Jump to content

[VCP]Triunfo desconhece regras básicas de edital de aeroportos


Renan - SAO

Recommended Posts

O presidente da Triunfo Investimentos e Participações, que arrematou o aeroporto de Campinas, demonstrou pouca familiaridade com princípios básicos do edital e com a realidade das obras que terá de realizar. Em conversa com analistas, Carlo Bottarelli disse que os investimentos estão condicionados à demanda. "Se não tiver demanda, não tem investimento."

 

O edital estabelece que o risco de demanda (ou seja, se a demanda prevista pelo governo não se concretizar) é do operador. E que ele está obrigado a investir, independentemente da demanda, até o fim da concessão --em 30 anos, no caso de Viracopos.

 

Depois, em entrevista telefônica com jornalistas, Bottarelli foi questionado pela Folha se construiria a terceira pista mesmo se a demanda de 90 milhões de passageiros/ano, prevista para 2042, não se concretizasse. Ele reiterou que o investimento estaria atrelado à demanda.

 

Minutos depois do término da entrevista, porém, ele procurou a Folha para esclarecer que, sim, serão feitos os investimentos na terceira pista, independentemente da demanda realizada.

 

A obrigatoriedade de investir numa terceira pista foi um dos motivos que afugentaram investidores. Dos três, Campinas foi o que menos recebeu propostas: quatro, ante oito para Brasília e dez para Guarulhos.

 

A obra requer uma grande movimentação de terra por se tratar de terreno acidentado. À Folha Bottarelli demonstrou desconhecer a complexidade da obra. "Não creio que deve movimentar muita terra. É uma área plana."

 

Bottarelli disse ainda que não vê complexidade na operação de aeroportos. "É diferente de um foguete. É alocação de espaço, de custo e de receita imobiliária. É como shopping."

 

http://www1.folha.uol.com.br/mercado/1046032-triunfo-desconhece-regras-basicas-de-edital-de-aeroportos.shtml

Link to comment
Share on other sites

Conhecer as regras é óbvio que o grupo conhece, me parece é que o executivo estava mal preparado para conceder essa entrevista. É uma questão de lógica, independente do interesse do governo, ninguém entra num projeto sem conhecê-lo. Mesmo que não houvesse exigência de investimento algum, o cara tem que saber como e onde ele pode ganhar dinheiro, maximizar as receitas, etc.

Link to comment
Share on other sites

Concordo com o E175. O sujeito é presidente da empresa, deve ter uma penca de outros empreendimentos semelhantes, não precisa ter na cabeça os detalhes de cada um (e duvido que alguém na posição dele tenha). Simplesmente foi dar a entrevista sem preparar-se previamente.

 

E quanto à parte final, até concordo com ela, apesar de simplista. Não é tarefa mais complexa já oferecida ao ser humano administrar um aeroporto, basta seriedade e competência que o negócio anda.

Link to comment
Share on other sites

Concordo com o E175. O sujeito é presidente da empresa, deve ter uma penca de outros empreendimentos semelhantes, não precisa ter na cabeça os detalhes de cada um (e duvido que alguém na posição dele tenha). Simplesmente foi dar a entrevista sem preparar-se previamente.

 

E quanto à parte final, até concordo com ela, apesar de simplista. Não é tarefa mais complexa já oferecida ao ser humano administrar um aeroporto, basta seriedade e competência que o negócio anda.

Bom, eu acho que um presidente de uma empresa deste porte, quando se dispõe a falar com a imprensa em uma coletiva a respeito de um determinado assunto, deveria se preparar antes. Foram eles que convocaram a imprensa. Depois ficam divulgando nota contestando a análise do mercado de que são aventureiros. Sem falar que eles já arremataram um negócio e não levaram (Rodovia Ayrton Senna) por falta de garantias....

 

Se este não é o maior projeto da Triunfo, está entre os maiores e é o projeto do momento. Se ele não sabe detalhes que parecem básicos, tem algo muito errado nisso ai. Dizer que pretende fazer obra mais barata do que o previsto, aumentar receitas, etc, etc, tudo bem. Mas não saber que ele é obrigado a realizar determinadas obras é demais.

 

Ou então tem algo mais ai, tal como as rodovias concedidas no governo Lula que estão EXTREMAMENTE atrasadas em seus cronogramas e até agora o Estado nada fez para exigir o cumprimento do contrato....

Link to comment
Share on other sites

Já deu pra sacar qual é a dos caras né?

Se não tiver demanda... pulam fora. Simples assim. Perdem a concessão mas... e daí? Não estava dando lucro mesmo. Agora, se der lucro, aí sim vão querer manter a concessão.

 

Comprometimento zero.

Link to comment
Share on other sites

A obra requer uma grande movimentação de terra por se tratar de terreno acidentado. À Folha Bottarelli demonstrou desconhecer a complexidade da obra. "Não creio que deve movimentar muita terra. É uma área plana."

 

 

Coitado, esse cara nem foi ver o que ia comprar/comprou....Eu estive em VCP ano passado e fiquei impressionado com o desnível da pista em relação ao terreno ao lado. Aí não entendi como falam que VCP tem muito terreno pra expandir....o que vai ter que levar de aterro pra subir o entorno do aeroporto......

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade