Jump to content

Infraero no Rio propõe alternativas para reduzir ruídos perto de aeroporto


B737-8EH

Recommended Posts

http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2011/10/infraero-no-rio-propoe-alternativas-para-reduzir-ruidos-perto-de-aeroporto.html

A presidente do Instituto Estadual do Ambiente, Marilene Ramos, informou nesta quarta-feira (5), que na tentativa de reduzir o ruído dos aviões que pousam e decolam do Aeroporto Santos Dumont, no Centro do Rio, a Infraero decidiu adotar pelo menos dois novos procedimentos, em fase de testes. A partir da segunda quinzena de outubro vai mudar a rota dos aviões e a angulação da aproximação dos aviões, e também pedirá para que as aeronaves voem mais alto. Segundo Marilene, os testes vão durar 45 dias.

 

 

 

Com a medida, a presidente espera que moradores dos bairros de Santa Teresa, no Centro, Urca, Laranjeiras, Flamengo, Glória e Botafogo, na Zona Sul, sofram menos com o incômodo barulho das aeronaves.

 

"Tínhamos notificado a Infraero, pedindo a redução do número de voos entre 6h e 8h e depois das 20h para o Santos Dumont. Mas a Infraero conseguiu uma liminar alegando que o Inea não teria poder para gerir esse assunto. Então, agora, a Infraero nos apresentou essa alternativa. Vamos continuar as medições que estamos fazendo em Botafogo e em Santa Teresa, que é o bairro mais crítico, para ver se esses procedimentos vão apresentar resultados positivos", disse Marilene.

 

A lei, segundo Marilene, determina que o índice máximo de decibéis durante a noite é de 55 decibéis, no período noturno que vai das 22h às 7h. Mas também estabelece que deve se levar em consideração os decibéis do chamado ruído de fundo do ambiente. Se ele for mais alto, esse valor é que vale de parâmetros.

 

"Em Botafogo, por exemplo, na Rua Bambina, o ruído de fundo chega a 60 decibéis, enquanto que o barulho de uma aeronave pode chegar a 90 decibéis. O volume máximo, médio nesse caso, tem de ficar em torno do 65 decibéis. Mas em Santa Teresa, que tem população e volume de trânsito bem menores que Botafogo, o ruído de fundo com certeza é menor ", explicou a presidente.

Link to comment
Share on other sites

Agora eu te pergunto?

 

Quem chegou lá primeiro? A "tia" que notificou ou o aeroporto?

 

É MUITA falta do que fazer mesmo viu...

Link to comment
Share on other sites

Agora eu te pergunto?

 

Quem chegou lá primeiro? A "tia" que notificou ou o aeroporto?

 

É MUITA falta do que fazer mesmo viu...

 

 

Bom, sem querer ser chato (não defendo as reclamações da tia aí da notícia), mas Santa Teresa existe bem antes do SDU. É um bairro histórico do Rio de Janeiro.

Link to comment
Share on other sites

Eu não consigo entender isso. Entendo o pessoal reclamar do barulho de Congonhas, onde as moradias cercam o aeroporto que tem um fluxo bastante intenso. Mas porque no Santos Dumont teria essa reclamação? Boa parte do aeroporto está cercado por água e as residências não estão tão próximas quanto em Congonhas. Não é ironia, é dúvida mesmo.

Link to comment
Share on other sites

Eu não consigo entender isso. Entendo o pessoal reclamar do barulho de Congonhas, onde as moradias cercam o aeroporto que tem um fluxo bastante intenso. Mas porque no Santos Dumont teria essa reclamação? Boa parte do aeroporto está cercado por água e as residências não estão tão próximas quanto em Congonhas. Não é ironia, é dúvida mesmo.

 

 

O problema é que na aproximação pra 02 do SDU se passa a baixa altitude (entre 800ft e 1200ft) de diversos bairros, como Santa Teresa (que é um bairro que fica em um morro, ou seja, mais próximo ainda dos aviões), Flamengo, Botafogo, Laranjeiras, entre outros.

 

É disso que o pessoal reclama.

 

Mas sendo bem sincero, acredito que somente em Santa Teresa seja algo que possa realmente incomodar por ser um local mais alto. Tenho amigos que moram nesses bairros (alguns na Av. Rui Barbosa no Flamengo, que fica de frente pra Baia de Guanabara e, portanto, se escuta tudo que é avião pousando e decolando) e eles não reclamam.

Link to comment
Share on other sites

Que palhaçada! Em algumas ruas de Botafogo, Flamengo e cercanias o trânsito incomoda muito mais q os aviões, q nem sequer passam o dia todo. Só passam por ali QUANDO as pistas 02 estão em uso, o q nem sempre acontece. Acredito q a maioria das operações seja feita pelas pistas 20. O SDU já não opera H24, então não entendo o motivo dessas reclamações... Ao longo dia dia, qualquer um pode fazer o barulho q quiser. Buzinar na rua, camihão, ônibus, britadeira de obra... Uma vergonha essa INEA. Só tenho isso a dizer.

 

Porém, admito q já parei várias vezes pra pensar se seria possível criar algum outro tipo de aproximação pras 02 sem passar por cima dessa região... Pensei em circuito de tráfego invertido, fazendo a perna do vento por cima do mar... Pensei também algo tipo Kai Tak, vindo do mar e usando o pão-de-açúcar como referência para fazer a curva final... Devaneios... Sonhar não custa nada...

Link to comment
Share on other sites

Em CPV construiram várias casa proximo a cabeceira de pouso, daí os vôo passavam e derrubavam

os muros que iam construindo (cimento ainda mole).

Foram reclamar na Infraero (Caixa, Constrututra e Moradores)

 

Gostei a resposta da Infaraero que tava tambem com Anac nesse dia:

 

" Desde antes de 1950 que pousa avião aqui, o aeroporto continua no mesmo lugar, não saiu daqui para

nada, vcs é quem estão vindo para próximo do aeroporto e estão sofrendo as consequencias. Antes de inicar

a obra alertamos a construtora que era área de risco, mas até a CAIXA aprovou a venda dos imóveis."

 

Não deixa de ser verdade, é o caso de CGH,o povo foi para perto do aerodromo.

Link to comment
Share on other sites

Novamente essa história?

É sempre pessoal que tem $$$ e não quer se deslocar para o outro extremo da cidade, tanto em Sampa como no Rio.

Que dizer que lá na iIha do Govenador avião não faz barulho?

Legal né?

Link to comment
Share on other sites

 

 

O problema é que na aproximação pra 02 do SDU se passa a baixa altitude (entre 800ft e 1200ft) de diversos bairros, como Santa Teresa (que é um bairro que fica em um morro, ou seja, mais próximo ainda dos aviões), Flamengo, Botafogo, Laranjeiras, entre outros.

 

É disso que o pessoal reclama.

 

Mas sendo bem sincero, acredito que somente em Santa Teresa seja algo que possa realmente incomodar por ser um local mais alto. Tenho amigos que moram nesses bairros (alguns na Av. Rui Barbosa no Flamengo, que fica de frente pra Baia de Guanabara e, portanto, se escuta tudo que é avião pousando e decolando) e eles não reclamam.

 

Na boa... O pessoal de Santa Teresa tem coisa mais urgente pra reclamar...

Link to comment
Share on other sites

Que dizer que lá na iIha do Govenador avião não faz barulho?

- As decolagens da pista 10 do GIG já têm a curva à esquerda após a decolagem justamente para abatimento de ruído (que eu saiba).

- A população da ilha do Governador não é articulada como a população dos bairros acima citados, da mesma forma que a população do Jabaquara e adjacências não é articulada como a de Moema.

Link to comment
Share on other sites

  • 1 month later...

A implantação desses novos procedimentos está dando um baita trabalho, as cartas existem, mas os FMS/FMGS não tem todos os procedimentos principalmente os RNAV (sei lá se por erro do DECEA ou da Lido/Jeppesen/Honeywell,etc)...

Link to comment
Share on other sites

putz...o procedimento visual para a 02 é sinistro....passa raspando o pão de açucar..

 

Mas atualmente já é assim, dependendo da cia./tripulação fazem essa curva mais aberta (quase em cima da Urca) ou fechada (mais pro meio da enseada de Botafogo).

Link to comment
Share on other sites

 

Mas atualmente já é assim, dependendo da cia./tripulação fazem essa curva mais aberta (quase em cima da Urca) ou fechada (mais pro meio da enseada de Botafogo).

 

sim, tem alguns voos que passam bem em cima do guanabara e do botafogo (lembro que no passado se fazia mais isso), mas pelo o que vi no documento (e eu não sou piloto), me parece que ele fica ainda mais próximo do que isso a que vc está se referindo. ou estou errado?

Link to comment
Share on other sites

- As decolagens da pista 10 do GIG já têm a curva à esquerda após a decolagem justamente para abatimento de ruído (que eu saiba).

- A população da ilha do Governador não é articulada como a população dos bairros acima citados, da mesma forma que a população do Jabaquara e adjacências não é articulada como a de Moema.

 

 

Lembrando que em algumas aproximações para a 20 do SDU os aviões passam em baixa altitude sobre a Ilha.

 

Abçs

Link to comment
Share on other sites

Não entrou por 2 motivos:

 

O primeiro, pq houve um problema com database e o ciclo não veio com os waypoints. Como as empresas não autorizam a montagem do procedimento no FMS, nada feito.

O segundo, e nesse caso especificamente para a 20, pq algumas cias pediram mudanças.

 

Fato é: o procedimento que importa e realmente diminui o barulho é o para a 02 e se não houver mais imprevistos, tudo indica que entra no próximo ciclo.

 

Deve haver mudança na nomenclatura também para evitar confusão, já que atualmente há 2 RNAV A, por exemplo.

Link to comment
Share on other sites

A lei, segundo Marilene, determina que o índice máximo de decibéis durante a noite é de 55 decibéis, no período noturno que vai das 22h às 7h.

 

Bora combinar (se houvesse união) de toda santa noite um carro com funk ficar ali na região dessa senhora pra ela dormir com o suave som da música popular e tradicional das melhores favelas cariocas... Será que ela vai ter culhão para mandar as favelas irem embora? :dente:

 

 

 

Lero lero de povo aqui da zona sul. Xinga o avião, mas quando viaja, quer sair pelo Santos-Dumont!

 

Se eu pudesse, fosse autoridade, ia falar para esse povo reclamão que tudo bem, por um período de testes eles suspenderiam as operações como querem, mas que todos os locais seriam cadastrados, e, caso tentassem comprar passagem/embarcar pelo SDU iam ser gentilmente negados e enviados para o Galeão...

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade