Jump to content

Pluna planeja voltar a voar em dois meses com um nome nome: Dyros


mka

Recommended Posts

http://www.melhoresdestinos.com.br/retorno-pluna-dyros.html

 

A companhia aérea uruguaia Pluna pode estar próxima de voltar aos céus brasileiros. O governo uruguaio estaria planejando o retorno da empresa com um novo nome e administração compartilhada com os funcionários. A Pluna fazia sucesso com suas tarifas baratas e promoções de última hora, como as Terças Vermelhas, que tinham passagens para Montevidéu a partir de USD 29.

A informação do retorno da companhia foi dada pela ministra do Turismo e Esporte, Liliam Kechichian, em audiência concedida na quarta-feira ao secretário de Turismo de Minas Gerais, Agostinho Patrus Filho, e noticiada hoje pelo jornal O Estado de Minas. Segundo ela, a retomada do voo para Confins faz parte dos planos de reestruturação da companhia aérea, que poderá voltar a operar dentro de dois meses com o novo nome de Dyros e a possibilidade de gestão compartilhada com os empregados.

Pluna-525x393.jpg

A notícia também é confirmada pelo jornal La Nación, segundo o qual o novo nome é uma forma de evitar as cobranças judiciais das dívidas da Pluna. A cooperativa dos funcionáriosespera receber as autorizações para os voos até o próximo mês e iniciar as operações em junho. Aguarda ainda a aprovação de um financiamento de 15 milhões de dólares pelo Fondo de Desarrollo Estructural (Fondes) do Uruguai.

Há ainda uma questão problemática a ser solucionada: a possibilidade de embargo dos aviões da Pluna por credores internacionais. Assim que um dos jatos pousasse no Brasil ou outro país, a Justiça poderia determinar que fosse apreendido e penhorado para pagar as dívidas da companhia. Para evitar isso, o governo uruguaio estuda devolver os sete CRJ-900 à Bombardier, quitando a dívida com o Scotiabank que financiou a compra.

Segundo o jornal uruguaio El Diario, que chama os aviões de “batata quente” na mão do governo, ontem à noite o presidente José Mujica demonstrou preocupação com o caso e disse que as aeronaves poderiam ser “sequestrado a qualquer hora” no exterior, mas disse que existem alternativas. O jornal afirma ainda que o retorno da Pluna esbarra na perda de confiança em todos os países onde passageiros ficaram sem viagens e com dívidas não pagas, ainda mais se voos deixarem de ser realizados pelo embargo de aviões, gerando multas”.

Todos os voos da Pluna foram suspensos no dia 5 de julho do ano passado, por determinação do governo do Uruguai, ao assumir a empresa num momento de forte crise financeira. A companhia ligava o país à Argentina, Brasil e Chile.

Link to comment
Share on other sites

Seria interessante a Dyros com os Embraer 170 antigos da TRIP que estão parados em goianá, e algumas unidades do 190 ou 195.

 

Seria realmente fantástico.

Seria uma redenção da traição uruguaia contra o Mercosul quando ficou com a canadense Bombardier contra a mercosuliana Embraer.

Link to comment
Share on other sites

 

Seria realmente fantástico.

Seria uma redenção da traição uruguaia contra o Mercosul quando ficou com a canadense Bombardier contra a mercosuliana Embraer.

 

Traição? Se um operador escolhe um equipamento X ao invés do Y, isso é traição? Caramba...traidores esse povo que compra BMW Ferraris e Mercedes ao invés de comprar Gurgel e JPX....

Link to comment
Share on other sites

 

Traição? Se um operador escolhe um equipamento X ao invés do Y, isso é traição? Caramba...traidores esse povo que compra BMW Ferraris e Mercedes ao invés de comprar Gurgel e JPX....

Concordo com vc!!! Afinal pra eles os Bombardier foram mais adequados que os Embraer!!!!

Link to comment
Share on other sites

E outra...eles vendo a necessidade, de na época substituir logo os 737-200, que tinham um custo muito alto pra eles (na fase de reestruturaçao da empresa), queriam uma solução breve. A Embraer tinha uma fila muito grande de pedidos, logo nao conseguiria atender ao pedido da Pluna. A Bombardier parece que na epoca tinha essa solução pra renovação rapida de frota da Pluna, com periodos de entrega das aeronaves mais curto...por isso uma das escolhas...

Mas torço pra que a empresa volte logo a voar. Tive oportunidade de voar uma vez com eles, e gostei bastante (serviços, aeronave, preço, etc).

Link to comment
Share on other sites

 

Traição? Se um operador escolhe um equipamento X ao invés do Y, isso é traição? Caramba...traidores esse povo que compra BMW Ferraris e Mercedes ao invés de comprar Gurgel e JPX....

 

Muito simples: se trata no nível governamental da produção integrada na América do Sul de aviões Embraer: parte no Brasil, parte na Argentina, parte no Uruguai (modelo Airbus).

Está na agenda do GIP (Grupo de Integração Produtiva) e da Embraer.

Assim, era muito cara de pau do Uruguai querer participar dos ganhos de integração de alta qualidade (geração de tecnologia, emprego DE QUALIDADE - engenheiros, pesquisadores etc.), mas comprando avião da concorrência.

Friso que trato da agregação de valor e geração de tecnologia com impactos a justante e a montante na cadeia produtiva, fundamental para qualquer "police maker".

Link to comment
Share on other sites

Concordo com vc!!! Afinal pra eles os Bombardier foram mais adequados que os Embraer!!!!

Não sejamos ingênuos. Um dos sócios da Pluna na privatização era a Jazz Air Canada (25%), que tem na faixa de 90 aeronaves só da Bombardier. Não é questão de "mais adequado à Pluna" e sim "quem manda aqui sou eu e vamos de Bombardier". Se o governo uruguaio apitasse alguma coisa relevante na época, talvez pediria penico ao BNDES pra financiar Embraer. Ou continuaria voando com os Boeings velhinhos de guerra BON, BOO e BOP.

Link to comment
Share on other sites

A Jazz é da Air Canadá...Bandeira Canadense como a Bombardier...mas uma das maiores operadoras de Ejets no mundo! (Inclusive com eles, numa ponte aérea YYZ-YUL voei pela 1a vez num Ejet)!

Link to comment
Share on other sites

Bem, independentemente da aeronave a ser utilizada, espero que efetivamente a empresa volta a operar. Só não entendi ainda esse nome, achei feio, estranho, sem contar que, em meu humilde entendimento, ele não vai ajudar em nada na divulgação e fixação da marca.

Link to comment
Share on other sites

Vai ser nos moldes da questão da VARIG velha e VARIG nova ou é a PLUNA mesmo? Se for a PLUNA, tem que pagar os milhares de bilhetes que eles não honraram... muita gente teve prejuízo com a saída de operação deles!

Link to comment
Share on other sites

Posted · Hidden by Galeão-Cumbica, April 21, 2013 - Aham, senta lá...
Hidden by Galeão-Cumbica, April 21, 2013 - Aham, senta lá...

Punta Airlines :lol:

Puntaqpartiu!

Link to comment
Posted · Hidden by Galeão-Cumbica, April 21, 2013 - Aham, senta lá...
Hidden by Galeão-Cumbica, April 21, 2013 - Aham, senta lá...

Ahahaahahaha

Link to comment

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade