Jump to content

Brasil tem 9 das 40 principais rotas de LISboa


Jopeg

Recommended Posts

Caros,

 

In Presstur:

 

 

Apesar de queda de tráfego

Brasil tem 9 das 40 principais rotas de Lisboa

É o mercado mais presente no Top40 em Janeiro

 

Presstur 15-02-2012 (17h01)

 

O tráfego de e para o Brasil teve uma queda de 1,5% em Janeiro no Aeroporto de Lisboa, com decréscimos em todas as ligações “tradicionais”, mas ainda assim o mercado brasileiro é o que tem maior presença no Top40 das rotas de e para a capital portuguesa.

Esta preponderância do Brasil, que também se deve ao facto de no Hemisfério Norte ser época baixa, o que leva a que designadamente as rotas europeias tenham menos tráfego, leva a que o mercado brasileiro tenha sido em Janeiro a segunda principal origem/destino internacional de passageiros no Aeroporto de Lisboa, com 127.827, menos de dez mil abaixo da vizinha Espanha.

 

Os dados a que o PressTUR teve acesso mostram que, no entanto, Janeiro de 2012 ficou abaixo de 2011, com uma queda de 1,5% ou cerca de 1,9 mil passageiros nas rotas do Brasil, e que foi a nova linha da TAP para Porto Alegre, inaugurada em Junho passado, que impediu uma queda maior.

As oito rotas do Brasil que a TAP tem há mais tempo e que figuram no Top40 tiveram em Janeiro um decréscimo médio do número de passageiros em cerca de 5,8%, a que se somou uma queda de 41% nos charters de Salvador e Natal.

 

Os dados a que o PressTUR teve acesso indicam que em voos regulares ocorreram quedas de 0,3% (menos cerca de 20 passageiros, para 7,8 mil) nas ligações com Natal, 2% (menos cerca de 250, para 12,38 mil) na linha de Brasília, 2,4% (menos cerca de 260, para 10,7 mil) na linha de Belo Horizonte, 4,3% (menos cerca de 610, para 13,59 mil) na linha de Fortaleza, 6,3% (menos cerca de 890, para 13,18 mil) na linha de Recife, 9,8% (menos cerca de 1,4 mil, para 12,6 mil) na linha de Salvador, 5,9% (menos cerca de 1,5 mil, para 23,68 mil) na linha de São Paulo - Guarulhos e 9,1% (menos cerca 2,2 mil, para 21,66 mil) na linha do Rio de Janeiro.

 

A estas quedas somaram-se decréscimos nos charters de Salvador, em 29% (menos cerca de 190, para 467), e Natal, em 54,6% (menos cerca de 320, para 265), que foram os voos de regresso das operações de réveillon, trazendo para Portugal os turistas portugueses que fizeram o fim do ano no Brasil e levando para o Brasil os brasileiros que optaram pelo fim do ano em Portugal.

 

Essas oito rotas regulares e os dois charters somaram 116,38 mil passageiros, o que significava uma queda de 6,1% ou cerca de 7,6 mil passageiros.

 

A compensar parcialmente esse decréscimo esteve o facto de os voos de Porto Alegre, que ainda não existiam em Janeiro de 2011, este ano terem transportado 6,3 mil passageiros, o que só por si atenuou a queda do Brasil para 1% ou cerca de 1,25 mil passageiros.

 

Estes dados, por outro lado, permitem calcular que nos voos de Campinas - Viracopos, que é a única rota regular com o Brasil que não figura no Top40, tiveram em Janeiro aproximadamente 5,1 mil passageiros, em queda de 11,9% ou cerca de 690, e daí que a queda do tráfego total de e para o Brasil tenha ficado em 1,5% ou cerca de 1,9 mil passageiros.

 

 

Um abraço português,

 

Jopeg

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade