Jump to content

Plano para aeroportos triplica efetivo da PF durante a Copa das Confederações


C010T3

Recommended Posts

Plano para aeroportos triplica efetivo da PF

 

Por Daniel Rittner | De Brasília

Valor Econômico - 19/04/2013

 

As equipes dos órgãos públicos com representação nos aeroportos, como a Polícia Federal e a Receita Federal, terão um reforço de 77% em suas estruturas para atender à demanda na Copa das Confederações, entre os dias 15 e 30 de junho. O maior reforço será na PF, responsável pelos trâmites de migração dos passageiros em voos internacionais, cuja equipe mais do que triplicará nos aeroportos das seis cidades-sede do evento esportivo: o quadro passará de 313 para 1.153 pessoas.

 

O reforço faz parte do conjunto de medidas divulgadas pela Secretaria de Aviação Civil, no plano de contingência para a Copa das Confederações. Há a previsão de um centro de comando e controle nacional, no Rio de Janeiro, que funcionará 24 horas por dia para coordenar as atividades. A Força Aérea Brasileira (FAB) criou áreas de exclusão (reservada, restrita ou proibida) em porções do espaço aéreo.

 

O período de vigência das restrições será entre uma hora antes e quatro horas depois do início das partidas. Fora desse período, o uso do espaço volta à normalidade. A área de maior restrição é a zona vermelha, que corresponde ao limite lateral de quatro milhas náuticas (7,4 km) de raio do centro do estádio de futebol onde estiver ocorrendo o jogo. Nessa zona, somente aeronaves de segurança pública, militares e de assistência médica terão sobrevoo autorizado.

 

Durante os meses de abril e maio, haverá uma série de exercícios simulados para recepção dos delegados e convidados vips em todos os aeroportos. O primeiro exercício ocorrerá em Belo Horizonte, no próximo dia 22, com a chegada da delegação do Chile para o amistoso contra o Brasil.

 

A maior demanda, segundo a Secretaria de Aviação Civil, será nos aeroportos do Rio. Eles deverão receber 47 mil passageiros para a final da Copa das Confederações. Foi selecionada uma rede de 33 aeroportos e oito bases aéreas, incluindo terminais alternativos. O plano prevê ainda reforço nos contingentes da Anac (100%), dos operadores aeroportuários (50%), da Anvisa (16%), Vigiagro (60%) e Receita Federal (38%).

 

http://www.valor.com.br/brasil/3092996/plano-para-aeroportos-triplica-efetivo-da-pf

Link to comment
Share on other sites

A PF pretende deter Sao Pedro se estiver abaixo dos mínimos?

 

Segurança reforçada e agilizar os procedimentos aeroportuarios é obrigatório, mas e se nao chegarem os pax?

Link to comment
Share on other sites

A fila em GRU na imigração continua gigante (passei lá quarta feira) mas até que andou rápido

 

A Alfândega estava passando todo mundo, e olha que tinha vôo chegando de Orlando (mas acho que chegou um pouco depois do meu)

 

A esteira de bagagens "daquele jeito"

Link to comment
Share on other sites

Eu não acredito muito nisso não! Triplica o efetivo pra que?! Pra deixarem terceirizados fazendo o controle de fronteira no pais?

 

Acho isso a maior temeridade da PF! Terceirizar a imigração? Absurdo!

 

O número de traficantes estrangeiros no centro de SP mostra isso!

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade