Jump to content

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

luciano_katia

Passaredo deixará de operar todos os ERJ 145 na quinta-feira

Recommended Posts

Passaredo deixará de operar todos os ERJ 145 na quinta-feira

Companhia padroniza a sua frota com turboélices ATR 72

 

 

(Da assessoria da Passaredo) - A Passaredo informou hoje, dia 25 de setembro, que a partir dessa quinta-feira, dia 27 de setembro, passará a operar apenas com turboélices ATR 72, com capacidade para 70 passageiros. A Passaredo disponibilizou o e-mail sac@voepassaredo.com.br para seus clientes tirarem suas dúvidas. _

220512_1.jpg

ATR PR-PDA, o primeiro ATR 72 recebido pela

Passaredo.

 

 

Segundo a companhia, nos próximos meses a malha será readequada até que todas as aeronaves previstas estejam disponíveis.

 

A Passaredo opera três ATR 72-600 e um ATR 72-500. Um ATR 72-500 e três ATR 72-600 chegarão até o final do ano.

 

A empresa informa ainda que "nesse momento de transição teremos ajustes e procedimentos para que nossos passageiros sejam atendidos da melhor forma."

 

A Passaredo chegou a operar uma frota de 14 jatos ERJ 145, mas, devido ao custo com combustíveis, está retirando o equipamento de operação desde maio desse ano e passou a receber aeronaves turboélices, mais econômicas em relação aos jatos.

 

 

Panrotas

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nao tinham feito todos os calculos e etc etc etc de que o aviao era rentavel? Talvez no curto prazo mas no medio acho que a conta nao deve ter fechado.

Share this post


Link to post
Share on other sites

fim da linha para os "playmobils". e a embraer ainda quis empurrá-los para a azul...atr domina!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Fim de linha novamente para os E145 no Brasil para transporte regular.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nao tem como o 145 ou CRJ competirem com os ATRs para rotas curtas. Mas se nao me engano a passaredo tinha uns voos mais longos com o 145 como SDU-GYN ou até POA-GYN. Nao sei se o uso de ATR nessas rotas compensa ou se um pax teria paciencia para ficar mais de 2h dentro de um turbo helice.

Nos EUA, um dos motivos para as cias comprarem o tanto de CRJ e ERJ foi que os Pax queriam voar em jatos, mesmo pagando mais...talvez o brasileiro seja menos exigente.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nossa mas vão trocar 14 aviões por 3 turbohelices? Então haverão muitos cancelamentos a partir de quinta? Afinal até o fim do ano chegam apenas outros 3 Atr,ou seja,ainda faltarão 8 aeronaves para manter a malha atual,pena,pelo visto teremos apenas Trip,em breve Azul,voando efetivamente regional!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nossa mas vão trocar 14 aviões por 3 turbohelices?

 

São 3 ou 4? Não sei se estou enganado, mas acho que tinha lido aqui no CR que teria chegado um 72-500 também.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nao tem como o 145 ou CRJ competirem com os ATRs para rotas curtas. Mas se nao me engano a passaredo tinha uns voos mais longos com o 145 como SDU-GYN ou até POA-GYN. Nao sei se o uso de ATR nessas rotas compensa ou se um pax teria paciencia para ficar mais de 2h dentro de um turbo helice.

Nos EUA, um dos motivos para as cias comprarem o tanto de CRJ e ERJ foi que os Pax queriam voar em jatos, mesmo pagando mais...talvez o brasileiro seja menos exigente.

 

Eu prefiro ficar 2 horas dentro de um turbo hélice num POA-GYN do que ficar 2 horas esperando conexão em Congonhas, Guarulhos ou Campinas.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nossa mas vão trocar 14 aviões por 3 turbohelices? Então haverão muitos cancelamentos a partir de quinta? Afinal até o fim do ano chegam apenas outros 3 Atr,ou seja,ainda faltarão 8 aeronaves para manter a malha atual,pena,pelo visto teremos apenas Trip,em breve Azul,voando efetivamente regional!

 

Foi comentado em outro tópico o seguinte:

 

"Os voos SJP/BSB/AUX/CKS/BEL, RAO/GYN/CGB/JPR e RAO/ROO/CGB/JPR suspensos a partir do dia 27 em função da devolução de todos os jatos.

O voo GRU/VDC/SSA/JDO/FOR, bem como os demais, serão realizados com o ATR 72.

 

A partir do dia 28 a empresa fica com uma frota de 4 ATRs somente, devendo retomar as rotas suspensas até dezembro, com a chegada de mais alguns ATRs."

Share this post


Link to post
Share on other sites

O 145 me parece que deu certo nos EUA devido a regulamentação local da aviação, que proíbe aeronaves de porte maior em rotas realmente regionais...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nao tem como o 145 ou CRJ competirem com os ATRs para rotas curtas. Mas se nao me engano a passaredo tinha uns voos mais longos com o 145 como SDU-GYN ou até POA-GYN. Nao sei se o uso de ATR nessas rotas compensa ou se um pax teria paciencia para ficar mais de 2h dentro de um turbo helice.

Nos EUA, um dos motivos para as cias comprarem o tanto de CRJ e ERJ foi que os Pax queriam voar em jatos, mesmo pagando mais...talvez o brasileiro seja menos exigente.

Os ERJs FIZERAM sucesso. Hoje já não é bem assim em função do custo do combustível.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Nao tem como o 145 ou CRJ competirem com os ATRs para rotas curtas. Mas se nao me engano a passaredo tinha uns voos mais longos com o 145 como SDU-GYN ou até POA-GYN. Nao sei se o uso de ATR nessas rotas compensa ou se um pax teria paciencia para ficar mais de 2h dentro de um turbo helice.

Nos EUA, um dos motivos para as cias comprarem o tanto de CRJ e ERJ foi que os Pax queriam voar em jatos, mesmo pagando mais...talvez o brasileiro seja menos exigente.

 

Exigentes são, mas nao querem pagar o preço. Assim é facil ser exigente.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nao tem como o 145 ou CRJ competirem com os ATRs para rotas curtas. Mas se nao me engano a passaredo tinha uns voos mais longos com o 145 como SDU-GYN ou até POA-GYN. Nao sei se o uso de ATR nessas rotas compensa ou se um pax teria paciencia para ficar mais de 2h dentro de um turbo helice.

Nos EUA, um dos motivos para as cias comprarem o tanto de CRJ e ERJ foi que os Pax queriam voar em jatos, mesmo pagando mais...talvez o brasileiro seja menos exigente.

 

Se as empresas fazem promoção, o passageiro viaja do mesmo jeito. E com a Passaredo, Azul e Trip mantendo só turboélices novos (séries 500 e 600), logo acabará que o avião a hélice da rota é da época da 2 guerra.

 

O irônico dessa mudança da Passaredo para somente ATR 72 foi que até 1 ano atrás a sua propaganda era Viaje a JATO.

Share this post


Link to post
Share on other sites

E como ficam os tripulantes? vão manter o quadro inchado até receber novos ATR ou vai rolar demissão? :unsure: :unsure: :unsure:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Chega a ser admiravel que os donos da Passaredo nao desistem da divisão da aérea...

 

Foram diversas restruturações, paralisão total, cortes, quase mudou sua base entre outros...

 

Tomara que, com os ATRs eles finalmente cheguem a uma estrutura solida, rentavel e sustentavel...

Share this post


Link to post
Share on other sites

A Passaredo fez uma aposta com o ERJ 145, na época era bem interessante leasing baixo, jato, nacional tudo ajudou, mas com a alta do petróleo o cenário mudou, hoje a empressa procura uma forma de obter lucro novamente e a opção foi o ATR-72, que no momento vem obtendo bons resultados e lucros para as operadoras. Tive o prazer de fazer alguns voos com a Passaredo tanto no EMB120 e no ERJ145 até o momento o melhor avião que voei, embarque rápido, espaçoso enfim vai deixar saudades. Mas vida longa a Passaredo que em breve vou ter o prazer em voar em um de seus ATR-72.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vai ter mesmo assim. Jitós cancelamentos de rotas por tempo indeterminado,afinal se são 4, vem mais 3 aí teremos 7, e hj pararam 14 aviões numa só tacada,queloucura,será que estão com caixa tão curto assim?

Share this post


Link to post
Share on other sites

E como ficam os tripulantes? vão manter o quadro inchado até receber novos ATR ou vai rolar demissão? :unsure: :unsure: :unsure:

 

2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Uma pena.

 

Ainda acho que podiam ter desenvolvido voos mais longos partindo de mercados mal atendidos.

Podiam ter focado um pouco mais no Centro Oeste. Lá acho que haveria espaço para voos de Cuiaba e Campo Grande com duração acima de 2h que trariam bons resultados no ERJ145.

Podiam ter tentado uns 2 ou 3x diário Rio-Cuiabá e outras rotas.

Share this post


Link to post
Share on other sites

desenterrando

 

- Qual foi a ultima rota (ou até mesmo voo) de um ERJ145 na Passaredo?

- Qual foi o ultimo ERJ145 em operação na Passaredo (prefixo)

- Qual foi a última rota ou até mesmo voo de um ERJ145 no Grupo VARIG?

- Qual foi o último prefixo de E145 em operação na VARIG?

 

* Não sei quem enterrou o E145 de vez na VRG se foi a RSL ou NES.

Share this post


Link to post
Share on other sites

A Nordeste chegou a efetivamente operar o ERJ-145? Não era algo como "Nordeste op. por Rio Sul" não?

Share this post


Link to post
Share on other sites

×
×
  • Create New...