser escutado pelos passageiros.

 

Imediatamente um alerta foi acionado e transformou o que era um tranquilo voo em desespero. Passageiros entraram em pânico e começaram a gritar pedindo socorro, outros rezavam. O piloto tentou tranquilizar e teria dito que “não era nada demais”. As aeromoças também foram até alguns passageiros e tentaram controlar a situação.

 

Quem confirma as informações é o passageiro Sandro Silva, que é administrador de empresas e estava dentro do avião. Ele tinha ido ao Rio de Janeiro fazer alguns trabalhos pela Eletronorte e voltava para Teresina com centenas de pessoas que estavam apavoradas com a situação. Alguns dos outros passageiros voltavam da capital fluminense após um fim de semana do Rock In Rio.

“Na verdade viriamos em um voo da companhia aérea Azul, mas este foi cancelado por conta do fechamento do Aeroporto Santos Dumont. Todos foram conduzidos então para este voo da Gol. Tudo ia bem quando escutamos o barulho da turbina explodindo. Ficamos por muito tempo sobrevoando, com apenas uma turbina e os funcionários da Gol tentando acalmar todo mundo. Mas era grande o medo. Foi um voo terrível. Foi quando o piloto fez um pouso forçado no Aeroporto de Salvador-BA e depois fomos levados para outro avião da mesma empresa. Mas percebemos que na hora um pessoal do Corpo de Bombeiros foi acionado e o avião ficou na pista. Foi um pânico geral. Eu e as outras pessoas dissemos que iriamos denunciar a vocês do 180graus, porque a Gol não demostrou preocupação alguma. Um absurdo”, afirmou.

 

A reportagem do 180graus procurou a assessoria de imprensa do aeroporto Internacional Luís Eduardo Magalhães, de Salvador-BA, para comentar sobre o assunto e como se deu o pouso forçado do voo de numeração 1570 da Gol através do telefone (71) 3204 1010, mas a atendente da assessoria, que não quis revelar seu nome, disse que talvez o “balcão de informações” pudesse falar, mas que seria melhor procurar a própria Gol. Ela não quis confirmar a informação dizendo que “não era com ela”. A reportagem procurou então a assessoria da Gol, através do telefone de auto-atendimento 0300 115 2121, mas a ligação não era concluída. O 180graus abre o espaço caso a Infraero ou a Gol Linhas Aéreas queiram se pronunciar sobre o assunto. O telefone da redação: (86) 9984 2767. Caso mais passageiros queiram dar mais informações ou repassar fotos, o telefone citado e o email redacao@180graus.com podem ser usados pelo leitor.

 

 

http://www.180graus....ina-462344.html

Link to comment
Share on other sites

 

Foi um pânico geral. Eu e as outras pessoas dissemos que iriamos denunciar a vocês do 180graus, porque a Gol não demostrou preocupação alguma.

 

 

Sensacionalismo total..

 

Comandante avisando e tranquilizando a todos e pousando em segurança não é se preocupar com os passageiros ?

Link to comment
Share on other sites

AVIÃO DA 'GOL', que vinha do RJ para o PI, explode turbina

 

 

GRITOS DE SOCORRO E PÂNICO GERAL: Passageiros, apavorados, levados para o pouso forçado

 

Esse site é muito criativo para títulos sobre aviação. Não é a primeira vez...

 

Em todo caso, a mesma descrição serviria para falar de uma experiência no trem-fantasma do parque.

 

Eu e as outras pessoas dissemos que iriamos denunciar a vocês do 180graus, porque a Gol não demostrou preocupação alguma. Um absurdo”, afirmou.

 

Como pode o comandante não sair correndo da cabine aos gritos e jogando os braços pra cima, para demonstrar preocupação? :rofl:

Link to comment
Share on other sites

Melhor é ler os comentários pelo Facebook, logo abaixo da notícia do link. Só especialistas.

 

 

Realmente tem muita besteira ali, mas vi muita gente criticando esse 180graus, dizendo que suas reportagens são sempre mal escritas e sensacionalistas.

 

Segue o relato de uma passageira que estava a bordo do vôo:

 

"Eu estava no voo, saí de SP e, após escala no Rio, foi perceptível que algo estava errado, tanto pelo barulho, pela instabilidade, como também por uma "aparente turbulência" mais forte. Todos ficaram com medo, tensos, nervosos, mas, ao menos nas poltronas próximas à minha, os passageiros permaneceram sentados, e não ouvi gritos de pânico. O Comandante da aeronave explicou que havia um problema técnico, entretanto não nos deu maiores detalhes, transmitiu calma e segurança (cumpriu o papel dele), alertando que por precaução faria pouso de emergência na cidade mais próxima (Salvador), que ficava a 40minutos (parte mais tensa, por sabermos que havia algo errado e não sabermos se as condições da aeronave iriam permitir que ela chegasse até lá). Na hora do pouso em Salvador, o barulho e instabilidade pioraram. Quando o avião, FINALMENTE, estava em solo, todos nós aplaudimos, agradecendo a Deus e ao Comandante por termos chegado bem. Houve quem cogitasse não embarcar novamente, mas em nenhum momento teve tumulto. Algumas pessoas idosas passaram mal, devido ao susto. A Gol não nos explicou nada, de fato, nem ao meu namorado e família, qndo estes ligaram no intento de saber notícias, já que embarquei no horário e não cheguei dentro da previsão, e só obtiveram informações qndo ligaram para o aeroporto de SP, e, posteriormente, para o de Teresina. Exceto pela ausência de informações acerca dos problemas técnicos citados, os procedimentos do Comandante e da tripulação, ao meu ver, foram corretos. Chegamos bem, graças a Deus!"

Link to comment
Share on other sites

Explosões em turbina levam pânico a passageiros de voo Rio-Teresina da Gol

 

Carlos Madeiro

Especial para o UOL Notícias

Em Maceió

 

Os 129 passageiros do voo 1530, da companhia aérea Gol, que ia do Rio de Janeiro para Teresina, viveram momento de pânico na madrugada desta terça-feira (4). Por volta de 1h40, duas fortes explosões foram percebidas na turbina do lado direito da aeronave durante o voo.

O problema obrigou o comandante a fazer um pouso de emergência no aeroporto de Salvador. O incidente foi confirmado pela empresa, que, por segurança, substituiu a aeronave para complementar o trajeto.

O voo saiu do aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, à 0h20 e deveria chegar às 4h20 na capital piauiense. Segundo o administrador de empresas Sandro Augusto Silva, 32, que estava na aeronave, o barulho das explosões foi ouvido por todos os passageiros e causou pânico.

“Foram duas explosões muito fortes, que fizeram o avião perder potência. Depois disso percebemos que o piloto ainda tentou realizar os procedimentos de protocolo, mas não teve jeito, e fizemos o pouso”, disse Silva.

De acordo com o administrador, passageiros chegaram a passar mal com o barulho de explosões e a informação, em seguida, de pouso de emergência. “Foi uma situação que não desejo a ninguém, de muito medo. O piloto apenas disse que o avião estava com problemas técnicos e que faríamos um pouso de emergência em Salvador.”

Ainda segundo o passageiro, após o pouso de emergência a saída dos ocupantes da aeronave demorou 40 minutos. “O Corpo de Bombeiros estava na pista quando chegamos. Quando descemos, o avião já estava com a asa coberta por uma lona, o que nos impediu de ver o que tinha ocorrido na turbina. Mas deu para perceber que o problema no voo causou danos à fuselagem.”

“Pouso normal”

 

Em nota encaminhada ao UOL Notícias, a companhia aérea Gol confirmou que a aeronave “teve o seu trajeto alterado por precaução” e “pousou normalmente” às 3h56 no aeroporto Internacional de Salvador.

Segundo a empresa, o comandante do voo optou pelo pouso “após verificar uma diminuição de potência em um dos motores.” A Gol garantiu ainda que, apesar do relato de pânico dos passageiros,“em momento algum a operação esteve sob risco.”

A Gol disse ainda lamentar pelo “desconforto” aos passageiros, mas garantiu que prestou todo o atendimento necessário aos clientes, conforme o que determina a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil). “A segurança de seus clientes e colaboradores é item prioritário em sua política de gestão”, informou a empresa.

Por conta do problema, a empresa providenciou uma outra aeronave, que deixou o aeroporto internacional de Salvador às 5h15 com destino à capital do Piauí. “Chegamos a Teresina às 6h50, sem nenhum problema nesse voo, e com todos mais calmos”, informou o passageiro Sandro Augusto Silva.

Link to comment
Share on other sites

Segundo a empresa, o comandante do voo optou pelo pouso “após verificar uma diminuição de potência em um dos motores.”

 

É por isso que não levam a sério a transparência das companhias. Se o pax viu "a turbina explodir" então explique sucintamente o que é um stall de compressor, não tente minimizar no papel o que a mídia vai tornar 200x maior.

Link to comment
Share on other sites

Galera, primeira coisa, acho que se for para só postar descendo o pau na imprensa, sem agregar mais nada além de mostrar sua indignação, conte até três e pense se realmente vale a pena.

 

Sobre a ocorrência, realmente, tem cara de stall de compressor, pela característica de estouro, língua de fogo, perda de desempenho e vibração.

Link to comment
Share on other sites

Galera, primeira coisa, acho que se for para só postar descendo o pau na imprensa, sem agregar mais nada além de mostrar sua indignação, conte até três e pense se realmente vale a pena.

 

Sobre a ocorrência, realmente, tem cara de stall de compressor, pela característica de estouro, língua de fogo, perda de desempenho e vibração.

 

KC-767, eu entendo muito pouco de stall de compressor... só o que eu achei um tanto estranho, é o fato de terem colocado uma lona escondendo a turbina... o stall de compressor causa algum dano aparente na turbina? E qual seria o motivo da Gol "esconder" a turbina???

 

Abraços

Link to comment
Share on other sites

Ganharam na loteria do azar !

 

Um evento desse tipo é muito raro... Tenho lembrança de ter lido em um livro sobre o 737 algo falando que seria necessário voar mais de 50 anos (era um valor mais alto, mas como não tenho certeza, não vou chutar pra cima) para se presenciar um evento como esses, tamanha é a confiabilidade dos CFM 56-7.

Link to comment
Share on other sites

O "jornal" aí está querendo fazer concorrencia com o Datena ? :thumbsdown_still:

 

 

Ou com o famoso Grupo Tripulação... daqui a pouco começam os "textos" maravilhosos daquele site falando que a GOL tá mal das pernas, quebrando e não fazendo manutenção em dia, explorando seus funcionários e blá blá blá blá blá !

 

Keep flying, negada!

 

Abs!

 

Bartender!

Link to comment
Share on other sites

Sensacionalismos a parte, o que aconteceu na verdade foi uma perda de potência no ENG #2 durante voo de cruzeiro, seguida de aumento PEQUENO de vibração.

Não houve stall de compressor nem nada do tipo.

O Cmte então optou por desviar o voo pra SSA e se programou pra uma aproximação normal, vez que o ENG ainda desenvolvia potência sem grandes vibrações, porém, durante a descida a vibração aumentou e o pouso foi feito com o ENG #2 em IDLE e logo após o pouso foi cortado por precaução.

Ahh sim, foi o GOA mesmo.

 

Todo mais é exagero da imprensa/passageiros querendo sair no jornal.

Link to comment
Share on other sites

E mais uma vez, a perícia dos tripulantes fez com que tudo isso não passasse de um susto!!! Claro, que uma situação como essa não é normal, mas graças a Deus temos tripulações extremamente confiáveis aqui no Brasil!!!

Link to comment
Share on other sites

Dia 2, domingo, a 100km de Belo Horizonte houve um acidente com ônibus e 5 pessoas perderam a vida.

 

Não vi ninguém entrevistando os sobreviventes ou reportagens que parecem estar noticiando o fim do mundo, aliás, poucas linhas foram escritas.

 

http://noticias.terra.com.br/brasil/transito/noticias/0,,OI5389928-EI998,00-MG+onibus+tomba+em+cima+de+passageiros+e+mata+pelo+menos.html

 

O PR-GOK falou tudo.

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

 

KC-767, eu entendo muito pouco de stall de compressor... só o que eu achei um tanto estranho, é o fato de terem colocado uma lona escondendo a turbina... o stall de compressor causa algum dano aparente na turbina? E qual seria o motivo da Gol "esconder" a turbina???

 

Abraços

 

Bonetto, da experiência que tenho com stall de compressor, este não causa danos aparentes ao motor - coisas que passageiro ou o público veria. Nem as capotas do motor, nem nada. Os danos ficam limitados ao interior do motor, em específico, ao compressor. Podem ocorrer danos a câmara de combustão, decorrentes dos fragmentos de palhetas e em alguns casos, até mesmo aos primeiros estágios da turbina.

 

Agora, o porquê da Gol ter coberto o motor? Bom, não sei mesmo... não cheguei a ver fotos também. Às vezes é apenas para isolar o motor mesmo...

 

Abraços!

Link to comment
Share on other sites

Pessoal, concordo que a imprensa, nesses casos, é sensacionalista mas é preciso entender que pax, de forma geral, não tem conhecimento técnico para entender o que está acontecendo e é mais do que natural que tenham medo/pânico, por mais tranquilizador que seja o speech feito pelo Cmte. Abs!

Link to comment
Share on other sites

Sensacionalismos a parte, mas houvir um estrondo ( mesmo que seja pequeno) dentro de um avião e sentir trepidação ( mesmo pequena) me deixaria apreensivo.

O comando dizer que esta ok quer dizer que ele teve tempo de analisar tudo e ainda fazer um speach ?!?! price less ! tô tranquilo.

 

Mas para a maioria do povo é tenÇo.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade