Jump to content

Funcionários da Infraero - greve dias 20 e 21/10?


DanielVS

Recommended Posts

Funcionários da Infraero ameaçam parar por 48 horas, nos dias 20 e 21, em protesto contra o modelo de concessão privada dos aeroportos de Guarulhos, Campinas e Brasília.

Na segunda-feira, funcionários se reúnem em Guarulhos para deliberar sobre a paralisação no aeroporto. Na terça-feira, ocorre assembleia em Campinas. A paralisação já foi aprovada para o aeroporto de Brasília.

O presidente do Sindicato Nacional dos Aeroportuários, Francisco Lemos, diz que a privatização levará à "precarização do trabalho". Ele afirma que o ato contará com a participação de "movimentos sociais", como sem-terra e catadores de papel.

 

Fonte: Folha de São Paulo, 15/10/2011, poder, A10.

Link to comment
Share on other sites

  • Replies 191
  • Created
  • Last Reply

Funcionários da Infraero ameaçam parar por 48 horas, nos dias 20 e 21, em protesto contra o modelo de concessão privada dos aeroportos de Guarulhos, Campinas e Brasília.

Fonte: Folha de São Paulo, 15/10/2011, poder, A10.

 

 

Tão vendo o perigo da teta secar e já tão se mobilizando...

 

 

 

E aposto uma jujuba de ##### que vão ganhar.

Link to comment
Share on other sites

Paralizar trabalho na Infraero?

 

Peraí, na Infraero, na parte de infraestrutura, tem alguém que trabalha?

 

Eu hein... Banco, Correio, Infraero... Serviço público cada dia que passa, pior...

Link to comment
Share on other sites

Não consigo entender isso. Os funcionários da Infraero são conhecidos pelo trabalho em marcha lenta, ineficiência e procrastinação. Se eles resolverem "parar" o serviço, quem afetarão? Se eles são mal vistos pela população, não chamaria mais a atenção se eles trabalhassem mais intensamente e fazendo o seu serviço de forma eficiente? A população talvez não os apoiasse, mas não iria ver com essa imagem negativa que eles passam.

Link to comment
Share on other sites

Daqui a pouco.. esta notícia abaixo pode deixar de ser somente uma piada...

 

 

Grevistas entram em greve e greve acaba

 

 

Grevistas que estavam parados há 20 dias entraram em greve de greve hoje e, com isso, a greve acabou. Eles reivindicam melhores condições de greve. “Precisamos de carros de sons melhores e também reforço nos piquetes. Enquanto o sindicato não providenciar isso, nós vamos permanecer em greve de greve e não vamos parar de trabalhar”, disse Tuco Pereira, diretor do sindicato dos trabalhadores em greve. A onda de greves está tomando conta do país. Em todo o Brasil trabalhadores torcem para que algumas categorias entrem logo em greve também. A mais aguardada é a greve dos rodinhos, que jogam água no para brisa de carros nos sinais.

 

Otileno Junior

 

fonte: Sensacionalista

 

----

 

mais cedo do que se imagina...

Link to comment
Share on other sites

Se os pilotos em Dezembro nao puderam fazer greve porque a mobilidade aerea seria afetada, eu pergunto:

 

Os funcionarios da Infraero podem fazer greve? Nao vao afetar milhares de voos e de pessoas?

 

Isso pode Arnaldo???

Link to comment
Share on other sites

<p>Oba!! Agora sim os aeroportos funcionarão sem problemas, quase primeiro mundo!! </p>

<div id="myEventWatcherDiv" style="display:none;"> </div>

 

Link to comment
Share on other sites

Estou impressionado com a quantidade de gente BABACA que postou nesse tópico. Usuários que eu considerava agora vejo como são imbecis.

 

 

Algum dos senhores que está criticando já trabalhou na Infraero? Não joguem nos trabalhadores mais baixos da pirâmide de hierarquia a culpa por todos os problemas políticos e administrativos da empresa. Aquele trabalhador que acorda cedo, dorme tarde, em feriados, sábados, domingos pra ir lá pro pátio balizar o avião que vocês pilotam ou viajam NADA pode fazer pra melhorar a infra-estrutura do aeroporto, é apenas um PSA que fez um concurso de nível médio e está lá trabalhando para sustentar sua família com o salário estupidamente defasado que essa empresa paga.

 

Aquele cara que trabalha dentro do terminal de cargas com o recebimento, armazenagem, liberação, entrega, e está o tempo todo sob pressão dos grandes importadores pra agilizar o tratamento da sua carga, sob pena de multas aplicadas pela Receita Federal e pelo Ministério da Agricultura por qualquer erro que cometam, esse também não tem culpa se a pista que você pousa tem buraco ou se a sala de embarque que você usa tem goteira.

 

 

Não é apenas o usuário, pode ter certeza que os trabalhadores, sejam orgânicos ou terceirizados, também sofrem muito para trabalhar com as condições que lhe são impostas. Faltam equipamentos, faltam funcionários, materiais básicos como cadeiras e mesas vivem quebrados, faltando rodinhas... E mesmo nas condições precárias em que trabalham em alguns aeroportos, são cobrados para fazer o seu trabalho e chamados para uma conversinha com a chefia quando algo sai errado.

 

Vocês julgam que os aeroportos estão do jeito que estão por causa dos trabalhadores lá da linha de frente que tem suas famílias para sustentar, enquanto isso é problema lá do alto escalão, das diretorias e superintendências da empresa, e principalmente, dos políticos.

 

Os aeronautas tinham seu direito de parar para brigar por melhores condições e foram impedidos pela justiça, vocês ficaram todos indignados, agora acham absurdo os aeroportuários pararem para protestar por algo que pode prejudicá-los, e ainda generalizam dizendo que ninguém lá trabalha?? Que são todos acomodados? Como um pai de família pode ser acomodado com um salário base de pouco mais de 1000 reais? Isso não existe, ninguém gosta disso e ninguém quer ver sua situação piorar ainda mais.

 

 

Eu não coloco minha mão no fogo por 100% dos funcionários da Infraero, eu sei que tem e vejo quase todo dia uns que fazem cagada e não estão nem aí pro trabalho, mas também conheço muita gente que faz o seu melhor e se dedica ao trabalho, até mesmo pra crescer lá dentro

 

 

Tomem cuidado com as generalizações porque normalmente elas são bem injustas. Critiquem sim a empresa se acharem necessário, mas voltem suas críticas para aqueles que realmente precisam ser criticados, se for o caso.

 

 

No modelo de concessão, a Infraero continuará tendo poderes de decisão, quem vocês acham que vai decidir alguma coisa? os diretores ou os PSA lá do pátio, do TECA, do almoxarifado etc..? Vocês realmente acham que diretoria está preocupada? Quem está preocupado é o TRABALHADOR lá de baixo que tem suas contas pra pagar, aquele que nada pode fazer

 

 

É a mesma coisa que culpar um piloto da Webjet por causa do espaço apertado do avião, que culpa ele tem? Ele tá lá e é pago pra pilotar o avião e provavelmente ninguém se importa com o que ele pensa sobre o espaço do avião que pilota. Ou então culpar o agente de aeroporto do check-in da TAM por que o Fidelidade é uma ######, claro, ele pode tudo pra fazer o sistema ser melhor.. Vai culpar o frentista do posto então pelo preço da gasolina também, ele tem todo o poder de decisão pra definir o preço...

Link to comment
Share on other sites

[...]

 

Prezado e furioso colega,

 

Tem dois lados aí:

 

- Você tem razão ao observar certas coisas, afinal, não se pode generalizar, muito menos culpar funcionários que estão sob hierarquia, tipicamente rígida no serviço público, e ainda sujeitos a interferências políticas e de governos (dos governos de passagem, seja federal, estadual, municipal; deputados etc.). Trata-se aí de manifestação autêntica a sua; neste sentido, respeito sua mensagem :thumbsup:. Tem ainda aqueles funcionários públicos que fazem bem feito seus trabalhos e se esmeram - e existem, façamos aqui justiça - , que também devem sentir-se ao mesmo tempo impotentes quando não conseguem mudar (para melhor) a realidade no serviço público o qual fazem parte (ou quando são "mandados" a fazer certos atos de políticos), e indignados, quando há generalizações como a que você expôs.

 

- O outro lado é que parte das manifestações aqui neste fórum e pelo Brasil afora quando este tipo de situação ocorre é pois o brasileiro está, com o perdão da palavra, de saco cheio :mad: (para dizer o mínimo), com a ineficiência do estado brasileiro. E isso ocorre com um nível de arrecadação elevado, que já está hoje em R$1,14 trilhão (só em 2011 e subindo: o estado brasileiro é um dos mais eficientes do mundo em arrecadar e cobrar; quando deve mostrar zelo e respeito ao cidadão, muitas vezes... :anta: :suicide_anim: - onde ficaria o tal contrato social e o equilíbrio esperado?), sendo que não consegue nem fazer o básico (educação, saúde, segurança, justiça etc.), nem fornecer a infraestrutura (inclusive aeroportos), que o país necessita (e no caso dos aeroportos, só caminhando para o final de 2011, que está ensaiando alguma mudança!). Neste sentido, quem deve ficar furioso e irritado, com razão, é o brasileiro (e seria uma inversão de valores ele ser aqui "enquadrado" :thumbsdown_still: ), inclusive pois, sem generalizar, mas uma parcela de funcionários públicos "faz jus à fama" e costuma "não estar nem aí" para o cidadão depois que conquista sua estabilidade. :Brazil: Enquanto esta realidade ruim não mudar - e não for levada em conta por quem entra na carreira pública, pelos sindicatos e governos - , haverá insatisfação sim, igualmente autêntica (neste sentido, se quiser questionar a forma da manifestação dos colegas, OK, mas elas têm fundamentação na realidade ruim e isso não pode ser ignorado, como tem sido! :th_banghead:). Famílias que dependem disso ou daquilo há milhões no Brasil, não só as dos funcionários públicos (e estas, diga-se, na média, estão muuuuuuito melhores).

 

Saudações, :bandeirabranca: :thumbsup:

 

ab2010.

Link to comment
Share on other sites

 

Prezado e furioso colega,

 

Tem dois lados aí:

 

- Você tem razão ao observar certas coisas, afinal, não se pode generalizar, muito menos culpar funcionários que estão sob hierarquia, tipicamente rígida no serviço público, e ainda sujeitos a interferências políticas e de governos (dos governos de passagem, seja federal, estadual, municipal; deputados etc.). Trata-se aí de manifestação autêntica a sua; neste sentido, respeito sua mensagem :thumbsup:. Tem ainda aqueles funcionários públicos que fazem bem feito seus trabalhos e se esmeram - e existem, façamos aqui justiça - , que também devem sentir-se ao mesmo tempo impotentes quando não conseguem mudar (para melhor) a realidade no serviço público o qual fazem parte (ou quando são "mandados" a fazer certos atos de políticos), e indignados, quando há generalizações como a que você expôs.

 

- O outro lado é que parte das manifestações aqui neste fórum e pelo Brasil afora quando este tipo de situação ocorre é pois o brasileiro está, com o perdão da palavra, de saco cheio :mad: (para dizer o mínimo), com a ineficiência do estado brasileiro. E isso ocorre com um nível de arrecadação elevado, que já está hoje em R$1,14 trilhão (só em 2011 e subindo: o estado brasileiro é um dos mais eficientes do mundo em arrecadar e cobrar; quando deve mostrar zelo e respeito ao cidadão, muitas vezes... :anta: :suicide_anim: - onde ficaria o tal contrato social e o equilíbrio esperado?), sendo que não consegue nem fazer o básico (educação, saúde, segurança, justiça etc.), nem fornecer a infraestrutura (inclusive aeroportos), que o país necessita (e no caso dos aeroportos, só caminhando para o final de 2011, que está ensaiando alguma mudança!). Neste sentido, quem deve ficar furioso e irritado, com razão, é o brasileiro (e seria uma inversão de valores ele ser aqui "enquadrado" :thumbsdown_still: ), inclusive pois, sem generalizar, mas uma parcela de funcionários públicos "faz jus à fama" e costuma "não estar nem aí" para o cidadão depois que conquista sua estabilidade. :Brazil: Enquanto esta realidade ruim não mudar - e não for levada em conta por quem entra na carreira pública, pelos sindicatos e governos - , haverá insatisfação sim, igualmente autêntica (neste sentido, se quiser questionar a forma da manifestação dos colegas, OK, mas elas têm fundamentação na realidade ruim e isso não pode ser ignorado, como tem sido! :th_banghead:). Famílias que dependem disso ou daquilo há milhões no Brasil, não só as dos funcionários públicos (e estas, diga-se, na média, estão muuuuuuito melhores).

 

Saudações, :bandeirabranca: :thumbsup:

 

ab2010.

Prezado calmo e sensato colega.

 

Você me surpreendeu porque eu achei que já iam vir com 20 mil pedras pra cima de mim.

 

 

Eu concordo que o brasileiro esteja de saco cheio, mas isso não o dá o direito de perder a razão e sair crucificando qualquer um que vê pela frente. Pensando em outra comparação, o que estão fazendo nesse tópico é o mesmo que culpar os professores pela PÉSSIMA educação do Brasil, mesmo sabendo que as condições de trabalho e os seus salários são mais péssimos ainda, concorda?

 

 

Eu evito ao máximo aqui no fórum fazer qualquer comentário com relação à Infraero, e pra ser sincero acho estranho o staff do CR permitir que tantos comentários negativos sejam publicados aqui mesmo que isso seja contra as regras e se o mesmo for feito com qualquer outra empresa, o usuário será punido. Eu não vou entrar no mérito se a empresa é ou não uma boa administradora de aeroportos, vou continuar sem dar a minha opinião, mas eu acho que, se for pra criticar, que critique corretamente para não perder a razão e cometer injustiças com quem não merece. Os problemas que tanto falam de infra-estrutura aeroportuária nesse fórum são de responsabilidade da EMPRESA, e não de seus funcionários. São problemas de quem administra a empresa, e principalmente, são problemas políticos. Conheço pessoas maravilhosas que trabalham na Infraero que não têm culpa dos problemas dos aeroportos, que nada podem fazer, mas que são responsáveis por algumas coisas positivas que acontecem na empresa e que não merecem ser chamadas de acomodadas e de tantas outras coisas que foram ditas aqui...

Link to comment
Share on other sites

A320, eu mesmo já comentei aqui em relação a funcionários da infraero na minha área, e como eles são crucificados por conta do alto escalão, e fui apedrejado de críticas, que era governista (mesmo sem ter votado em ninguem do PT), e vários outros adjetivos.

 

Os funcionários públicos admitidos de 10 anos para cá são muito diferentes do que os mais antigos, só pela peneira que precisam passar para serem aprovados já podem ser considerados vencedores.

 

Eu sou funcionário público e to trabalhando mais de 40 horas extras por mês, tem muito funcionário de empresa privada que n trabalha nem as 40 semanais...

 

E só uma coisa: Infraero é empresa pública e seus funcionários são regidos pelas CLTs, logo eles NÃO tem estabilidade, mesmo tendo sido submetidos a concurso público...

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.


×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade