Jump to content

Caos aéreo - Aeronáutica registra 22 riscos de colisão de aviões até julho


jambock

Recommended Posts

Meus prezados:

Aeronáutica registra 22 riscos de colisão de aviões até julho

sexta-feira, 24 de novembro de 2006 - 01:55 - Câmera 2

Incidentes graves ocorrem quando aviões estão a menos de 300m de distância

Téo Takar

SÃO PAULO - Um relatório do Comando da Aeronáutica, ao qual teve acesso o Jornal Nacional, da Rede Globo, informa que até julho deste ano ocorreram 22 incidentes graves nos céus brasileiros. A Aeronáutica denomina "incidente grave" ocasiões nas quais aeronaves encontram-se em uma distância inferior a 300 metros uma da outra e na qual podem ocorrem colisões entre os aviões.

Em 2005, o número de incidentes graves chegou a 80.

Na noite de 15 de outubro, um destes acidentes poderia ter ocorrido. Dois aviões, um da Gol e outro da TAM, quase colidiram, segundo o documento. Duas semanas após o acidente entre o avião da Gol e o jatinho Legacy, no qual morreram 154 pessoas, um Fokker-100 da TAM e um Boeing da Gol ficaram a pouco mais de 60 metros de distância um do outro. As aeronaves deveriam estar separados por, no mínimo, 300 metros.

O vôo 1805 da Gol, procedente de Porto Alegre, se preparava para pousar no Aeroporto Internacional Tom Jobim, no Rio, enquanto o vôo 3831 da TAM tinha acabado de decolar do Aeroporto Tom Jobim e seguia para Campinas (SP).

No momento da quase colisão, a aeronave da Gol, em descida, estava a 16.100 pés, 200 pés (cerca de 60 metros) acima do Fokker da TAM, a 15.900 pés, e em sentido contrário.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade