Jump to content

Nova Iguaçu: Aeroporto está em obras para receber voos comerciais


marcelo carvalho

Recommended Posts

A Prefeitura de Nova Iguaçu vai transformar o aeroclube da cidade, fechado há nove anos, em aeroporto para receber voos comerciais. As obras começaram há 15 dias e, na primeira fase, preveem a limpeza e ampliação da pista, dos 1,25 quilômetro atuais para 1,65 quilômetro. A do Santos Dumont, no Rio, tem 1,32 quilômetro.

 

Além disso, o aeroclube passará por obras de infraestrutura para receber voos de empresas comerciais. Segundo a assessoria do prefeito Nelson Bornier, já há uma empresa interessada em ter linhas a partir de Nova Iguaçu.

A expectativa é que sejam usadas aeronaves com capacidade para até 50 passageiros. E que o aeroporto da cidade seja alternativa para reduzir o número de voos e o saturamentos do Santos Dumont e de Aeroporto de Jacarepaguá, também no Rio.

O secretário municipal de Defesa Civil, Luiz Antunes, explica que a área do aeroclube pertence ao Ministério da Aeronáutica, que a cedeu à prefeitura. “Eles renovaram a concessão para a prefeitura por mais 35 anos para operação, administração e manutenção. Este é um dos motivos para a obra ser feita”, explica Antunes.

Mas o prefeito Nelson Bornier afirma que ainda não há prazo para que o aeroporto entre em operação. Segundo ele, está sendo feito no momento um estudo para um projeto futuro no local.

O secretário Luiz Antunes afirma, inicialmente, que a pista está sendo limpa e ampliada. “Essa obra está sendo feita até mesmo para alguma emergência que possa ocorrer em Nova Iguaçu”, contou.

O projeto de revitalização será feito em conjunto pela prefeitura e a Aeronáutica. “A revitalização começou e só vai terminar quando tiver pronto o aeroporto”, afirmou.

Está sendo feita a limpeza da área de pouco e do entorno. Valões que cortam o aeródromo e as manilhas estão limpos para evitar alagamentos, comuns na região.

Posição estratrégica

A posição estratégica de Nova Iguaçu, entre o Rio de Janeiro e o Sul Fluminense e na área de abrangência do Arco Metropolitano, que ligará o Complexo Petroquímico de Itaboraí (Comperj) ao Porto de Itaguaí, é apontada como determinante para justificar a instalação de um aeroporto na cidade.

A cidade faz limite com Mesquita, Belford Roxo, Duque de Caxias, Miguel Pereira, Japeri, Queimados e Seropédica. E é cortada pela Rodovia Presidente Dutra e pela Via Light e está próxima da Washington Luiz, que liga a Região Metropolitana à Região Serrana.

O aeroclube fica ao lado do estádio do Nova Iguaçu Futebol Clube e do Corpo de Bombeiros da cidade, que também receberam terrenos da Aeronáutica.

Inaugurada em 1942

O Aeroclube de Nova Iguaçu foi fundado em 1942. Em 2004, foi interditado pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) por falta de manutenção do asfalto e segurança. O aeródromo fica no Centro da cidade, além de ser o único da Baixada Fluminense.

A pista atual do aeródromo tem quase o mesmo comprimento que a do Aeroporto Santos Dumont. Quando for ampliada, o tamanho passaria a ser maior.

O aeroclube foi usado, durante muitos anos, para voos de instrução e pousos de ultraleves e planadores. Além disso, servia como suporte para pequenos aviões com fins comerciais que passavam ou destinavam-se à região.

 

Fonte: O Dia Online

 

http://odia.ig.com.br/portal/rio/o-dia-baixada/nova-igua%C3%A7u-aeroporto-est%C3%A1-em-obras-para-receber-voos-comerciais-1.568804

Link to comment
Share on other sites

Muy interesante esto... Más una alternativa para Rio de Janeiro. Sería legal que pudiesen operar aeronaves del tamaño de B737/A320.

Link to comment
Share on other sites

Sinceramente será mais um desperdício de dinheiro público pois este município tem outras prioridades como saúde e educação.

Link to comment
Share on other sites

Vai desobstruir o SDU e GIG tanto quanto o aeroporto de Jacarepagua.

Em jacarepagua não é permitido voos comerciais, logo, não desobstrui nada!

Poderá servir para a aviação civil, taxi aéreo e helicópteros.

Link to comment
Share on other sites

Acho bastante utópica a ideia...

 

Teria mercado para um voo na baixada?

 

Idem. Quem vai despencar em Nova Iguacu pra embarcar? Tem passageiro que foge como pode do GIG.

 

 

Sent from my iPhone using Tapatalk 2

Link to comment
Share on other sites

Pensem em aeroportos padrão Ryanair

 

Acredito que exista demanda para 3 voos diários, por exemplo, ligando Nova Iguaçu a Viracopos.

A Baixada tem um forte componente industrial, uma classe média crescente, e representa uma população de cerca de 1,5 milhão nas redondezas, com um apelo de pelo menos 50 mil potenciais passageiros.

Link to comment
Share on other sites

Pensem em aeroportos padrão Ryanair

 

Acredito que exista demanda para 3 voos diários, por exemplo, ligando Nova Iguaçu a Viracopos.

A Baixada tem um forte componente industrial, uma classe média crescente, e representa uma população de cerca de 1,5 milhão nas redondezas, com um apelo de pelo menos 50 mil potenciais passageiros.

 

Acredito nisso também.

Pequenos shuttles com aeronaves entre E190 e Atr72. Daria para captar demanda de executivos e indústrias da baixada fluminense.

Com algumas restrições, acho que poderiam fazer uma boa separação entre o tráfego do GIG e Nova Iguaçu.

Mas assim como o aeroporto municipal de Maricá (menina dos olhos azuis do Eike) acho que este aeroporto também pode atrair a aviação executiva.

Link to comment
Share on other sites

Pensem em aeroportos padrão Ryanair

 

Acredito que exista demanda para 3 voos diários, por exemplo, ligando Nova Iguaçu a Viracopos.

A Baixada tem um forte componente industrial, uma classe média crescente, e representa uma população de cerca de 1,5 milhão nas redondezas, com um apelo de pelo menos 50 mil potenciais passageiros.

 

Um dia ainda vai aparecer um empresario oferecendo um serviço de conexões com "LET" ou "Caravan", para todas as cidades sem voos regulares, num raio de 500Km de VCP, que tenha uma pista asfaltada e um TPS, por mais pequeno que seja. :)

Link to comment
Share on other sites

Pensem em aeroportos padrão Ryanair

 

 

Para quem é de fora do Rio, a vantagem de um aeroporto na Baixada seriam possíveis opções interessantes de preço baixo. Para quem mora na região da Baixada, a própria população local garantiria a demanda.

Link to comment
Share on other sites

Bom, não seria melhor incentivar o uso do GIG como um aeroporto para as lowcosts também? Lá tem espaço para expansão de sobra.

 

A idéia de um aeroporto secundário é até interessante, mas Rio de Janeiro tem uma geografia particular, com a cidade espremida entre o mar e as montanhas, então não é melhor potencializar o que já tem e investir em trens expressos para o GIG.

Link to comment
Share on other sites

Bom, não seria melhor incentivar o uso do GIG como um aeroporto para as lowcosts também? Lá tem espaço para expansão de sobra.

 

A idéia de um aeroporto secundário é até interessante, mas Rio de Janeiro tem uma geografia particular, com a cidade espremida entre o mar e as montanhas, então não é melhor potencializar o que já tem e investir em trens expressos para o GIG.

 

A345, um taxi de Nova Iguaçu ao GIG custa facil uns R$ 40

Então vamos imaginar que um voo da Azul que custa R$ 130 para o GIG, é melhor se custar R$ 160 para Nova Iguaçu.

 

A idéia é que tem mercado dos dois lados. Mas só Nova Iguaçu pode sensibilizar mais a demanda local.

Link to comment
Share on other sites

Sinceramente, qualquer tentativa de criar alternativas ao GIG e SDU é válida.

 

Para quem mora fora do Rio, vocês não fazem ideia como é difícil chegar e sair do GIG. Só é fácil para quem mora na Ilha do Governador.

 

Não adianta vir com idéias sobre trens expressos. É caro e custa tempo para construção.

 

Para parte da Baixada, Zona Norte e Zona Oeste, com a chegada da Via Light até a Avenida Brasil, este novo aeroporto seria um alento. (Fora os voos Nova Iguaçu - SDU)

Link to comment
Share on other sites

Ainda vai ter muita confusão,tava vendo a imagem de satelite, e aárea do atual aeroclube é muito pequena se querem uma pista de vai ter q ter desapropriações de casas.

Link to comment
Share on other sites

Para parte da Baixada, Zona Norte e Zona Oeste, com a chegada da Via Light até a Avenida Brasil, este novo aeroporto seria um alento. (Fora os voos Nova Iguaçu - SDU)

Você acha viável comercialmente um voo de 35km?

 

Nova Iguaçu faria parte da TMA RIO, não haveria voos entre SDU e Nova Iguaçu, a não ser aviação particular ou helicópteros. Acredito que você tenha se referido a voos comerciais regulares, por isso achei estranho.

Link to comment
Share on other sites

Francamente, que idéia. Quem vai colocar 3 voos para Viracopos? A Azul que não vai ser. Abrir outra base colada no Rio para sustentar 3 operações, com o GIG tendo espaço, grande oferta de voos no SDU, etc. Só se algum "visionário" criar uma empresa pra fazer isso. Sem falar na interferência na terminal, que já citaram no tópico. Já é uma maravilha essa terminal Rio.

Link to comment
Share on other sites

Francamente, que idéia. Quem vai colocar 3 voos para Viracopos? A Azul que não vai ser. Abrir outra base colada no Rio para sustentar 3 operações, com o GIG tendo espaço, grande oferta de voos no SDU, etc. Só se algum "visionário" criar uma empresa pra fazer isso. Sem falar na interferência na terminal, que já citaram no tópico. Já é uma maravilha essa terminal Rio.

 

Dependendo das taxas, é um enorme atrativo. A própria Azul tende a partir de agora a fortalecer sua presença em GRU e CGH com a tal da nova regra de slots.

Nova Iguaçu pode captar sem dificuldades passageiros de boa parte da baixada e de cidades que necessitam da Dutra, para os passageiros chegarem ao Rio De Janeiro.

A TMA aqui é uma bosta de javali, mas existem formas de "suavizar" o impacto. Sem falar que seriam poucas operações. Não iria congestionar tanto.

Link to comment
Share on other sites

Francamente, que idéia. Quem vai colocar 3 voos para Viracopos? A Azul que não vai ser. Abrir outra base colada no Rio para sustentar 3 operações, com o GIG tendo espaço, grande oferta de voos no SDU, etc. Só se algum "visionário" criar uma empresa pra fazer isso. Sem falar na interferência na terminal, que já citaram no tópico. Já é uma maravilha essa terminal Rio.

 

Depois que a AZUL engoliu a TRIP, qualquer novo aeroporto [construído-reformado-ampliado], a primeira opção que vem na mente, vai ser a AD.

 

Para que possamos ter novas opções de destinos no Brasil, também vamos precisar de novas cias regionais. O Brasil não terá 270 ou mais destinos regionais, como o governo deseja, só com AZUL, PASSAREDO, SETE e MAP.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade