Jump to content

Governo quer corte de vôos no pico


LipeGIG

Recommended Posts

O ESTADO DE S.PAULO

Governo quer corte de vôos no pico

Empresas aéreas já reagem contra medida, alegando que modificação poderá deixar ‘passageiros no chão’

TÂNIA MONTEIRO, MARIANA BARBOSA

E ISABEL SOBRAL

 

O comandante do Departamento de Controle de Tráfego Aéreo (Decea), Paulo Roberto Vilarinho, disse ontem que deverá ser discutida esta semana a redistribuição dos vôos ao longo do dia para desconcentrar os horários de pico nos aeroportos, especialmente entre 7h e 9h30 e 17h e 19h30. São nesses horários que, dizem as autoridades, aumentam os atrasos por causa da necessidade de espaçamento de pousos e decolagens dos aviões regulares.

 

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a Aeronáutica e as empresas aéreas vão se reunir até amanhã para definir uma nova grade. “Também deveremos discutir um horário para a realização de vôos charters (fretados)”, afirmou o presidente da Anac, Milton Zuanazzi.

 

Na operação do sistema de proteção ao vôo, segundo Vilarinho, a Aeronáutica estuda o descongestionamento da rota Belo Horizonte-Brasília e vai repassar parte da vigilância aérea, que está concentrada no Cindacta-1, da capital federal, para o centro de controle de Recife. A parte monitorada pelo controle de Cuiabá será repassada ao Cindacta-4 (Manaus).

 

Segundo o Comando da Aeronáutica, a outra providência de longo prazo adotada diz respeito à formação de novos controladores. Em vez de formar os atuais 160 controladores por ano, as escolas da Aeronáutica têm um plano para formar até 360 profissionais a partir do ano que vem.

 

REAÇÃO DAS EMPRESAS

A redução do número de vôos no horário de pico está fora de cogitação para as empresas aéreas. “As empresas encomendaram aviões modernos e caros em cima de uma malha específica”, afirmou o diretor financeiro do Sindicato Nacional das Empresas Aéreas (Snea), Paulo Castello Branco. Apesar de não pretenderem reduzir vôos, as companhias dizem que estão abertas a discutir outras alternativas de readequação da malha para descongestionar o espaço aéreo sobre Brasília.

 

Dentre as alternativas que devem ser discutidas está a criação de dois tubulões (aerovia específica unindo um destino a outro), uma a Leste e outra a Oeste do País, ligando o Sudeste ao Norte ou ao Nordeste. Com os tubulões, a duração dos vôos pode aumentar. Para o Snea, ainda é cedo para falar em aumento de custos ou de preço de passagem.

 

As empresas argumentam que a redução do número de vôos no horário de pico poderá deixar “passageiros no chão”, mesmo que esses vôos sejam transferidos para horários fora do pico. “O passageiro de negócios, que voa no horário de pico, não vai voar no meio do dia”, diz Castello Branco.

 

A um mês dos feriados de Natal e de ano-novo, as autoridades divergem sobre a situação dos aeroportos. O comandante da Aeronáutica, Luiz Carlos Bueno, deu ontem uma perspectiva otimista. “Já temos gente suficiente para o final de ano.” O presidente da Anac foi mais pessimista. “Não dá para garantir que a crise terá terminado até o fim do ano porque não tem controlador na esquina.”

 

:suicide_anim:

 

Nota: É igual tentar "ajustar por decreto" os horários dos charters, como se o avião tivesse disponibilidade infinita. Pensam em retirar um vôo do horário de rush imaginando que o avião fica parado no aeroporto a tarde inteira ??

Link to comment
Share on other sites

O pior de tudo é o governo inventando um milhão de desculpas, ao invés de admitir que o sistema de controle de tráfego aéreo no Brasil é problemático e que precisa de investimentos PESADOS e com urgência, que precisa formar novos controladores qualificados com mais rapidez, que precisa melhorar as condições de trabalho dos controladores, oferecendo equipamentos modernos, que FUNCIONEM, que ofereçam salários compatíveis com o trabalho que exercem, que precisa desconcentrar o tráfego aéreo em São Paulo, que precisa melhorar a infra-estrutura aeroportuária, enfim, que precisa melhorar um monte de coisas. Mas NÃO, eles inventam dezenas de desculpas, ao invés de admitir a culpa. E agora inventam todas essas mudanças, novas aerovias "tubulão"...essas novas medidas só vão causar prejuízos ao setor da aviação. Estão desaquecendo o setor que mais cresce no país por puro orgulho! Isso é muita falta de responsabilidade e competência.

Link to comment
Share on other sites

Resumindo: O governo está culpando as empresas aéreas pelo excesso de vôos! :rofl:

Ridículo é pouco, esse país é uma piada mesmo... será que já pensaram em liberar as verbas para a manutenção e melhoria do sistema de tráfego aéreo para o ano que vem? Até duas semanas atras a notícia era que o governo, ao contrário tinha reduzido em cerca de 30%....

 

PS:

Os pilotos de Airbus são as pessoas mais fortes do mundo, porque só precisam de uma mão para levantar dezenas de toneladas.

 

E como eles exercitam a outra?? :uhm:

 

Abs

Link to comment
Share on other sites

PS:

E como eles exercitam a outra?? :uhm:

 

Abs

 

 

Enquanto eles são co-pilotos eles exercitam a mão direita. Depois quando viram comandantes eles exercitam a mão esquerda. :P :P :P

Link to comment
Share on other sites

O problema é que as companhias aéreas adaptaram suas malhas ao fluxo do tráfego quando os controladores aceitavam controlar mais do que o previsto no regulamento. Agora que eles não controlam fora do regulamento, as empresas aéreas também sentem isso. Suas malhas foram adaptadas ao fluxo exagerado. Quando o fluxo anda do jeito que tem que andar dá nisso.

Link to comment
Share on other sites

Laranja...

 

Dependendo da ANAC, fica assim:

 

Aviões com matrículas iniciadas em M, estão liberados

Aviões com matrículas iniciadas em G, estão liberados, menos os com GT*

Aviões com matrículas em V, groudeados até segunda ordem

Aviões com matriculas em B, só aos fins de semana

Aviões com matriculas em O, apenas vôos regionais, principalmente SOD...

 

Hauahauahau... brincadeira...

 

Absurdo mesmo a posição do (des)governo...

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade