Jump to content

Viracopos deverá se tornar o maior aeroporto do país em 2023


C010T3

Recommended Posts

Viracopos deverá se tornar o maior aeroporto do país em 2023

 

Por Daniel Rittner | Valor

 

BRASÍLIA – Com a previsão de três novas pistas e um novo terminal de passageiros, o aeroporto de Viracopos, em Campinas, se tornará o maior do país em 2023, exigindo da empresa que assumir sua concessão investimentos de até R$ 11,4 bilhões nos 30 anos de vigência do contrato. No fim do período, passarão por Viracopos cerca de 90 milhões de passageiros todos os anos, 16 vezes mais que o fluxo observado em 2010.

 

Os dados constam dos estudos econômico-financeiros que o governo apresentou nesta quinta-feira ao Tribunal de Contas da União (TCU), passo necessário antes da publicação dos editais definitivos de concessão dos aeroportos de Viracopos, de Guarulhos e de Brasília. Nos estudos, foram apresentados projeções de demanda, exigências de obras de ampliação da infraestrutura, valores de investimentos e os lances mínimos de disputa entre os grupos interessados.

 

http://www.valor.com...do-pais-em-2023

 

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

Viracopos deve se tornar o maior aeroporto do país

 

Por Daniel Rittner | De Brasília

 

f49c3b78.jpg

 

Com a previsão de três novas pistas e um novo terminal de passageiros, o aeroporto de Viracopos, em Campinas, se tornará o maior do país em 2023, exigindo da empresa que assumir sua concessão investimentos de até R$ 11,4 bilhões nos 30 anos de vigência do contrato. No fim do período, passarão por Viracopos cerca de 90 milhões de passageiros todos os anos, 16 vezes mais que o fluxo observado em 2010.

 

Os dados constam dos estudos econômico-financeiros que o governo apresentou ontem ao Tribunal de Contas da União (TCU), passo necessário antes da publicação dos editais definitivos de concessão dos aeroportos de Viracopos, de Guarulhos e de Brasília. Nos estudos, foram apresentados projeções de demanda, exigências de obras de ampliação da infraestrutura, valores de investimentos e os lances mínimos de disputa entre os grupos interessados.

 

O contrato com menor duração será o de Guarulhos, com 20 anos, e valor mínimo de R$ 2,293 bilhões no leilão. Vencerá quem oferecer o maior ágio. Como se trata do aeroporto mais rentável atualmente, o futuro concessionário precisará pagar uma taxa maior de "contribuição variável" ao governo, espécie de "royalty" para alimentar o Fundo Nacional de Aviação Civil (FNAC), que ficará responsável por manter os investimentos na rede de aeroportos ainda sob administração estatal. Em Guarulhos, a taxa variável será de 10% sobre a receita bruta do concessionário.

 

Em Brasília, cujo contrato de concessão valerá por 25 anos, o lance mínimo no leilão será de R$ 75 milhões. A diferença se explica pela estimativa muito inferior de receitas e de necessidade de investimentos. O operador de Brasília precisará pagar somente 2% de seu faturamento ao FNAC.

 

Em Viracopos, a validade do contrato será a maior de todas, com 30 anos. O valor inicial de outorga será de R$ 521 milhões e o concessionário entregará 5% de sua receita bruta todos os anos.

 

Mesmo distante mais de 90 quilômetros do centro de São Paulo, o aeroporto de Viracopos será a principal alternativa do sistema para atender o crescimento explosivo da demanda nas próximas décadas. Por isso, o governo exigirá que o concessionário de Viracopos invista quase R$ 11,5 bilhões em obras, como três novas pistas, que se somarão à única existente hoje. A conta é salgada, mas haverá uma recompensa: as receitas provenientes de tarifas vão aumentar 348% e as não-tarifárias (como aluguéis de lojas e estacionamento) deverão subir 1.378% ao longo da concessão, ritmo até seis vezes maior ao projetado para Guarulhos e Brasília.

 

O governo acredita que Viracopos crescerá com a movimentação de cargas e de voos de longo curso, competindo cada vez mais com Guarulhos, que chegará à saturação em cerca de dez anos, mesmo com as ampliações previstas a partir dos investimentos privados. "O aeroporto de Guarulhos chega ao limite de pousos e decolagens em torno de 2020, considerando o máximo de 320 mil movimentos (de aeronaves) por ano, enquanto Viracopos atinge seu limite em 2037", explicou ontem o secretário-executivo da Secretaria de Aviação Civil, Cleverson Aroeira, ao apresentar os estudos. O governo estudará soluções para o aumento da demanda no longo prazo, segundo Aroeira, mas ele admitiu que a construção do terceiro aeroporto de São Paulo "não está no nosso planejamento hoje".

 

Os investimentos exigidos dos concessionários estão divididos em cinco fases: até 18 meses, de 2014 a 2016, de 2016 a 2021, de 2021 a 2031 e no pós-2031. A estimativa do governo é que eles apliquem R$ 21,2 bilhões no total. Haverá enquadramento dos investimentos no Reidi, o regime especial de incentivos tributários para obras de infraestrutura. Nos cálculos oficiais, a taxa de retorno ficará em 6,46% ao ano. Antevendo a possibilidade de reequilíbrio econômico-financeiro dos contratos, o governo reservou o direito de estender as concessões por até cinco anos, mas elas não serão renovadas de forma automática. Isso serviria, por exemplo, para a hipótese de atraso no licenciamento ambiental exigido para as obras. Segundo o presidente da Infraero, Gustavo do Valle, "as licenças ambientais para os procedimentos dos primeiros 18 meses de contrato estão todas concedidas".

 

http://www.valor.com...roporto-do-pais

Link to comment
Share on other sites

Em cada notícia, os números mudam!

 

Viracopos terá o maior investimento dos três aeroportos que vão a leilão

 

O Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), deverá ser o aeroporto que receberá o maior investimento dos três que serão concedidos a iniciativa privada.

Segundo a Secretária de Aviação Civil (SAC), Viracopos terá investido cerca de R$ 9,9 bilhões em um período de 30 anos, enquanto Guarulhos terá cerca de R$ 5,2 bilhões em um período de 20 anos e Brasília terá cerca de R$ 2,7 bilhões em um período de 25 anos.

A concessão de Viracopos terá um prazo maior exatamente por ele ter investimentos mais abundantes.

Viracopos terá uma completa transformação até o final da sua concessão, que será em 2041. Novas pistas de pousos e decolagem serão construídas, ampliando a sua capacidade para mais de 500 mil movimentos de aeronaves ao ano. Também terá a construção de novos terminais de passageiros.

O investimento inicial das empresas que ganharem o leilão dos três aeroportos será de R$ 4,2 bilhões, o anúncio foi feito pela SAC na quinta-feira (13/10).

As empresas ainda serão obrigadas a realizá-lo até o final de 2013 para que os aeroportos possam atender a demanda de passageiros durante o período da Copa do Mundo de 2014.

O leilão deve acontecer no dia 22 de dezembro na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa).

 

No Aeroporto de Guarulhos as concessionárias terão primeiramente que realizar a construção do terceiro terminal de passageiros e um pátio com capacidade para receber 32 aviões.

 

Enquanto no Aeroporto de Viracopos terão que ser feitas as obras de ampliação do terminal de passageiros o que deve aumentar sua capacidade para mais de 1.550 passageiros internacionais em desembarque e 1.500 em embarque nos horários de pico, e também a construção de um pátio para 35 aviões.

 

Em Brasília serão feitas as obras de ampliação do terminal para que o aeroporto possa atender 1.000 novos passageiros internacionais em desembarque e 1.200 em embarque durante o horário de pico. E terá também a construção do novo pátio com capacidade para 24 aeronaves.

Link to comment
Share on other sites

vao construir um mega termina em vcp, que nao vai operar no total da sua capacidade.

enquanto isso as cias vao continuar pedindo voos em gru que sempre vai operar no limite!

e vamos jogar dinheiro pelo ralo!

Link to comment
Share on other sites

Fonte da matéria anterior:

viracopos.com.br

 

http://www.viracopos.com.br/noticias/viracopos/viracopos-tera-o-maior-investimento-dos-tres-aeroportos-que-vao-a-leilao-quase-r-10-bilhoes

 

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

Quanto a concessão dos aeroportos, antes das realizações das obras, o que mais o governo procura, é alguém para culpar, se faltar infra estrutura em 2014.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade