Jump to content

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Jopeg

Bilbao

Recommended Posts

Bilbao

 

Um dia na cidade basca

 

 

A preparação:

 

Um amigo, que faz voos para a TAP, convidou-me para o acompanhar numa das suas viagens a Bilbau. Decidi aproveitar esta oportunidade, mesmo sabendo que apenas teria tempo para um curto passeio.

 

Os horários dos voos eram os seguintes:

Domingo - partida de Lisboa às 8h40 e chegada a Bilbau às 11h25.

Segunda-feira – partida de Bilbau às 6h45 com chegada a Lisboa às 7h25.

 

Teria menos de 24h para conhecer a cidade e tinha de acordar muito cedo, mas para viajar qualquer hora é boa ...

 

A viagem:

 

O voo até à cidade basca foi bastante pontual e à hora prevista cheguei a Bilbau, Bilbao em espanhol e Bilbo em basco. O aeroporto é pequeno, mas moderno, funcional e "simpático" para o passageiro. No aeroporto pedi um mapa no balcão das informações turísticas e fui informado da existência de um maior posto de turismo no centro da cidade.

O aeroporto de Bilbau, obra do arquiteto Santiago Calatrava:

DSC06391_zps10382b6e.jpg

 

O interior do aeroporto BIO:

DSC06388_zps570fcaf0.jpg

 

DSC06395_zps377f99d6.jpg

 

 

Fui para a cidade no autocarro urbano n.º A3247 da Bizkaibus que partem a cada 30 minutos. O bilhete custou 1.35€ e o trajeto até perto do museu Guggenheim durou cerca de 20 minutos.

O autocarro para o centro da cidade:

DSC06397_zps1bb9d30e.jpg

 

 

Fui colocar a mochila ao hotel e encontrar-me com o meu amigo para começarmos a visita à cidade. O hotel foi o Melia, um moderno cinco estrelas situado junto ao rio, numa parte nova da cidade e a 800m do museu Guggenheim, o ícone arquitetónico da cidade.

Hotel Melia Bilbao:

IMG_6245_zps5908fb09.jpg

 

A vista do quarto do hotel:

IMG_6234_zps8c78da09.jpg

 

O caminho junto ao rio até ao Guggenheim:

IMG_6246_zpscdf72d21.jpg

 

IMG_6249_zps56da04c4.jpg

 

 

Fui precisamente neste espetacular edifício que comecei a minha visita a Bilbau. A obra concedida pelo arquiteto de nacionalidade norte-americana Frank Guery é um marco na arquitetura dos finais do Século XX e um dos melhores exemplos do género arquitetónico desconstrutivismo.

O museu Guggenheim:

IMG_6286_zps6e94b4f6.jpg

 

IMG_6261_zps401dda70.jpg

 

O museu à noite:

IMG_6427_zpsc1ff9248.jpg

 

Uma escultura junto ao museu:

IMG_6262_zps4e0ceec4.jpg

 

A entrada no museu:

IMG_6297_zpsb07733e1.jpg

 

 

Construído entre 1993 e 1997 é um edifício invulgar, bastante fotogénico, com um revestimento em titânio, ângulos pouco comuns e curvas complexas unificadas pelo átrio central. Este é o motivo pelo qual Bilbau é conhecida em muitos lugares do mundo e a maior atração turística da cidade.

As estranhas formas da obra prima de Frank Guery:

IMG_6266_zps42115a44.jpg

 

IMG_6257_zpsfcea3403.jpg

 

IMG_6288_zps11780d03.jpg

 

Revestido com placas de titânio:

IMG_6275_zps826822d4.jpg

 

 

Da parte da frente do museu, junto à entrada, temos o Puppy, um cão feito em flores que mudam de cor ao longo do ano e que passou a ser uma das imagens de marca da cidade. Não cheguei a entrar no museu, mas tal como a maioria dos visitantes, fiquei mais atraído pelo edifício do que pelas exposições do seu interior.

O Puppy:

IMG_6299_zpse8dde89b.jpg

 

 

Este é um caso em que apenas uma construção revolucionou toda uma cidade e boa parte dos turistas que se deslocam a Bilbao, fazem-no devido às formas estranhas deste museu. Hoje muito políticos quando falam em projetos de construções para atrair visitantes, falam no "Efeito Bilbau", pois muito do que a cidade é hoje, deve-se ao investimento nesta obra de arte a cargo de Frank Gehry.

 

Uma vez fotografado o Guggenheim voltei ao hotel para um encontro com toda a tripulação do voo TP1062. Fomos almoçar ao restaurante La Florinda situado no edifício Alhóndiga, uns antigos armazéns de vinhos que foram recuperados com a assinatura do designer Philippe Starck. Temos aqui um ginásio, uma curiosa piscina no topo de dois edifícios, vários restaurantes, um bar, lojas, um centro de exposições, salas de cinema e um auditório.

A entrada no complexo Alhóndiga:

IMG_6321_zpsb8c1d494.jpg

 

O interior do antigo armazém de vinhos, hoje um espaço multifuncional:

IMG_6319_zpsb87ae0ed.jpg

 

Os pilares, todos diferentes:

IMG_6315_zps8313c9d5.jpg

 

A curiosa piscina "suspensa":

IMG_6314_zpsd1396f2a.jpg

 

 

Gostei bastante deste restaurante e aconselho o mesmo. A conta, sem grandes "consumos extras", foi de cerca de 17€ por pessoa. O risotto estava magnifico e o meu prato de comida mexicana também era muito bom. O conceito do restaurante com a cozinha em forma de "ilha no centro" também me cativou.

O restaurante La Florinda:

IMG_6317_zpsf5b4f68f.jpg

 

 

Depois fomos a pé até ao centro histórico da cidade, a alma da cidade, num pequeno passeio de menos de 30m. Passamos pelo típico café Iruña, inaugurado em 1903 e considerado um dos mais bonitos do mundo com dois interiores distintos, a zona modernista com azulejos publicitários da época e uma zona neomudéjar. Aqui podemos comer uma das especialidades gastronómica da cidade, os Pintxos.

A Praça Moyúa:

IMG_6327_zps635c46c1.jpg

 

Uma cidade com construções interessantes:

IMG_6332_zps908016c1.jpg

 

Uma das principais ruas da cidade:

IMG_6334_zps424ab527.jpg

 

Uma placa com nome de rua:

IMG_6351_zpsc7279864.jpg

 

O café Iruña:

IMG_6340_zpsd1e3561e.jpg

 

 

Já no centro histórico, conhecido como Casco Viejo, vimos o edifício do Teatro Arriaga de inspiração francesa inaugurado em 1890, a Estação Ferroviária de Santander (La Concordia), a Praça Nova de 1851, o Mercado da Ribeira, as igrejas de San Antón e Santos Juanes, a par de alguns prédios interessantes, com destaque para as típicas varandas.

A caminho do Casco Viejo ...:

IMG_6358_zps28b2120b.jpg

 

A entrada na parte velha da cidade:

IMG_6357_zps35fd13c7.jpg

 

O Teatro Arriaga:

IMG_6360_zps1210920f.jpg

 

A Estação Ferroviária de Santander:

IMG_6361_zps1058a2ff.jpg

 

A Catedral de Santiago:

IMG_6378_zps9c978a0d.jpg

 

As típicas varandas:

IMG_6343_zpse959cd78.jpg

 

IMG_6371_zpse79f74fa.jpg

 

Uma das ruas do centro histórico de Bilbau:

IMG_6388_zpsbdea204c.jpg

 

O Mercado de La Ribera:

IMG_6383_zpsdaf191b2.jpg

 

Um vendedor de castanhas assadas:

IMG_6397_zps3d8e52e5.jpg

 

A Igreja de San Antón:

IMG_6389_zps042415fc.jpg

 

Plaza Nueva:

IMG_6400_zpsd683a1c7.jpg

 

Igreja de San Nicolás:

IMG_6410_zpsc73f9d16.jpg

 

 

Num domingo de inverno à tarde o Casco Viejo encontrava-se bastante despido de pessoas, pelo que fiquei com curiosidade de regressar a Bilbau num dia da semana para sentir um pouco a essência da cidade e a vida do povo basco.

 

Depois da visita à parte antiga da cidade fomos junto ao rio até à zona do hotel, um passeio agradável numa cidade sossegada, bem organizada, limpa, a fazer lembrar as cidades do norte da Europa, e rodeada de verdes colinas, o que transmite-lhe uma certa calma.

O caminho junto ao rio:

IMG_6416_zps05843324.jpg

 

O moderno convive com o antigo:

IMG_6417_zpscc3f18d0.jpg

 

Uma cidade bem organizada e agradável para viver:

IMG_6415_zps8163f0a5.jpg

 

 

O jantar foi no centro comercial Zubiarte, mesmo em frente ao hotel Melia. Uma refeição de comida asiatica.com preço fixo e bebidas pagas à parte.

 

No dia seguinte acordei às 4h45 (hora espanhola, +1h) para ir para o aeroporto. Vi mal os horários do autocarro e pensei que a única forma de chegar ao aeroporto aquela hora era o táxi. Já perto do aeroporto acabei por passar pelo o autocarro da linha A3247, pois afinal este autocarro começava a operar mais cedo do que pensava. Acabei por gastar 24,50€, quando podia ter gasto apenas 1,35€.

 

O voo de regresso também correu muito bem e foi muito pontual. Em pouco mais de 1h estávamos a aterrar no aeroporto de Lisboa, terminando assim um dia de visita a Bilbau.

 

 

Links:

Saber mais: http://pt.wikipedia.org/wiki/Bilbau

Mais fotos: http://www.google.pt...Yh8hIuFB5f7gaAO

Turismo: http://www.spain.inf...des/bilbao.html

Turismo: http://www.bilbao.net/bilbaoturismo/

Aeroporto: http://www.aena-aero...erto-Bilbao/en/

 

 

Em resumo:

Uma cidade onde vale a pena passar um dia. Bilbau conta com um interessante centro histórico e o edifício do museu Gughenheim é um marco na arquitetura mundial.

Fiquei com vontade de voltar a Bilbau para conhecer os seus arredores, a Ponte "transbordadora" Biskaia e a sua costa, pois li uma reportagem sobre aldeias piscatórias bascas que penso valer uma visita. Acho que vou aproveitar o novo voo da easyJet para regressar a esta cidade basca.

 

 

Cumps,

 

Jopeg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Conheço Bilbao!!

 

Cidade que vale a pena visitar...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bilbao é meu sonho de consumo na Espanha. Mesmo que em um dia voce se acaba por la, nao deixa de ser atraente para mim !

Share this post


Link to post
Share on other sites

×
×
  • Create New...