Jump to content

Inaugurado novo MOP no Aeroporto de Cuiabá


andrezito12

Recommended Posts

Capacidade do Aeroporto de VG alcança 2,4 milhões

 

aeroporto destaque.jpg

 

Foi inaugurado na tarde desta quarta (30) o Módulo Operacional Provisório (MOP) do Aeroporto Marechal Rondon. Para a sua construção, foram investidos R$ 2,2 milhões e a nova estrutura vai permitir o atendimento de 2,4 milhões de pessoas por ano. Antes do MOP, a capacidade era de 1,7 milhão de passageiros por ano/ano. A nova ala do aeroporto tem ao todo 675 m² e entra em operação com duas novas esteiras de 15m cada uma. A estrutura que começou ser construída em julho deste ano tem como desafio proporcionar mais celeridade ao desembarque de passageiros, área considerada a mais crítica do Aeroporto.

 

Segundo o governador do Estado, Silval Barbosa (PMDB) esta, é a primeira parte da reforma e ampliação que será feita no Aeroporto. “É uma parte importante e que trará mais conforto e comodidade aos passageiros”, pontuou o governador.

 

O presidente da Empresa Brasileira de Infra-estrutura Aeroportuária (Infraero), Antonio Gustavo Matos do Vale, explica que as obras do aeroporto foram divididas em etapas, sendo que o próximo passo prevê o alargamento da pista de desembarque, que deverá ter 23 metros de largura, área exclusiva para voos internacionais, oito novos boxes, quatro novas esteiras e mais uma para desembarque internacional.

 

“As obras desta segunda etapa devem começar no primeiro trimestre de 2012 e o término está previsto para setembro de 2013”, explicou Vale. Ao final desta segunda etapa de obras, que está orçada em R$ 87,5 milhões, o Aeroporto terá a capacidade para atender 5,7 milhões de passageiros/ano.

 

http://www.circuitomt.com.br/editorias/geral/8428-capacidade-do-aeroporto-de-vg-alcanca-24-mi.html

Link to comment
Share on other sites

Só pra ter uma ideia da esteira que tínhamos até ontem:

10042011994.jpg

 

10042011996.jpg

 

É uma diferença absurda.

Igualzinha a atual de Navegantes!

É minuscula esta esteira, até do lado de fora onde o pessoal do handling poe as malas, é minusculo, deve ter uns 1,5 metros de esteira

Realmente é um absurdo

Link to comment
Share on other sites

Esse negocio ta se espalhando igual doença contagiosa.

Ponho minha mão no fogo se todos eles forem realmente provisórios.

brasileiro sempre aceita porcaria!

ta ai o resultado!

 

Isso sim é uma esteira :joinha: :joinha: :joinha: :joinha:

pra mim esteira é isso aqui:

baggage-claim-757172.jpg

 

AIN1217.jpg

Link to comment
Share on other sites

absurda tambem nao, vamos com calma

a nova deve ter mais uns 10 metros no maximo, nao vi grande diferenca. continua em formato de U...

 

Para quem já esteve em Cuiabá, sabe que a mudança foi sim absurda, era humilhante usar um galpão administrativo mal conservado como sala de desembarque.

 

Isso não quer dizer que o terminal novo não deva ser construído...

Link to comment
Share on other sites

Queria saber se um aeroporto de pequeno porte nos EUA ou UE tem um salão de esteiras como o que o Landing postou...

se cuiaba fosse nos eua nao seria um aeroporto de pequeno porte.

nos eua os aeroportos de pequeno porte também nao tem puxadinhos!

 

Isso não quer dizer que o terminal novo não deva ser construído...

aham! vai nessa!

Link to comment
Share on other sites

se cuiaba fosse nos eua nao seria um aeroporto de pequeno porte.

nos eua os aeroportos de pequeno porte também nao tem puxadinhos!

 

 

aham! vai nessa!

 

Landing, sinceramente eu não acho necessário construir um salão de restituição de bagagens desse porte que vc postou na foto em uma cidade com a movimentação de passgeiros de Cuiabá, uma sala dessas seria adequado em aeros como GIG, GRU e BSB, até por que para esse sistema que vc postou é necessária a criação de niveis intermediários e sistemas mais completos de caminho das esteiras entre o pátio até a sala o que se justifica em aeroportos que operam dezenas de voos simultâneamente e não em uma cidade que apesar de ser referência no agronegócio não tem uma demanda tão intensa.

 

Não estou questionando o puxadinho, e sim o espaço e o tipo de esteira utilizado, para Cuiabá eu vejo como suficiente, claro que o correto seria que essa estrutura estivesse inserida em um terminal completo com mais check ins e pontes de embarque, que são os problemas mais crônicos de CGB.

Link to comment
Share on other sites

 

Landing, sinceramente eu não acho necessário construir um salão de restituição de bagagens desse porte que vc postou na foto em uma cidade com a movimentação de passgeiros de Cuiabá, uma sala dessas seria adequado em aeros como GIG, GRU e BSB, até por que para esse sistema que vc postou é necessária a criação de niveis intermediários e sistemas mais completos de caminho das esteiras entre o pátio até a sala o que se justifica em aeroportos que operam dezenas de voos simultâneamente e não em uma cidade que apesar de ser referência no agronegócio não tem uma demanda tão intensa.

 

Não estou questionando o puxadinho, e sim o espaço e o tipo de esteira utilizado, para Cuiabá eu vejo como suficiente, claro que o correto seria que essa estrutura estivesse inserida em um terminal completo com mais check ins e pontes de embarque, que são os problemas mais crônicos de CGB.

 

 

Mr Loner, um exemplo de aeroporto pequeno nos EUA e que eu gosto de usar como referência é o Sarasota-Bradenton International Airport, nos estado da Florida.

 

Esse aeroporto atende basicamente a duas regiões: Sarasota County e Manatee County. A população total da região que atende não passa de 750.000 habitantes. Em 2010 o aeroporto teve um movimento de 1.332.680 passageiros e 101.891 movimentos de aeronaves. Até o fim de Outubro de 2011 o movimento de passageiros foi de 1.314.875 passageiros e 100.062 movimentos de aeronaves.

 

Olhe a estrutura do aeroporto:

 

- 1 terminal com 14 gates (fingers)

- 2 pistas asfaltadas, uma com 2896m e ILS em ambas as cabeceiras e outra com 1527m.

- Recebe voos regulares year-round de 4 companhias aéreas (AirTran, Delta, Jetblue e US Airways) e e na alta temporada recebe mais alguns voos charters

- O terminal é amplo, bonito, confortável e possui tudo que um aeroporto normal deve ter: lojas com souvenirs, revistas, livros, jornais e outras besteiras que essas lojinhas de aeroportos gostam de vender. Possui 2 restaurantes completos e mais outras lojas estilo cafés, como Dunkin Donuts, Starbucks Coffee e etc.

- A área de desembarque e restituição de bagagens são boas, muito melhores que a qualquer aeroporto de cidades como Cuiabá, Campo Grande, São Luis, Teresina, Macapá, etc.

- Ainda alugam salas para reuniões e conferências.

- E permitem que você pare por 20min de graça no estacionamento para pegar passageiros ou acompanhá-los no embarque!!!

 

Falo isso, porque já morei em Sarasota e utilizei o aeroporto. Ele dá um banho na maior parte dos aeroporto brasileiros. E isso que atende uma população pequena lá.

 

Concordo que o MOP de Cuiabá melhora bastante a situação do aeroporto, mas infelizmente estamos muito atrás da situação ideal. MOPs são soluções paliativas, não acabam com o problema, somente o postergam. É preciso obras consistentes de ampliação, que realmente transformem o aeroporto.

 

Infelizmente não tenho fotos do terminal.

Link to comment
Share on other sites

A piada maior é o seguinte, não precisamos nem chegar no mérito da necessidade. A maioria dos aeroportos do Brasil são de uma tecnologia da década de 30. Nada mais faz sentido nesses terminais. O fluxo é outro, o volume de passageiros é outro, utiliza-se outros métodos para os quais a estrutura não está preparada, são outros modelos de aeronaves, até mesmo a parte comercial é totalmente diferente, as estratégias são outras. Como defender um terminal como o de Cuiabá, que não é antigo, mas é tão ultrapassado quanto os outros? Ele é comparado a rodoviária da cidade.

 

O Brasil não tem um aeroporto sequer que podemos dizer que está alinhado com as tecnologias e conceitos dos últimos 5 ou 10 anos. Eu sinceramente não sei porque a Infraero participa todo ano das feiras de infra-estrutura e tecnologia de aeroportos, e ainda tem a ousadia de ministrar palestra, sendo que nada do básico é aplicado no país. Não se utiliza nada de moderno, desde o conforto do passageiro até áreas básicas como segurança. O item mais moderno que se acha nos terminais dela são os painéis de LCD, que também são utilizados para exibição de peças comerciais.

Link to comment
Share on other sites

 

 

Mr Loner, um exemplo de aeroporto pequeno nos EUA e que eu gosto de usar como referência é o Sarasota-Bradenton International Airport, nos estado da Florida.

 

Esse aeroporto atende basicamente a duas regiões: Sarasota County e Manatee County. A população total da região que atende não passa de 750.000 habitantes. Em 2010 o aeroporto teve um movimento de 1.332.680 passageiros e 101.891 movimentos de aeronaves. Até o fim de Outubro de 2011 o movimento de passageiros foi de 1.314.875 passageiros e 100.062 movimentos de aeronaves.

 

Olhe a estrutura do aeroporto:

 

- 1 terminal com 14 gates (fingers)

- 2 pistas asfaltadas, uma com 2896m e ILS em ambas as cabeceiras e outra com 1527m.

- Recebe voos regulares year-round de 4 companhias aéreas (AirTran, Delta, Jetblue e US Airways) e e na alta temporada recebe mais alguns voos charters

- O terminal é amplo, bonito, confortável e possui tudo que um aeroporto normal deve ter: lojas com souvenirs, revistas, livros, jornais e outras besteiras que essas lojinhas de aeroportos gostam de vender. Possui 2 restaurantes completos e mais outras lojas estilo cafés, como Dunkin Donuts, Starbucks Coffee e etc.

- A área de desembarque e restituição de bagagens são boas, muito melhores que a qualquer aeroporto de cidades como Cuiabá, Campo Grande, São Luis, Teresina, Macapá, etc.

- Ainda alugam salas para reuniões e conferências.

- E permitem que você pare por 20min de graça no estacionamento para pegar passageiros ou acompanhá-los no embarque!!!

 

Falo isso, porque já morei em Sarasota e utilizei o aeroporto. Ele dá um banho na maior parte dos aeroporto brasileiros. E isso que atende uma população pequena lá.

 

Concordo que o MOP de Cuiabá melhora bastante a situação do aeroporto, mas infelizmente estamos muito atrás da situação ideal. MOPs são soluções paliativas, não acabam com o problema, somente o postergam. É preciso obras consistentes de ampliação, que realmente transformem o aeroporto.

 

Infelizmente não tenho fotos do terminal.

 

 

Claro vc está certo.

 

Eu não acho que o mop é uma solução, mas dizer que ele não melhorou quase nada no quadro atual é completa falta de conhecimento do aero de CGB que eu utilizo bastante por ter parentes lá.

 

Vi as fotos do aero, ele lembra um pouco SSA principalmente pela posição do pier em diagonal perante o terminal. (ou ao check in do terminal).

 

Com certeza CGB está longe disso, mas o que quis dizer é que n se justifica um salão como o landing postou com 8 esteiras em patamar médio para um aero de uma cidade de 500 mil habitantes, assim como a própria imagem da sala de restituição desse aero, que apesar de ser melhor e mais ampla que CGB nem de longe tb chega a da imagem que ele postou (e nem justifica).

 

O melhor site pra quem quiser ver as fotos é esse: http://www.bridgeandtunnelclub.com/bigmap/outoftown/florida/sarasota/airport/index.htm.

Link to comment
Share on other sites

mas dizer que ele não melhorou quase nada no quadro atual é completa falta de conhecimento do aero de CGB

melhorou claro!

melhorou para o dono da emprenteira que hiperfaturou a obra!

melhorou para o politico parente da empreteira que ganho um por fora!

melhorou para o politico que inaugurou o puxadinho e garantiu uns votos de uns espertos.

e melhorou logico para o governo que fez um engana troxa ao custo de uma soluçao definitiva e ainda tirou o dele da reta.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade