Jump to content

Esquadrilha de Patos fazendo um ILS em Chicago


sinico.aeronauta

Recommended Posts

Muito bom! Parabéns para os patos pela aproximação por instrumentos! :lol:

 

Aproveitando, quem é de Porto Alegre deve saber, mas um cmte certa vez me disse que havia um bando de pássaros por lá (isso há bastante tempo, se não me engano lá pela década de 90) que ele gostava de ficar reparando quando passava pelo aeroporto.

 

Segundo ele de todas as vezes que os viu decolar eles jamais cruzaram a pista, sempre realizando a decolagem com entrada na perna do vento para se afastar do aeroporto. :)

 

Pelo jeito eles também conheciam as cartas!

 

Um abraço.

Link to comment
Share on other sites

não seria uma revoada de patos?

Seria se levarmos ao pé da letra.

 

Se considerarmos que estamos em um fórum de aviação, o título pode ser considerado uma alusão.

 

Há que se considerar também que nosso amigo sinico.aeronauta está há muitos anos vivendo na Itália, e o próprio já deixou claro em outras postagens que às vezes lhe faltam as palavras em português.

 

Mas independente disso, revoada ou esquadrilha poderá ser usado a depender do contexto.

 

Um abraço.

Link to comment
Share on other sites

Imagino o controle pedindo redução de velocidade a fim de manter separação com esquadrilha de patos full ILS

 

Imagino o controle pedindo redução de velocidade a fim de manter separação com esquadrilha de patos full ILS

 

Negativo!

 

A manobra teria que ser evasiva. Pelo site, os patos estavam outbound no localizer. Em suma, eles fizeram um localizer back course e fizeram a arremetida mantendo proa, coisa que tem muito aviador que faz no simulador. Arremeter em frente sem coordenar é grave.

 

Pode isso, Arnaldo?

 

A regra é clara! O erro foi dos patos, nesse caso, pois se valeram da carteira emitida pelo Ibama e arremeteram em frente, sem coordenação e descumprindo a carta.

 

Certo foi o aviador que os reportou via fonia, fazendo um excelente Pirep e escreveu os patos no ASRS - Afiation Safety Report System. Os patos deliberadamente desligaram o transponder, afetando a operação do DCAS - Duck Collision Avoiding System.

 

Os patos tentaram responde com um Duckrep, mas foi em vão. Serão todos enviados para Belém para virar pato-no-tucupi!

 

Esses patos são mesmos irresponsáveis. Eles voam no céu do mundo todo, inclusive o Brasil! :rage:

 

Abraços,

 

Sydy

Link to comment
Share on other sites

Negativo!

 

A manobra teria que ser evasiva. Pelo site, os patos estavam outbound no localizer. Em suma, eles fizeram um localizer back course e fizeram a arremetida mantendo proa, coisa que tem muito aviador que faz no simulador. Arremeter em frente sem coordenar é grave.

 

Pode isso, Arnaldo?

 

A regra é clara! O erro foi dos patos, nesse caso, pois se valeram da carteira emitida pelo Ibama e arremeteram em frente, sem coordenação e descumprindo a carta.

 

Certo foi o aviador que os reportou via fonia, fazendo um excelente Pirep e escreveu os patos no ASRS - Afiation Safety Report System. Os patos deliberadamente desligaram o transponder, afetando a operação do DCAS - Duck Collision Avoiding System.

 

Os patos tentaram responde com um Duckrep, mas foi em vão. Serão todos enviados para Belém para virar pato-no-tucupi!

 

Esses patos são mesmos irresponsáveis. Eles voam no céu do mundo todo, inclusive o Brasil! :rage:

 

Abraços,

 

Sydy

 

No Brasil eles são mais marrentos, se acham stealth e pedem pra ser chamados de urubu

Link to comment
Share on other sites

Muito bom! Parabéns para os patos pela aproximação por instrumentos! :lol:

 

Aproveitando, quem é de Porto Alegre deve saber, mas um cmte certa vez me disse que havia um bando de pássaros por lá (isso há bastante tempo, se não me engano lá pela década de 90) que ele gostava de ficar reparando quando passava pelo aeroporto.

 

Segundo ele de todas as vezes que os viu decolar eles jamais cruzaram a pista, sempre realizando a decolagem com entrada na perna do vento para se afastar do aeroporto. :)

 

Pelo jeito eles também conheciam as cartas!

 

Um abraço.

Fato.

 

Apesar de ter dúvidas quanto a serem patos (são marrons) eles sempre passavam a noite no mato próximos aos hangares e decolvam sempre com proa sul.

Link to comment
Share on other sites

Full Ils?

 

Negativo...

 

Eles estavam half-ils :rage:

 

Se estavam no loc somente e não no Glide, então a nossa veia artístico-aeronáutica nos permite dizer que era somente half-ils....

 

:coolface:

 

Abcs,

 

Sydy

Link to comment
Share on other sites

Negativo!

 

A manobra teria que ser evasiva. Pelo site, os patos estavam outbound no localizer. Em suma, eles fizeram um localizer back course e fizeram a arremetida mantendo proa, coisa que tem muito aviador que faz no simulador. Arremeter em frente sem coordenar é grave.

 

Pode isso, Arnaldo?

 

A regra é clara! O erro foi dos patos, nesse caso, pois se valeram da carteira emitida pelo Ibama e arremeteram em frente, sem coordenação e descumprindo a carta.

 

Certo foi o aviador que os reportou via fonia, fazendo um excelente Pirep e escreveu os patos no ASRS - Afiation Safety Report System. Os patos deliberadamente desligaram o transponder, afetando a operação do DCAS - Duck Collision Avoiding System.

 

Os patos tentaram responde com um Duckrep, mas foi em vão. Serão todos enviados para Belém para virar pato-no-tucupi!

 

Esses patos são mesmos irresponsáveis. Eles voam no céu do mundo todo, inclusive o Brasil! :rage:

 

Abraços,

 

Sydy

 

kkkkkkkkkkkkkkkkkk.... me acabei de tanto rir com sua descrição Sydy. :joinha: :rotflol:

Link to comment
Share on other sites

Primeiro mundo é outra coisa... enquanto lá tem ILS até para pato aqui sofremos com a falta dele em grande parte dos aeroportos...

 

Mobral da história: Em terra de ANAC e Infraero, os patos somos nós...

 

...começou rs

Link to comment
Share on other sites

 

kkkkkkkkkkkkkkkkkk.... me acabei de tanto rir com sua descrição Sydy. :joinha: :rotflol:

 

Muito obrigado, mas o post necessitava de um parecer técnico.

 

É uma questão geográfica-cultural. Aqui os patos sabem dançar e dão baile na Infraero, lá são excelente ave-adores e fazer até ils backcourse!

 

Abraços,

 

Sydy

Link to comment
Share on other sites

Muito obrigado, mas o post necessitava de um parecer técnico.

 

É uma questão geográfica-cultural. Aqui os patos sabem dançar e dão baile na Infraero, lá são excelente ave-adores e fazer até ils backcourse!

 

Abraços,

 

Sydy

 

Verdade, aqui os patos somos nós como bem falou o Kodiak logo mais acima, até baile de patinhos estamos levando, eita nóis! :facepalm:

Link to comment
Share on other sites

Os pombos de Uberaba sempre fazem Pilofe com curva à direita na final da RWY35, sem interferir com o eixo quando pousam na área gramada.

Já os Carcará mantem posição no ponto de espera, aguardando o tráfego na final, sempre! :)

 

Legal mesmo é quando a FLAK do COA entra em ação... dispersão, poleiro e depois reagrupam! Fantástico! :D

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade