Jump to content

Lufthansa estuda voar o airbus 380 para o Brasil.


darkstar

Recommended Posts

O Estado de S.Paulo

31 de janeiro de 2012 | 3h 04

Lufthansa estuda voar com o A380 para o Brasil

GLAUBER GONÇALVES / RIO - O Estado de S.Paulo

 

A companhia aérea alemã Lufthansa estuda utilizar o superjumbo A380 no Brasil. Inicialmente, a empresa vê possibilidade de voar com o avião de grande porte nas rotas entre São Paulo e Frankfurt ou Munique, destinos para os quais já voa com aviões menores. No entanto, ainda não há uma decisão sobre o assunto.

 

No fim do ano passado, a empresa consultou a Infraero sobre a possibilidade de pousar e decolar com o avião em Guarulhos. As conversas, porém não foram adiante, já que a estatal teria respondido que, para suportar o maior avião de passageiros do mundo, o aeroporto precisaria de obras, disse ontem o diretor de comunicação da empresa para a América Latina, Jörg Waber.

 

"Seria preciso fazer ajustes na pista e na infraestrutura dos terminais", explicou. Segundo ele, a Infraero também informou que havia restrições de horários para a utilização do A380, o que, no momento, não atenderia às necessidades da Lufthansa.

 

A estatal informou ontem, no entanto, que agora Guarulhos já está pronto para receber o avião. Além disso, de acordo com a empresa, um dos objetivos do alargamento da pista do Galeão, no Rio, é permitir o pouso do A380.

 

Enquanto não define os planos para o A380 no Brasil, a Lufthansa amplia a oferta de assentos no País. Em março, acrescenta mais uma frequência à rota Rio-Frankfurt, passando a voar seis vezes por semana entre as cidades.

 

<a href="http://www.aeronautas.aero/aeroclipping/1305-aeroclipping-3o-feira-31-janeiro-2012-ano-x-no-22.html#inicio">sobe

Link to comment
Share on other sites

Porque não colocamos um tópico fixo sobre "estudos de A380 da LH no Brasil"? Deve ter uns 50 tópicos iguais já. A Lufthansa e a Emirates devem ter assessores em dedicação exclusiva pra lançar notas semanais disso.

Link to comment
Share on other sites

O Estado de S.Paulo

31 de janeiro de 2012 | 3h 04

Lufthansa estuda voar com o A380 para o Brasil

GLAUBER GONÇALVES / RIO - O Estado de S.Paulo

 

A companhia aérea alemã Lufthansa estuda utilizar o superjumbo A380 no Brasil. Inicialmente, a empresa vê possibilidade de voar com o avião de grande porte nas rotas entre São Paulo e Frankfurt ou Munique, destinos para os quais já voa com aviões menores. No entanto, ainda não há uma decisão sobre o assunto.

 

No fim do ano passado, a empresa consultou a Infraero sobre a possibilidade de pousar e decolar com o avião em Guarulhos. As conversas, porém não foram adiante, já que a estatal teria respondido que, para suportar o maior avião de passageiros do mundo, o aeroporto precisaria de obras, disse ontem o diretor de comunicação da empresa para a América Latina, Jörg Waber.

 

"Seria preciso fazer ajustes na pista e na infraestrutura dos terminais", explicou. Segundo ele, a Infraero também informou que havia restrições de horários para a utilização do A380, o que, no momento, não atenderia às necessidades da Lufthansa.

 

A estatal informou ontem, no entanto, que agora Guarulhos já está pronto para receber o avião. Além disso, de acordo com a empresa, um dos objetivos do alargamento da pista do Galeão, no Rio, é permitir o pouso do A380.

 

Enquanto não define os planos para o A380 no Brasil, a Lufthansa amplia a oferta de assentos no País. Em março, acrescenta mais uma frequência à rota Rio-Frankfurt, passando a voar seis vezes por semana entre as cidades.

 

<a href="http://www.aeronautas.aero/aeroclipping/1305-aeroclipping-3o-feira-31-janeiro-2012-ano-x-no-22.html#inicio">sobe

 

 

Se a Infraero diz que está pronto, então temos um aeroporto pronto. Adorei a construtora que eles utilizaram para as reformas:

 

- Não ocupa espaços;

- São transparentes (ninguém os vê);

- Fizeram tudo em tão pouco tempo;

- Não atrapalharam em nada o fluxo do aeroporto.

 

Enfim, que construtora fantástica.

Link to comment
Share on other sites

Porque não colocamos um tópico fixo sobre "estudos de A380 da LH no Brasil"? Deve ter uns 50 tópicos iguais já. A Lufthansa e a Emirates devem ter assessores em dedicação exclusiva pra lançar notas semanais disso.

Já vi da Air France também!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DENOVO? Fala sério! Querem empurrar sempre, direto o A380 no Brasil, e ainda não se tocaram que isso é impossível no momento!

Link to comment
Share on other sites

Pela primeira vez apareceu a info de que realmente é necessário implementar melhorias na pista e terminal.

O que houve com a constante mensagem da Infraero de que está pronta e isso e aquilo ?

 

No Rio fazem obras, em São Paulo não precisa mesmo ?

 

Enquanto isso, em silêncio a Air France vai se movendo...... a cia nunca falou nada em publico sobre operar com os jatos.... o pedido oficial a Infraero e que ocasionou as obras.... dizem que partiu de Paris.

Link to comment
Share on other sites

Pela primeira vez apareceu a info de que realmente é necessário implementar melhorias na pista e terminal.

O que houve com a constante mensagem da Infraero de que está pronta e isso e aquilo ?

 

No Rio fazem obras, em São Paulo não precisa mesmo ?

 

Enquanto isso, em silêncio a Air France vai se movendo...... a cia nunca falou nada em publico sobre operar com os jatos.... o pedido oficial a Infraero e que ocasionou as obras.... dizem que partiu de Paris.

Ja pensou num espaço de 2 anos a AF operando o A380 na rota GIG-CDG .Seria glorioso um voo diario da AF com esse imponente aviao em solo carioca.Entretanto necessita o alargamento das pistas do GIG e a adaptaçao dos fingers para conectar nesses gigantes dos ares .

Link to comment
Share on other sites

Sobre o A380 (minha opinião. Não ataque pedras...rs)

 

LH - Desesperada para mandar o A380 para GRU, tirando o A346 do GRU-MUC e colocando um A332 na rota. Tem cidade precisando mais urgentemente de A346.

AF - Desesperada para mandar o A380 para GRU e GIG. Afinal, é melhor você reservar 4 aeronaves do que 8 para duas cidades.

EK - Não sei ao certo. Nem sei se lotaria no GRU-DXB. Já vi este vôo sair com 90 PAX uma vez. Porém, a EK deve ter um bom motivo. Deve ter alguma coisa a ver com Marketing.....Eles são mestres nisso.

 

E não se esqueçam....no Brasil, nem sempre querer é poder.

 

Abcs.

Link to comment
Share on other sites

Sobre o A380 (minha opinião. Não ataque pedras...rs)

 

LH - Desesperada para mandar o A380 para GRU, tirando o A346 do GRU-MUC e colocando um A332 na rota. Tem cidade precisando mais urgentemente de A346.

AF - Desesperada para mandar o A380 para GRU e GIG. Afinal, é melhor você reservar 4 aeronaves do que 8 para duas cidades.

EK - Não sei ao certo. Nem sei se lotaria no GRU-DXB. Já vi este vôo sair com 90 PAX uma vez. Porém, a EK deve ter um bom motivo. Deve ter alguma coisa a ver com Marketing.....Eles são mestres nisso.

 

E não se esqueçam....no Brasil, nem sempre querer é poder.

 

Abcs.

 

Vamos lá:

LH - MUC - FRA tem que ser feito de A346, a LH não possui A332, mas A333. Outras cidades precisando de A346? Em qual mercado? Observe que na Am.Latina, todas as rotas da LH são feitas com A346. FRA-BOG, FRA-CCS e MUC-GRU.

Mais possível o uso do 747-8I na rota FRA-GRU, ao menos é minha aposta.

 

AF- Ela só não joga o A380 para o GIG por um motivo, definir o traçado de taxi para a aeronave e da logistica que a mesma depende.

 

EK- Se tivesse a oportunidade de locar o A380 em GRU, já estaria na rota, acredite!!

 

Quanto ao A380 no Brasil, o problema, não é tão operacional em termos de pista e taxiway, mas sim da logistica de embarque e desembarque dos pax provenientes da aeronave, serviço de catering.

Vejam não temos no momento nenhuma empresa de Catering que disponibiliza caminhões que alcance o deck superior do A380.

 

O problema são os terminais de passageiros, como alocar 500 e poucas pessoas em horário de pico?

Nem GRU, nem GIG tem condições, em horários alternativos existe a possiblidade, leaia-se madrugada.

Onde está os gates triplos? Não temos.

 

Agora operacionalmente, pista temos, taxiways precisam de ajustes, cito o exemplo do atual aeroporto que possui o maior movimento de A380 no momento: Londres Heathrow(LHR) existem cartas especificas de taxi para o A380, nem todas as txwys são para o A380, assim como piers exclusivos para a operação do mesmo, com a base do pavimento do patio mais resistente, dutos de combustivel preparados para a aeronave e o famoso gate triplo, dois para o Main deck e um para o Upper deck.

O mesmo exemplo se aplica ao aeroporto de Manchester(MAN).

 

Então o problema principal para a operação do A380 aqui no Brasil se chama terminal de passageiros - TPS.

TPS pronto para o A380 não temos!!

Link to comment
Share on other sites

De fato o GIG vai estar preparado para o A380 em outubro.

A AF tem planos de usar o A380 para o Brasil no inverno IATA 2012/2013. É fato que a empresa vai inclusive incrementar a oferta de assentos na GIG-CDG em duas fases a frente. A primeira é o B747 de volta. Vai ser um belo trabalho de marketing do jeito que os franceses sabem fazer. Primeiro estão tirando a imagem de problemas dos 747, com os modernos 77W. Ai reformam 2 B747-400 que estarão "estado da arte" e re-introduzem a idéia do jumbo.... o próximo passo deve começar em fins de 10/2012. Quem viver... verá... espero.

 

LH precisa de A380 ? A própria LH sabe que tem ainda paliativo para FRA e MUC. MUC poderia ter um 747-400, e FRA vai ter ampliação de capacidade via GIG (primeiro A343 diário, depois A346 noturno... ).

 

EK, sendo sincero. Se existia foco no A380 seria como diferencial contra a Qatar e antes de incrementar a oferta para o Brasil. Hoje só faz sentido para ser diferencial e tentar conquistar a preferência. Eu ainda acho que tem mais chance de ver um 772LR de volta do que o A380. Na minha visão , GIG / GRU e EZE deveriam ser 3 rotas com 3 B772LR

Link to comment
Share on other sites

De fato o GIG vai estar preparado para o A380 em outubro.

A AF tem planos de usar o A380 para o Brasil no inverno IATA 2012/2013. É fato que a empresa vai inclusive incrementar a oferta de assentos na GIG-CDG em duas fases a frente. A primeira é o B747 de volta. Vai ser um belo trabalho de marketing do jeito que os franceses sabem fazer. Primeiro estão tirando a imagem de problemas dos 747, com os modernos 77W. Ai reformam 2 B747-400 que estarão "estado da arte" e re-introduzem a idéia do jumbo.... o próximo passo deve começar em fins de 10/2012. Quem viver... verá... espero.

 

LH precisa de A380 ? A própria LH sabe que tem ainda paliativo para FRA e MUC. MUC poderia ter um 747-400, e FRA vai ter ampliação de capacidade via GIG (primeiro A343 diário, depois A346 noturno... ).

 

EK, sendo sincero. Se existia foco no A380 seria como diferencial contra a Qatar e antes de incrementar a oferta para o Brasil. Hoje só faz sentido para ser diferencial e tentar conquistar a preferência. Eu ainda acho que tem mais chance de ver um 772LR de volta do que o A380. Na minha visão , GIG / GRU e EZE deveriam ser 3 rotas com 3 B772LR

 

Lipe a Lufthansa não coloca 747 na base de Munique, vôos de lá apenas com A340-300/600 e A330-300 seja para quaisquer mercado.

747, somente FRA.

Link to comment
Share on other sites

numa rapida comparação, nossos aeroportos se assemelham as ruas de bairros populosos das grandes cidades: estreita, cheia de gente e carros, esburacada, mal sinalizada, pouco espaço e sem perspectiva de melhoria efetiva!

Link to comment
Share on other sites

AF- Ela só não joga o A380 para o GIG por um motivo, definir o traçado de taxi para a aeronave e da logistica que a mesma depende.

 

Mais de uma vez a AF quase trouxe o A380 para demonstração substituindo o 744 num único dia. As rotas de táxi e os gates para o A380 já estão definidas e a obra em curso é para que o GIG funcione como em Miami: rotas de táxi específicas e com follow me, bem como vistorias antes e depois da operação do mesmo.

 

No GIG, no T1 a AF sai do horário de pico atualmente, mas se o voo voltar a sair antes das 17h, neste horário só sai o Alitalia e um 763 da Lan. Agora, se continuar depois das 17h, o bicho pega, pq tem dia que tem TAAG, tem um A319 da LAN e aí complica. O 744 levava 400 pax e o A380 levará pouco mais de 500, certo? Dependendo do gate a ser utilizado, a Infraero pode utilizar o esquema das portas de vidro e aumentar o embarque internacional tirando uma posição do doméstico. Inevitável dizer que necessitaria do uso das duas pontes para embarcar esse povo todo rapidamente.

Link to comment
Share on other sites

Mas em relação a GRU, com a realização da concessão à iniciativa privada, será que as citadas deficiências que atualmente impedem a operação do A380 poderão ser rapidamente eliminadas ? Podemos contar com esta possibilidade ?

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade