Jump to content

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

tiagofel

Concurso ANAC 2012

Recommended Posts

Eu não quero ser o "advogado do diabo", mas o colega culpou as pessoas erradas...

A culpa não é deles, quem decide o programa do edital e suas exigências é a ANAC, bem como, ela é a responsável pelo treinamento e capacitação dos servidores.

 

Em todos os concurso que exigem "nível superior em qualquer area" acontece isso. Na PF/ABIN, não é raro ver fisioterapeutas, graduados em matemática, física, psicologo e etc... O candidato está atrás de emprego e estabilidade, simples assim. E não rara as vezes, possui até boa vontade pra se virar, mas, não sabe onde procurar conhecimento e quem deveria fiscalizar o serviço, não o faz.

A Anac é ineficiente por culpa do gestor comissionado... Mude a direção da agência para pessoas que "entendem do riscado", pra se ela não melhora uns 800%.

Os concursos têm que serem realizados à maneira dos que exigem curso na Escola Superior Fazendária, uma vez aprovados e classificados em uma primeira etapa. Após seis meses de curso na mencionada Escola os aprovados serão nomeados por ordem de classificação.

Share this post


Link to post
Share on other sites

malditos concursistas!

Prezado Diego Nascimento: estranho teu brado de revolta. Diga-me uma coisa, por que meio uma pessoa apolítica, sem padrinho, sem QI (quem indica), sem PH (parente do homem) vai poder ingressar na função pública, para ocupar um cargo subalterno (sim, subalterno, porque o de direção sempre será dado a um cupincha, tendo capacidade ou não) a não ser por meio de um concurso público, que classificará os melhores preparados?

Se a dinâmica do concurso não é a mais adequada, são outros quinhentos. Eu desejaria que todos os concursos tivessem duas etapas. A primeira, aprovação e classificatória e a segunda, através de um curso de treinamento com duração de +/- seis meses (com bolsa de estudo) e posterior nomeação dos melhores classificados, seguido de um período de estágio probatório ( que já é indispensável e obrigatório na função pública) de dois anos. Sòmente após isso é que o candidato seria efetivado e estabilizado na função pública.

A Polícia Federal, a Receita Federal, já utilizam este sistema de seleção. O mesmo sistema está aplicado nos Institutos Militares envolvidos na seleção de pessoal civil (médicos, dentistas, advogados, professores, economistas, contadores, etc.) para ingresso na carreira militar. E por aí vai...

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted · Hidden by FCANTERAS, April 8, 2012 - sem conteúdo
Hidden by FCANTERAS, April 8, 2012 - sem conteúdo

.

Share this post


Link to post

malditos concursistas!

 

Poderia explicar o motivo de sua revolta??

Share this post


Link to post
Share on other sites

Aos que participarem: bons estudos e boa sorte na prova! Espero que dos muitos selecionados hajam majoritariamente gente que gosta de aviação, pois isso vai melhorar muito a ANAC e trabalharão com o que gosta. Porém o exemplo que o jrpilot deu é verdadeiro. Tem gente que presta trocentos concursos para conseguir "entrar na máquina" (como eu ouvi de uma funcionária pública).

Share this post


Link to post
Share on other sites

citei que um dos grandes problemas era ocasionado pelo concurso de 2009, da qual não caiu nem a lei de criação da ANAC, nada relacionado a aviação e suas demais áreas e sim conteúdos que favoreciam aos concurseiros profissonais. Que era muito comum escutar dos recém emposados (pedagogos, fisioterapeutas.... etc), durante o cafézinho, que aquilo era um emprego temporário para ganhar grana enquanto se preparava para um outro concurso mais interessante.

cara, eu fiz o concurso de 2009 e não foi nada disso que você tá falando.

Na prova que eu fiz (area 1 engenharia, 100 vagas) haviam várias questões de aerodinâmica, controle de aeronaves, mecânica aeronáutica, etc

Na prova da area 2 (piloto, 20 vagas) só tinha assuntos relacionados a aviação.

O total de vagas era 200, então em mais que metade das vagas para o cargo de Especialista havia algum tipo de conhecimento de aviação era necessário.

Lembrando que aviação também é o que a Embraer e Helibras fazem, aviação não é só aeroclube e ponte aérea.

 

O concurso que encheu a ANAC de pedagogos e fisioterapeutas (que você citou) foi o anterior, de 2006.

Nessa época os salários eram menos da metade do valor de 2009 (que é praticamente o mesmo de hoje).

Quem deu a turbinada nos salários (da ANAC e de todas outras agências reguladoras) lá por 2008 foi o Lula.

 

Sobre o fato de não cair "regulamentos ANAC" no concurso da ANAC de 2009, entendo que é porque os próprios regulamentos estão/estavam sendo revistos (RBHA sendo atualizados para RBAC) e na época entendeu-se que era melhor fazer um concurso para selecionar através do conhecimento técnico em detrimento do conhecimento "regulativo" ou legislativo.

 

Depois do concurso, houve então um curso de formação de 1 mês (inclusive sábados) em Brasília que ainda poderia ser eliminatório, no qual foi abordado o funcionamento da ANAC.

 

 

Na teoria muito bonito, na prática você chega na ANAC e só vai imprimir e carimbar papel !!

As decisões são tomadas por comissionados que estão em altos cargos por questões políticas, e ainda existe uma cultura militar de comunicação institucional inexistente. Entre outras "características"...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sabe, tem uma coisa muito triste no meio dessa historia toda!

Podem falar a vontade quem nao concordar comigo... porém eu já fui deselegante ao ponto de digitar o nome de um fulano da ANAC RECIFE no google para saber com quem eu iria comprar uma briga por ter perdido a validade de uma autorização de um voo de recheque em fortaleza, por causa desse cara da Agencia e eu dei de cara com os resultados dele em concursos da petrobras, policia federal, policia rodoviaria federal, anatel, aneel, bb, agu, receita federal, inss e uma porrada de outras em varios estados e municipios que ele não passou da primeira fase.... o cara era formado em direito!

Concurseiro nato! ele nao queria saber do que, mas queria ser funcionario publico federal, estadual, municipal, distrital..... qq porcaria para exercer a arte de ganhar dinheiro nas costas do povo e incompetente pois se fosse um voo de algum piloto sem experiencia e que já nao fosse calejado disso, o cara ia perder a experiencia recente (se fosse aluno de algum aeroclube) alem da autorização... (4 mil reais de prejuizo por causa de um clown, bad worker)

Eu sou suspeito para falar pois eu tenho um pairente que é funcionario publico federal aposentado ha pouco tempo, porém ele prestou 1 concurso na vida, passou na primeira, fez exatamente o que gostava, tem duas marcas de balas no corpo por cumprir a obrigação dele. Continua trabalhando, mas no escritorio dele....

Infelizmente nem todos são assim....

 

Vivi isso aí durante minha carreira na FAB. Foi o único concurso que prestei, um sonho de infância que consegui concretizar. Infelizmente nos últimos anos uma grande parte dos colegas "estava" militar...enquanto não passava em outro concurso ...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Na ANAC também tem-se o estágio probatório a ser cumprido.

 

Alguém conhece algum funcionário demitido durante o estágio probatório?

Na FAB esse período é de 10 anos e só se demite após um processo demorado e muito bem embasado judicialmente. Nunca vi ninguem ser demitido por INCOMPETÊNCIA, todos os casos foram por INDISCIPLINA.

Share this post


Link to post
Share on other sites

cara, eu fiz o concurso de 2009 e não foi nada disso que você tá falando.

Na prova que eu fiz (area 1 engenharia, 100 vagas) haviam várias questões de aerodinâmica, controle de aeronaves, mecânica aeronáutica, etc

Na prova da area 2 (piloto, 20 vagas) só tinha assuntos relacionados a aviação.

O total de vagas era 200, então em mais que metade das vagas para o cargo de Especialista havia algum tipo de conhecimento de aviação era necessário.

Lembrando que aviação também é o que a Embraer e Helibras fazem, aviação não é só aeroclube e ponte aérea.

 

O concurso que encheu a ANAC de pedagogos e fisioterapeutas (que você citou) foi o anterior, de 2006.

Nessa época os salários eram menos da metade do valor de 2009 (que é praticamente o mesmo de hoje).

Quem deu a turbinada nos salários (da ANAC e de todas outras agências reguladoras) lá por 2008 foi o Lula.

 

Sobre o fato de não cair "regulamentos ANAC" no concurso da ANAC de 2009, entendo que é porque os próprios regulamentos estão/estavam sendo revistos (RBHA sendo atualizados para RBAC) e na época entendeu-se que era melhor fazer um concurso para selecionar através do conhecimento técnico em detrimento do conhecimento "regulativo" ou legislativo.

 

Depois do concurso, houve então um curso de formação de 1 mês (inclusive sábados) em Brasília que ainda poderia ser eliminatório, no qual foi abordado o funcionamento da ANAC.

 

 

Na teoria muito bonito, na prática você chega na ANAC e só vai imprimir e carimbar papel !!

As decisões são tomadas por comissionados que estão em altos cargos por questões políticas, e ainda existe uma cultura militar de comunicação institucional inexistente. Entre outras "características"...

 

Prezado aerobronco.

 

Não viria a este espaço para inventar historias. Fiz o concurso de 2009 para o cargo de tecnico adiministrativo, pois na ocasião, ainda faltavam 2 semestres para a minha graduação superior, portanto, não me habilitando para as áreas mais apetitosas como vc citou; e que é o minimo que cada candidadto deveria saber, dadas as áreas especificas por vc citadas. Sobre sua opnião do porque não cair matérias relativas ao orgão que vc está se canditatando, discordo, a lei estava criada desde 2005 e com as alterações mais significantes consolidadas e quanto os regulamentos de aviação, bem, estes estão sempre em mutação, não custava cair ao menos o basíco, e a falta destes conteudos vi diarimente durante um ano de estágio da qual além do basico que era "bater carimbos" também era atender uma infinidade de usuários da melhor maneira o possivel, com pouca gente especializada e apagando incêndio dos novatos, que não sabiam nem por onde começar a buscar as legislações pertinentes a cada assunto.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Lembrando que aviação também é o que a Embraer e Helibras fazem, aviação não é só aeroclube e ponte aérea.

 

 

 

Amém cara! Obrigado por nos lembrar disso!

 

Abs!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Me referia as vagas do cargo de especialista (nível superior).

 

Não estava falando das vagas dos cargos de técnico (nível médio).

 

 

De qualquer forma, não inventei nenhuma história.

Quem quiser conferir, basta procurar no google "ANAC 2009" e ir no site do CESPE para ver as provas (de especialista) e ver como não estou mentindo.

 

 

Abs!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Que pena eu ainda não poder realizar esse concurso aqui citado. É uma área do meu interesse, obviamente, não só pelo salário que ajudaria nas minhas horas de vôo, mas também no cunho da cátedra aeroviária (?) abrangida; acho que eu – na minha concepção de momento – faria a diferença.

 

Acredito que quando se realiza algo por prazer todo trabalho deixa de ser visto como "trabalho" e os resultados são facilmente visíveis.

 

Abraços!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu vou tentar esse concurso e discordo de culpar os concursados pelos problemas da ANAC. Assim como Marinha, Exercito ou qualquer outro órgão publico você faz o concurso e no estágio de adaptação te moldam. Se a ANAC não está agradando, obviamente não é culpa dos concursados e funcionários e sim de quem faz as regras e de quem ocupa o topo da hierarquia.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tava vendo no site da ANAC algumas informações sobre o concurso de 2009, especificamente nas perguntas mais frequentes e no item 8 temos:

 

8) Há vagas para a minha área de formação?

(2.2) NÍVEL MÉDIO

CARGO 8: TÉCNICO EM REGULAÇÃO DE AVIAÇÃO CIVIL – ÁREA 1: MECÂNICO DE MANUTENÇÃO AERONÁUTICA

REQUISITOS: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível médio (antigo segundo grau), fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo MEC, e Certificado de Habilitação Técnica (CHT) válido em uma das seguintes habilitações: grupo aviônicos, grupo células ou grupo motopropulsor.

CARGO 9: TÉCNICO EM REGULAÇÃO DE AVIAÇÃO CIVIL – ÁREA 2: PILOTO

REQUISITOS: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível médio (antigo segundo grau), fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo MEC, acrescido de Licença de Piloto Comercial, e, no mínimo, 500 (quinhentas) horas de voo total. Possuir, ainda, Certificado de Habilitação Técnica (CHT) e Certificado de Capacidade Física (CCF) ambos válidos.

 

Será que teremos os mesmos requisitos para o proximo concurso?

Abraço!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Para técnico administrativo e técnico em regulação de aviação que exige nivel médio, querem dizer que é requerido algum curso técnico médio ou apenas ensino médio?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Concurso bom para quem quiser contribuir para o desenvolvimento da aviação civil! Aos livros!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Até onde sei a ANAC está discutindo sobre qual empresa vai aplicar a prova(CESPE,CESGRANRIO...chuto edital para agosto!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se os que passarem no concurso fizerem parte aqui do forum, com certeza coisas boas virão!!

 

abs

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) diminuiu o prazo para publicar o edital que vai oferecer 170 vagas com remunerações de até R$10.323,20. O órgão deve divulgar o edital até julho, mesmo o prazo dado pelo Ministério do Planejamento só se encerre em 9 de setembro.

Os candidatos que almejam cargos de nível médio terão 45 oportunidades para Técnico em Regulação de Aviação Civil e 20 para Técnico Administrativo. O salário inicial é de R$5.064,18 para Técnico Administrativo e R$5.288,98 para Técnico em Regulação. Já para o nível superior serão 105 vagas, sendo 30 para Analista Administrativo e 75 para Especialista em Regulação. A remuneração é de R$ 9.567,20 e R$ 10.323,20, respectivamente.

 

O órgão ainda não decidiu quais os estados em que os candidatos serão locados. A Anac está presente em São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Pernambuco e o Distrito Federal, sede da agência.

 

Fonte: Folha dirigida.

Share this post


Link to post
Share on other sites

5000 nível médio(já que o curso de nível superior que fiz vale nada)? Tá melhor que o da Infraero(que vou fazer assim que abrir).

É a chance de fazer e finalmente morar em Brasília.

Share this post


Link to post
Share on other sites

×
×
  • Create New...

Important Information