Jump to content

Galeão e Curitiba terão novo radar de movimentação para áreas operacionais


marcelo carvalho

Recommended Posts

A Infraero vai abrir no dia 13/4 uma concorrência internacional para instalar os novos sistemas de orientação e controle de movimentação de aeronaves e veículos em superfície para os aeroportos do Galeão e de Curitiba/São José dos Pinhais. Ao todo, R$ 27,2 milhões serão investidos nos equipamentos, que fazem parte dos requisitos de implantação do Sistema de Pousos por Instrumentos – Categoria III (ILS Cat III) nos dois aeroportos.

Clique aqui para acessar o edital da concorrência internacional.

 

A instalação desses radares de superfície irá permitir o controle efetivo de aeronaves e veículos (caminhões de abastecimento e comissária, carga e descarga de aeronaves, entre outros autorizados a circular em área restrita) na área de manobras dos aeroportos (pista de pouso e taxi). “Em condições de mau tempo ou aumento da demanda de aeronaves, os controladores terão uma visão mais precisa desses movimentos, gerindo melhor o fluxo, aumentando a eficiência e em consequência melhorando a segurança das operações”, explicou o superintendente de Navegação Aérea, Will Furtado.

 

No Galeão, o orçamento do serviço é de R$ 17,8 milhões. Já em Curitiba é de R$ 9,4 milhões. A variação nos valores se deve às diferenças dos equipamentos, já que os sistemas são instalados de acordo com as características do aeroporto, como quantidade e disposição das pistas de pouso e decolagem e taxi dentro da área de manobras. Os valores incluem compra, frete, desembaraço aduaneiro e serviço de instalação.

 

Requisito para o ILS Cat III

A implantação dos radares de superfície nos aeroportos do Galeão e de Curitiba é um dos requisitos para a instalação de todo o sistema ILS Cat III. Além dos radares, caberá à Infraero adequar, substituir e implantar a infraestrutura de pista necessária para a operação desse sistema, os Sistemas de Luzes de Aproximação (ALS), bem com como toda a sinalização luminosa exigida para a homologação dessa facilidade. Já o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) será responsável pela aquisição, instalação e homologação dos equipamentos eletrônicos do ILS Cat III.

 

Após o final da licitação e assinatura do contrato dos radares de superfície, a Infraero emitirá a Ordem de Serviço, cujo prazo de execução será de 24 meses para cada aeroporto. Após a instalação, os novos sistemas serão avaliados e homologados pelo DECEA e pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

 

Fonte: Infraero

 

http://www.infraero....eracionais.html

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade