Jump to content

TAM vende passagem mais barata no site em inglês e é criticada na internet


Elton Farias

Recommended Posts

Os usuários que pretendem comprar passagens aéreas da TAM podem encontrar grandes diferenças entre os preços cobrados no site em português e no site em inglês. O fato foi compartilhado no Facebook por volta das 13h e, até às 15h30, contava com 475 compartilhamentos na rede social. É possível ver a diferença comparando o site do mesmo voo nas duas línguas. Além do preço - até cinco vezes menor - clientes que buscarem pelo site internacional também têm mais opções de escolha dentre os pacotes oferecidos pela companhia aérea.

O Terra testou dois voos em ambas as lojas virtuais. No voo JJ4726, do aeroporto de Congonhas, em São Paulo, para o de Confins, na região metropolitana de Belo Horizonte, a passagem no modo Básico era comercializada por R$ 685 no site em português. Exatamente a mesma passagem custava US$ 70 (R$ 138) no site em inglês.

No site em português, o voo JJ3942, com saída de Congonhas (SP) e destino ao aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, não tinha a opção básica mais disponível. Com isso, o usuário era obrigado a comprar, no mínimo, a opção Flex por R$ 763. Porém, o mesmo voo era comercializado na opção básica por US$ 77 (cerca de R$ 152) no site em inglês. Caso a opção fosse pela Flex, o voo pelo site internacional continuaria mais barato e sairia por US$ 310 (R$ 613)

Procurada, a TAM ainda não se manifestou sobre o caso.

http://economia.terra.com.br/carros-motos/para-ingles-ver-tam-vende-passagem-mais-barata-em-lingua-estrangeira,aa620cf4b041e310VgnVCM4000009bcceb0aRCRD.html

Link to comment
Share on other sites

abri um topico e só agora q vi esse! vamos la, minhas considerações além do q a TAM respondeu ai em cima.

 

 

 

por mim é o seguinte! a galera até agora não entendeu que comprar la fora e comprar aqui tem diferença sim. No site da tam para vc ver isso vc tem q ir na no topo no lado do logo da cia e clicar no "Billing Country" ou seja vc vai entrar no site especifico para seu país com suas moedas etc etc. Sendo assim, brasileiro querendo passar "debito" ou parcelar no cartão em 6x ou fazer boleto ele não consegue se entrar se passando por ingles ou italiano.

Fiz um rapida pesquisa nos mesmos voos agora pouco passando praticamente por todas as opções de países.

 

15/05 (JJ3660) GRU/CNF - 17/05 (JJ3441) CNF/GRU

- No Brasil: R$ 410,70

- EUA, Chile e Paraguai: US$ 202,57 = (na conversão q o próprio site faz) = R$ 400,88

- Na França, Italia e Alemanha: Eur 156,02 => R$ 401,66

- Argentina: ARG$ 1.233,80 => R$ 475,41

- UK : GBP 131,70 => R$ 397,61

Link to comment
Share on other sites

Algumas diferenças são muito grandes pelo que postou o Terra.

 

A resposta é que gostam de esfolar os brasileiros.

 

Lembram-se do que disse o presidente da Ford do Brasil há alguns meses quando foi indagado sobre os preços dos veículos?

 

O Lucro liquido da Ford é de 110% e o preço dos veículos alto é porque o brasileiro paga. Não é imposto... :(

Link to comment
Share on other sites

Quando tuitei responderam rapidinho, já estavam preparados.

 

Como só viajo gastando minhas milhas e mesmo assim quando há boas ofertas, não vou entrar nessa briga.

 

Tenho muitas milhas (enquanto existirem) para serem usadas.

 

Por outro lado meu filho preferiu pagar em R$ a viagem até Paris porque estava bem menos cara do que por milhas.

 

Tudo vai do momento.

Link to comment
Share on other sites

Algumas diferenças são muito grandes pelo que postou o Terra.

 

A resposta é que gostam de esfolar os brasileiros.

 

Lembram-se do que disse o presidente da Ford do Brasil há alguns meses quando foi indagado sobre os preços dos veículos?

 

O Lucro liquido da Ford é de 110% e o preço dos veículos alto é porque o brasileiro paga. Não é imposto... :(/>

 

Acredito que no caso das montadoras voce esta correto sim, e nosso governo ainda protege a industria para não perder os "empregos", mas isso já é outra discussão. Mas no caso das cia aereas vejo de outra forma, no Brasil as empresas sao instiuicoes "financeiras" tbm, e existe a pratica do parcelamento "sem juros", que de fato é sem juros, porem o custo da operação esta incluso no preco, pois não existe almoco gratis. Alem de outros fatores que contribuem para essas diferencas de preco.

Link to comment
Share on other sites

Os juros estão embutidos em todas as operações parceladas de qualquer comércio.

 

O pior é quando pagamos à vista com todos os juros que já etão calculados para parcelar..

Link to comment
Share on other sites

Posso reclamar da Google porque o Nexus é 4 vezes mais caro aqui no Brasil?

hehehehe.. não chega a tanto... Mas pagar nos EUA USD 299 e sair aqui por R$ 1699 realmente é demais.. Acabei de trazer um de lá e o bichinho é bem legal pelo preço que estão pedindo por lá....

Mais uma notícia desta descoberta de hoje...

 

A TAM colocou à venda passagens aéreas para cidadãos estrangeiros por até 80% mais em conta do que para brasileiros.

Uma das rotas mais caras do Brasil, a ponte aérea entre Congonhas e Santos Dumont, saía a R$ 232 para quem comprasse o bilhete no site da empresa dedicado aos Estados Unidos, para embarcar no mesmo dia --o que em geral tornaria a passagem muito mais cara. Para brasileiros, no entanto, o mesmo voo custa 400% a mais: R$ 1.263, com taxas.

Entre o aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, e Porto Alegre (RS) o preço para brasileiros era de R$ 864,14, enquanto para estrangeiros era R$ 316, o que corresponde a 63% menos. O mesmo ocorre em voos para Brasília.

Ontem a Folha tentou comprar um bilhete mais barato no site dos EUA, mas a informação foi que o cartão de crédito --com origem no Brasil-- não era aceito.

A história veio à tona na tarde desta terça-feira, quando uma campanha no Facebook acusou a TAM de praticar preços distintos para o mesmo produto. A empresa ainda não se pronunciou.

PAGOU A MAIS

Para Maria Inês Dolci, coordenadora institucional da Proteste, os consumidores que tiverem pago mais caro pelo bilhete podem reivindicar o preço mais barato adotado para os estrangeiros, com base no Código de Defesa do Consumidor. Segundo ela, que mantém um blog na Folha.com, trata-se de prática abusiva.

A Folha procurou a Senacon (Secretaria Nacional do Consumidor), do Ministério da Justiça, que disse que iria analisar o caso antes de se pronunciar.

http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2013/04/1263638-tam-vende-passagens-aereas-mais-caras-para-brasileiros.shtml

Link to comment
Share on other sites

ahhh essa Maria Inês Dolci!!! já discuti pessoalmente com essa mulher no passado! sim sou chato de mais hahaha

 

cara, é só somar o tico e o teco. a cia aceita cartão para cada país que ela tem no "billing country", ou seja no site para o chileno ela aceita cartões chilenos, no site para os ingleses aceita somente cartão local ingles em libras e por ai vai. A cia vai receber esses valores em cada desses países que ela tem venda, na conta do país ou seja, vai receber numa conta bancaria chilena e inglesa. Vai pagar impostos e taxas locais de cada país e por ai vai.

 

Uma coisa vc voar até Puerto Iguazu saindo de SP e pagar mais barato do que vc ir para Foz de Iguaçu e pagar mais caro, mas mesmo assim vc está indo para outro país e outro lugar, mesmo sendo do outro lado do rio.

Link to comment
Share on other sites

Isso rola faz tempo. Um exemplo?

 

Simulem uma passagem indo dia 10/05 e voltando 20/05 GRU-MIA-GRU no site da TAM no Brasil.

 

Depois entrem no www.clickandfly.com e simulem as mesmas datas mas MIA-GRU-MIA, a diferença é gritante. Já cansei de subir com milhas pra MIA saindo de GRU e voltar pagando US$ 500,00 em vôo direto, fiz a última em Janeiro!

 

O único problema é que só aceitam cartões americanos!

Link to comment
Share on other sites

Boa noite amigos Forenses.

 

 

 

 

 

TAM vende passagens com diferença de preço de até 600%

 

Em nota, a companhia afirmou ao iG que a variação de preços foi ocasionada por um erro no sistema, já corrigido

 

Passagens aéreas podem custar até 600% a menos, no mesmo voo e horário, se compradas no site em inglês da TAM Linhas Aéreas, em vez do site em português, conforme relatou um consumidor, nesta terça-feira (16), através do Facebook.

A reclamação gerou reação imediata na rede e foi compartilhada por mais de 1.400 pessoas. O usuário pediu explicações da companhia, pela rede social, para a diferença de preços: uma passagem no trecho São Paulo/Rio de Janeiro, às 15h de hoje, custava US$ 58 (R$ 116) no site norte-americano, e R$ 705 no endereço em português.

A TAM informou ao iG, em nota, que ocorreu um erro no sistema de disponibilização de tarifas, causando uma grande diferença nos preços, para iguais trechos, nos sites do Brasil e do exterior. "O erro foi temporário e já foi corrigido, graças ao alerta de nossos clientes. Vale ressaltar, porém, que a TAM trabalha com o conceito de composição dinâmica de preços, tanto no mercado brasileiro quanto no exterior".

 

Leia mais: Aviação Civil pede para BNDES e Anac estudarem ajuda a companhias aéreas

 

Ainda segundo a companhia, "o que determina o valor das passagens é a demanda de cada perfil de passageiro e a oferta disponível, o que pode variar de acordo com cada mercado. Por isso, o site da TAM possui versões para cada país em que a empresa opera, obedecendo às legislações locais. Cada uma das versões só permite compras com cartões de crédito emitidos no país selecionado pelo cliente".

Segundo esclarecimento da Abear (Associação Brasileira de Empresas Aéreas), a variação no preço das tarifas no transporte aéreo é comum e praticada por companhias de todo o mundo, a fim de dar sustentabilidade financeira aos voos, com maior número de assentos preenchidos. De acordo com a entidade, a incidência de impostos como o ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços) sobre voos domésticos também ajuda a encarecer as tarifas em relação a voos internacionais da mesma companhia.

 

Taís Laporta - iG São Paulo | 16/04/2013 19h21

 

Abraços

 

PP-CJC

Link to comment
Share on other sites

Até o Kayak.com arruma passagens mais baratas... Carro idem. ontem estava mais barato alugar pelo decolar.com em dólar do que direto no site da Localiza..

 

Brasileiro, o povo explorado desde a época das caravelas...

Link to comment
Share on other sites

Senhores, isso não é novidade alguma. Compramos carroças ao preço de locomotivas e não nos importamos em pagar fortunas à vista, ou financiar dando um troquinho ao pobrezito do banqueiro. Compramos as boas e velhau carroças da GM, Ford, e na minha opinião, à pior de todas a "Das Auto", onde uma carroça de 1000cc pode chegar à 35.000 com um A/C sofrível e um outro é um "belo" motor 2.0 com 125 cv, custando mais de 60k.

 

Não esqueçamos das seguradoras. Tenho um carro que tabela FIPE vale 30.000. Tenho 28 anos, nunca usei seguro na minha vida, e não tenho ponto na carteira de motorista e paro o carro em garagem. Valor do seguro? 3.300! Chega de ser otário!

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade